Categorias
Auto e Ferramentas

7 dicas simples para você economizar combustível

Não tem segredo. A receita para economizar combustível é a combinação de três atitudes: dirigir de maneira correta, manutenção em dia e tomar cuidado ao escolher o combustível.

O valor cobrado pelos combustíveis no Brasil anda bem salgado para os motoristas. Por isso, é fundamental encontrar formas de economizar no combustível. Veja aqui algumas dicas simples que farão você gastar um pouco menos na hora de abastecer o carro.

1- Manutenção

Além de ser importante para a sua segurança, realizar a manutenção preventiva do veículo garante mais economia para você. Peças quebradas ou defeituosas tendem a aumentar o consumo de combustível, pois fazem o motor e outras partes do carro funcionarem com mais dificuldade. 

2 – Ar-condicionado

Sabemos que quando faz calor é impossível deixar o ar-condicionado desligado, porém dá para usá-lo de forma mais inteligente –  ligando apenas quando for realmente necessário e por períodos mais curtos. Afinal, o ar-condicionado é um dos maiores vilões quando o assunto é economia de combustível.

3 – Pneus em dia

Quando os pneus estão descalibrados, existe um atrito maior com a via e o consumo de combustível pode aumentar em até 3%. E acredite, com o passar do tempo, isso fará uma grande diferença no seu bolso. O ideal é calibrar os pneus do carro a cada 15 dias, pelo menos.

4 – Qualidade do combustível

É muito importante ficar atento à qualidade do combustível que você usa. Existem postos que vendem a famosa gasolina “batizada”. Por isso, é importante abastecer em locais confiáveis. E nos Postos Carrefour, você conta com o Selo ProTeste, que garante a qualidade do combustível e a quantidade que sai da bomba. Muito bom, hein?  Clique aqui e encontre o Posto Carrefour mais próximo de você.

5 – Ponto morto

Esse é um costume antigo dos motoristas para tentar economizar combustível. Porém, de nada adianta. Se quiser economizar combustível, basta manter o carro engatado na marcha mais alta possível e não usar o acelerador.

6 – Menos peso

Quanto mais peso o carro transporta, maior será o esforço para ele se locomover. E isso impacta diretamente no consumo de combustível. Então, carregue apenas o que for realmente necessário. Nada de malas e objetos muito pesados. Na dúvida, consulte o manual do veículo e se informe do peso máximo suportado. 

7 – Acelere menos 

Pé fundo no acelerador para arrancar com o carro é uma prática que só aumenta o desgaste de diversos componentes, além de desperdiçar bastante combustível. Por isso, acelere suavemente e passe as marchas no momento correto. Se ficar na dúvida, basta conferir no manual qual é a rotação de torque máximo. 

Categorias
Auto e Ferramentas

Dicas para conservar os pneus do carro

Um pneu bem conservado é uma das partes mais importantes para garantir a segurança e conforto do carro. Além disso, os cuidados mantêm uma boa estabilidade, frenagem e melhoram até o consumo de combustível. Por isso, hoje trouxemos as melhores dicas para você conservar os pneus do seu carro. Confira!

Calibragem frequente 

Uma calibração adequada é ideal para a estabilidade do veículo e faz com que sua durabilidade aumente. O correto é calibrar os pneus a cada 15 dias, e você pode consultar a pressão correta no manual do fabricante. Não esqueça que a pressão deve ser regulada com os pneus frios.

Balanceamento e alinhamento

Os procedimentos de balanceamento e alinhamento devem ser feitos quando os pneus forem substituídos ou quando o rodízio for feito, e também sempre que o motorista notar que o carro está puxando para algum dos lados ou está vibrando.

Dessa forma, todas as rodas são desgastadas igualmente e mantém os pneus conservados por mais tempo.

Rodízio dos pneus

Os pneus se desgastam de forma diferente com o uso do veículo. Por isso, troque os pneus da frente pelos de trás a cada 10 mil quilômetros, ou de acordo com o indicado no manual do fabricante. É um procedimento simples, mas que melhora a estabilidade do carro e sua aderência em pisos molhados.

Evite excesso de carga

A sobrecarga no veículo pode comprometer a estrutura interna dos pneus. Fique atento no peso permitido para carregar no carro e, assim,  garantir a vida útil das suas rodas.

Atenção com estepe

Assim como os pneus em uso, o que fica de estepe também deve ser cuidado com frequência com sua calibragem correta. Afinal, ninguém quer passar por um imprevisto com essa peça, não é? Além disso, as más condições do estepe podem dar multas e pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

Categorias
Auto e Ferramentas

5 truques infalíveis para tirar manchas do banco do carro

Acabou de manchar o assento do seu veículo e não sabe o que fazer para retirar a mancha, não precisa se desesperar. Fique sabendo que existem soluções variadas para os mais diferentes tipos de sujeira. Para manter o seu xodó sempre limpo e bem cuidado, confira 5 dicas para tirar manchas do banco do carro.

