Categorias
Esporte e Lazer

Abandone o sedentarismo. Conheça aparelhos de treino funcional

Os aparelhos de treino funcional são uma ótima pedida para intensificar os seus exercícios. Mas você deve estar se perguntando: afinal, o que é esse tal treino que todos têm falado? Basicamente, ele se baseia em nossos movimentos naturais de pular, correr, agachar, girar, puxar e empurrar, e tem como metas os ganhos de força, resistência, equilíbrio, condicionamento, flexibilidade e agilidade.

Poucos dias depois que você começar a praticar essa atividade física, pode ter certeza de que conseguirá finalmente subir aquele enorme lance de escadas ou pular muito no show da sua banda preferida, sem que para isso tenha que quase morrer de falta de ar. Além de definir a musculatura, o treino ajuda a emagrecer, a perder gordura localizada, a prevenir lesões e a garantir melhorias cardiovasculares.

Você não precisa necessariamente de aparelhos de ginástica funcional para começar a se exercitar, mas pode ter certeza de que eles vão garantir muito mais intensidade às atividades que fizer, e, consequentemente, os resultados também serão melhores. Além de tudo, o treino ficará mais diversificado e divertido. Quer conhecer esses aparelhos? Então confira a nossa lista a seguir:

Corda

Você se lembra de brincar de pular corda quando era criança? Pois agora você vai pular mais do que nunca quando fizer o treino funcional. O exercício ajuda na coordenação motora, na tonificação da musculatura, trabalhando especialmente as pernas e a panturrilha, a desenvolver a capacidade cardiorrespiratória e a ter uma boa queima de gordura corporal.

Elástico

Uma das formas de usar o elástico no treino funcional é passá-lo em volta da cintura e amarrá-lo a alguma estrutura bem firme, de forma que você possa correr sem sair do lugar. Como vai usar toda a força do seu corpo nessa “corrida”, você vai trabalhar muito a sua força, claro, e também a sua flexibilidade muscular. Além dessa atividade, o elástico pode ser usado em muitos outros exercícios dentro do treino funcional.

Kettlebell

É um peso de ferro fundido em formato de bola com alça de manuseio. Ela serve para você intensificar os seus agachamentos e qualquer outro exercício que permita o acréscimo dessa carga. Assim os resultados também serão melhores. Compre uma kettlebell que tenha o peso ideal para você, ou seja, ela não pode ser muito leve nem tão pesada, a ponto de não conseguir se exercitar ou de correr o risco de se machucar. Mas ela deve desafiar você na hora de fazer o treino. É possível usar anilhas e halteres também, mas o legal da kettlebell é que ela é muito mais confortável de segurar por conta da alça de manuseio.

Step

O step é uma plataforma que serve para você fazer exercícios de subida e descida, pulos e abdominais. Ele pode ser usado também como um apoio para braços e pernas durante algumas atividades, e assim o trabalho muscular e cardiorrespiratório é muito mais intensificado.

Esses foram alguns aparelhos de treino funcional, mas existem muito outros, excelentes para você diversificar e intensificar os seus exercícios. Aproveite essas ótimas opções.

Categorias
Esporte e Lazer

Escolha o melhor elíptico para o seu treino

Quer saber qual é o melhor elíptico para você treinar de forma eficiente? Então é importante continuar a sua leitura.

Também conhecido como transport, o elíptico é um equipamento focado em exercícios aeróbicos e cardiovasculares, muito importantes para a resistência física e para a saúde do coração.

Os pedais fazem um movimento de elipse, daí o nome, simulando a caminhada e a corrida, porém sem nenhum tipo de impacto.

Ele ainda queima de 200 a 400 calorias em 1 hora de treino e trabalha os músculos da perna, o peitoral, o bíceps, o tríceps e o deltoide.

O aparelho permite que você aumente a velocidade, dependendo do seu condicionamento, e também que faça uma progressão na carga, para uma atividade mais intensa.

Quer saber como escolher o melhor para você? Então aproveite as dicas a seguir:

1 – Posição da roda

Existem modelos com a roda na frente e outros com a roda atrás.

As opções com a roda atrás possuem uma passada mais curta e são mais compactos, além de movimentar o corpo para cima e para baixo, o que trabalha também os membros superiores. Já os modelos com roda na frente são maiores e permitem um movimento de mais amplitude, podendo proporcionar maior conforto. Por isso esse é considerado por muitos o melhor elíptico. ++Nele, apenas as pernas se movimentam, levando a um trabalho bem mais isolado dos membros inferiores.

2 – Controle da resistência

O elíptico pode ser manual ou elétrico. No elétrico você consegue aumentar e diminuir a intensidade do exercício por meio do painel.

Além disso, a maioria ainda tem a opção de programar o treino e acompanhar a frequência cardíaca da pessoa, o ritmo, o tempo e as calorias que queimou.

3 – Alimentação elétrica ou a bateria

Existem alguns modelos ecologicamente corretos e que possuem gerador próprio. Eles dispensam a energia elétrica, bem como a preocupação com as tomadas, sendo útil principalmente para quem tem crianças em casa. Com ele você faz uma boa economia de energia e ainda evita possíveis acidentes.