Chocolate

Sair para comer e buscar uma sobremesa para você ou para as crianças é sempre irresistível, mas é necessária muita atenção para não manchar o seu assento, já que é uma mancha que pode atrair baratas e outros tipos de insetos para o interior de seu carro. Caso seja esse o seu problema, o ideal é endurecer ao máximo o chocolate, utilizando uma pedra de gelo. Feito isso, esfregue um algodão ou um pano molhado com vinagre branco e esfregue bastante a região. Depois, retire os excessos com uma mistura de água com sabão neutro e seu problema estará resolvido.

Gordura

Também é super normal passar em um serviço de drive-thru de uma lanchonete ou restaurante e deixar pedaços de alimentos gordurosos cair nos bancos do carro. Apesar de parecer uma mancha difícil de ser retirada, não se preocupe. Aplique talco na mancha, deixe agir no estofado por 10 minutos, depois aplique água com sabão neutro e verá que seu assento estará novo em folha.

Maquiagem

No caminho para o trabalho, ou ao chegar em uma festa ou churrasco, é normal utilizar o retrovisor do carro para se maquiar. Tão normal quanto se maquiar dentro do carro é deixar cair uma gota de base ou o pincel do rímel nos bancos e deixar aquela sujeira no carro. Quando isso acontecer, a mistura ideal é a de álcool com vinagre branco, com proporções iguais, em um pano limpo e aplicar no banco. Depois, retire o excesso com água e sabão neutro.

Sangue

Aqui você precisa de muito cuidado. O sangue é uma das manchas de maior dificuldade de remoção, principalmente após estar seco. Uma receita caseira que pode funcionar é a de detergente líquido, água morna e uma colher de amônia. Aplique e esfregue com uma escova, com movimentos leves para não danificar o tecido. Caso não resolva, a solução é a de procurar uma empresa especializada na lavagem e limpeza de assentos veiculares.

Bancos de couro

Normalmente as manchas em bancos de couro são mais simples para remoção. Para tirar a poeira, basta apenas um pano seco, semanalmente. Os bancos claros podem necessitar de cuidado maior, por deixarem manchas à mostra. Uma solução pode ser a de água e sabão neutro na região manchada, mas, se não funcionar, o ideal é também colocar os pneus para rodar e buscar um local especializado, já que algumas misturas podem danificar o couro
de seu assento.

Caso o tipo de mancha esteja fora dessa lista, repare que por diversas vezes indicamos a mistura de água com sabão neutro ou vinagre branco para ajudar na remoção. Mas, caso não funcione, o ideal é sempre buscar por uma empresa especializada, já que outras misturas podem danificar o seu banco ainda mais.

Categorias
Auto e Ferramentas Esporte e Lazer

Como escolher o melhor quadriciclo?

A potência é uma das coisas a levar em conta na hora de escolher o melhor quadriciclo. Veja as dicas aqui!

Como escolher o melhor quadriciclo?

Ter um mini quadriciclo à gasolina na garagem é garantis de diversão para a criançada e também para os adultos. Com um desses, você pode passear tanto em sítios ou fazendas, como em praias e lugares menos movimentados. Mas qual o melhor quadriciclo?

Se várias dúvidas surgirem na hora de escolher o seu, relaxe: é normal, pois existe bastante coisa que você precisa ficar de olho para entender as diferenças de um modelo para outro. A decisão final é sua, ou seja, vai depender de você saber qual é o modelo ideal para aquilo que você procura. Veja com o que se atentar:

Cilindrada

A cilindrada nada mais é do que a potência do mini quadriciclo. Quanto maior ela for, mais rápido ele vai andar. Portanto, fique de olho, pois os veículos com mais potência geralmente não são indicados para uso infantil. Neste ponto, é importante saber que, dependendo da cilindrada do mini quadriciclo, é preciso fazer o emplacamento dele.

Transmissão

Existem modelos que têm várias marchas e aqueles que são monomarcha, ou seja, marcha única. O principal benefício disso é que você consegue economizar mais combustível e não força tanto o motor do veículo.

Sistema 4×4

Esse benefício é bem útil, principalmente se o mini quadriciclo à gasolina for usado em terrenos mais irregulares, como trilhas, montanhas e areias. O sistema 4×4, que também é conhecido como tração nas 4 rodas, serve para distribuir a força do motor de forma igual em todas as rodas. Isso faz com que o motorista tenha mais segurança na hora de fazer as manobras e também diminui o risco de encalhar na lama, por exemplo.

Modo de partida

Existem dois tipos: o manual e o elétrico. O primeiro, como o próprio nome diz, é preciso usar a mão para ligar. Como demanda um pouco mais de técnica, pois precisa puxar uma cordinha para fazer o motor funcionar, é mais trabalhoso. Já o elétrico é bem mais simples. Você coloca a chave na ignição e aperta apenas um botão.

Categorias
Infantil

Mini veículo infantil: que tal dar lições de direção defensiva para os pequenos?

Viver em sociedade requer saber os seus deveres e respeitar os direitos dos outros, e todo mundo sabendo disso o convívio será melhor. Quando as pessoas se tornam pais é muito bacana ensinar desde cedo a conviver bem com os outros, principalmente no trânsito.