Com essas dicas sobre o que o melhor elíptico precisa ter, ficou fácil escolher o seu. Então aproveite e faça uso desse equipamento muito eficaz para o seu treino.

Categorias
Beleza e Saúde

Como relaxar os músculos após o treino?

Quer saber como relaxar os músculos depois de um treino intenso? Realmente ninguém quer ficar dolorido após se exercitar e para piorar essa dor acaba impedindo de praticarmos atividades físicas nos dias seguintes, o que é ruim para a rotina de treino.

Primeiro é importante entender que essa dor é natural, e apesar de não conseguirmos eliminá-la totalmente, podemos sim aliviar bastante a nossa musculatura. Alguns métodos, além de permitirem que o corpo se recupere mais rapidamente, ainda vão ajudar você a responder melhor aos treinos. Quer saber quais são eles?

Então leia a seguir:

1 – Alongamento

Logo depois do treino, faça alongamentos para todos os músculos do corpo, mas principalmente para os que foram trabalhados. Procure não ficar muito tempo esticando o corpo. O alongamento é uma forma de se exercitar e também pode deixar você com o corpo dolorido. A ideia não é forçar, mas apenas proporcionar um relaxamento na musculatura.

2 – Aquecimento

Depois de terminar o seu treino, faça caminhadas ou atividades cardiovasculares leves por cerca de 10 minutos. Isso vai contribuir para a remoção do ácido láctico acumulado, o que diminui seu potencial lesivo.

3 – Hidratação

A água é essencial para a nossa hidratação e para a saúde, e deve ser consumida ao longo de todo o dia. Ela é ótima para os processos biológicos, incluindo o sistema locomotor e o imunológico. Além disso, a hidratação ao longo do dia faz com que o organismo tenha matéria-prima para produzir os fluidos corporais responsáveis pela lubrificação articular. Ela também remove substâncias tóxicas do metabolismo, que fica mais acelerado com os exercícios.

4 – Rotina de atividades físicas

Com o tempo, você vai perceber que as dores musculares começam a diminuir. Isso acontece porque o corpo se acostuma com a rotina de treinos. Mas, se você ficar uma semana sem treinar, com certeza as dores vão aparecer depois do primeiro exercício após esse período. Procure ter disciplina e estabeleça uma rotina de treinos não só para evitar as dores, mas também para conseguir chegar aos resultados esperados. Agora que você já sabe como relaxar os músculos, siga essas dicas no seu dia a dia e sinta-se sempre bem, independentemente da intensidade do seu treino.

Categorias
Esporte e Lazer

Qual é melhor ter em casa: esteira ou elíptico?

Mais do que escolher entre esteira ou elíptico, você precisa saber qual dos 2 se adapta melhor a você.

A esteira é um equipamento eletromecânico destinado a atividades físicas de caminhada e corrida. É possível aumentar ou diminuir a velocidade, e algumas possuem inclinações para dificultar o exercício e garantir melhor resultado.

No elíptico a pessoa coloca cada pé em um apoio e faz força para subir e descer as pernas alternadamente, movimentando junto os braços ao segurar em um suporte. É possível deixar o aparelho mais pesado para aumentar a dificuldade. Os 2 são ótimos para treinar sem sair de casa e possuem vantagens que vão desde o emagrecimento e o condicionamento físico até o desenvolvimento da musculatura. Para entender qual é o ideal para você, confira as informações a seguir.

1 – Com relação ao condicionamento físico

Tanto a esteira quanto o elíptico são ótimas opções para melhorar o condicionamento físico. Na esteira você pode começar com uma caminhada leve e ir aumentando aos poucos a velocidade até a corrida rápida. Já no elíptico você aumenta a gradação de resistência, que nos equipamentos mais básicos vai de 1 a 7. O importante é respeitar o seu ritmo, mas é preciso praticar constantemente para que você aumente a dificuldade e assim garanta um bom condicionamento físico.

2 – Com relação ao impacto

No elíptico o impacto das articulações é menor do que na esteira porque não é necessário retirar os pés do apoio enquanto pratica. É claro que a corrida na esteira tem maior impacto do que a caminhada, por isso é essencial que você consulte um especialista caso sinta qualquer dor.

3 – Com relação ao trabalho muscular

Os 2 equipamentos trabalham músculos como posterior da coxa, quadríceps, glúteos e panturrilhas. Eles atuam também nos eretores da espinha, sacroiliolombar, responsáveis pelos movimentos da espinha, um tipo de ação de alavanca para estender e flexionar mais intensamente a coluna vertebral para o lado, e braços, mas o elíptico trabalha melhor os músculos dos membros superiores por conta do suporte para os braços que faz parte da realização do exercício.

4 – Com relação à queima de calorias

Como os 2 aparelhos fazem momentos repetitivos e rápidos, ambos queimam bastante caloria. Uma hora de esteira gasta em média de 300 a 500 calorias e o mesmo tempo no elíptico elimina entre 400 e 500 calorias. Já sabe qual escolher: esteira ou elíptico? Então aproveite as vantagens desses equipamentos no conforto do seu lar, mas não se esqueça de antes consultar um médico especialista para saber se está tudo em ordem para começar a praticar.