Com um mini veículo infantil, brinquedo que vem conquistando as crianças, fica mais fácil começar a ensinar a direção defensiva desde cedo. Não apenas para saber bem as regras do trânsito, mas para respeitar outros motoristas e também pedestres. Alguns modelos permitem que as crianças possam andar a partir dos 3 anos, mas para dar dicas de trânsito, para a criança memorizar, o ideal é a partir dos 5 anos de idade.

Direção defensiva: ensine brincando

A direção defensiva é disciplina obrigatória no Curso de Formação de Condutores, que ensina basicamente a prestar muita atenção enquanto dirige para evitar acidentes. Enquanto seu filho dirige o mini veículo infantil, comece ensinando a respeitar o farol, faça um desenho em um cartaz e coloque círculos coloridos grandes vermelho, amarelo e verde. Enquanto ele dá uma volta fale alto: “sinal amarelo!” E em seguida pergunte o que ele deve fazer.

Outra parte fácil de assimilar é em relação às setas, é ótimo para estimular a coordenação motora e o senso de direita e esquerda. Nos modelos que não tiverem seta, peça para o seu filho acenar com a mão a direção que ele pretende virar, diga que isso ajudará o motorista de trás a saber qual a ação que ele tomará em seguida.

O mini veículo infantil ajuda na educação

Chame também os amiguinhos do seu filho para participar da brincadeira, pegue as principais placas de trânsito que encontramos e peça que eles copiem os desenhos e pintem. Ensine o significado e peça para alternarem na direção do mini veículo infantil, enquanto os outros aparecem pelo trajeto mostrando algumas placas, assim todos poderão participar brincando e sendo educados de maneira divertida.

Além do carro, se alguns tiverem triciclos e bicicletas, a brincadeira poderá ficar ainda mais perto do real, simulando trânsito, ultrapassagem e outros desafios diários de quem dirige. Sempre que possível fale sobre a importância de usar o cinto de segurança, não falar ao celular enquanto dirige e de forma alguma ingerir bebida alcoólica. E, lembre-se, os pais sempre têm que dar o bom exemplo.

Categorias
Infantil

Mini veículo elétrico ou a pedal?

Toda criança sonha em ter um mini veículo e, por isso, não faltam opções no mercado. Mas na hora de comprar esse presentão, muitos pais ficam em dúvida entre um mini veículo elétrico ou um a pedal. Se esse é o seu caso, veja algumas dicas que podem ajudar nessa escolha:

Mini veículo a pedal

Uma das principais vantagens do mini veículo a pedal é que ele pode ser usado em mais lugares que o elétrico, já que os carrinhos elétricos funcionam melhor em terrenos cimentados e lisos. Outra coisa que os pais adoram é que os pequenos acabam gastando mais energia, além de desenvolverem melhor a coordenação motora.

O triciclo infantil é um dos brinquedos mais tradicionais e pode ser usado desde quando os bebês são bem pequenos. Para você ter uma ideia, existem modelos adaptados para 10 meses de idade que vêm com um empurrador para os pais conduzirem e até com compartimentos para levar as coisinhas do bebê nos passeios.

 O triciclo também é o brinquedo ideal para treinar antes da bicicleta, já que a criança tem mais estabilidade e ganha equilíbrio e confiança aos poucos para o próximo desafio.

Outros modelos muito procurados são o carrinho e a mini moto de pedal. Com eles, as crianças ganham autonomia e noção de espaço enquanto se divertem pedalando por aí.

Mini veículo elétrico

Muitas crianças são apaixonadas pelo mini veículo elétrico e não é à toa, esse brinquedo simula um veículo de verdade, deixando a brincadeira mais real e emocionante. Além de super divertido, ele também ajuda a desenvolver a coordenação motora, noção de espaço, velocidade e direção da criança.

Outra coisa bem legal é que alguns modelos vêm com controle remoto para os pais participarem e interagirem mais nas brincadeiras. Essa pode ser uma boa opção para as crianças menores começarem a se aventurar nesses brinquedos.

Todo mini veículo elétrico funciona à bateria recarregável e é importante checar sua duração.  Existem diversos modelos: triciclo, quadriciclo, mini carro, mini moto, caminhão e até trator. Sem falar a quantidade de personagens: Batman, Hot Wheels, Barbie, Patati Patatá e muitos outros que a criançada adora.

Em relação aos modelos, o carro elétrico é um dos mais procurados e imita um verdadeiro veículo, com volante, marchas, ré, buzina, luzes, sons e tudo mais. A mini moto elétrica também é muito parecida com a real e pode vir com som de motor, painel eletrônico, luzes, retrovisor, etc.

É preciso lembrar que o mini veículo elétrico tem desempenho melhor em terrenos lisos, cimentados ou esses de playground, sabe? Por isso, para o seu filho se divertir mais e o brinquedo ter maior durabilidade, prefira locais com esse tipo de terreno.

A velocidade desses brinquedos motorizados varia entre 2 km/h e 5 km/h, e a faixa etária também muda de acordo com o modelo. Sendo assim, não se esqueça de olhar na ficha técnica para descobrir qual o mini veículo mais indicado para o seu filho, ok?