Categorias
Tecnologia e Eletrônicos

Qual é o melhor para ler: e-reader ou tablet?

Os livros se transformaram com o avanço das tecnologias. Agora, além do tradicional livro físico, há outras opções para consumir novas histórias, como tablets, em que você pode adicionar diversos aplicativos e usá-lo para diferentes tarefas, e os e-readers, que contam com recursos específicos para facilitar a leitura. Se você ainda não sabe qual das opções é a melhor para você, esclarecemos todas suas dúvidas no texto abaixo. Veja!

Tablet: muito além da leitura

O tablet pode ser utilizado para leitura de livros, artigos e muito mais. Além disso, o aparelho permite que você baixe diversos outros aplicativos, e você pode navegar na internet, assistir séries e filmes, jogar games, tirar fotos, acessar redes sociais, entre outros.

No entanto, esse excesso de informação pode ser uma distração na hora da leitura, pois as notificações podem te despertar outros interesses, ou até pela facilidade de navegação, você pode acabar entrando em outro aplicativo e deixando seu texto de lado.

Os tablets também não contam com uma iluminação específica para leitura, o que pode incomodar os olhos após um tempo.

E-reader: foco no texto 

O e-reader tende a ser um aparelho muito mais simples que o tablet. A tela geralmente é preta e branca, com tecnologia e-ink que não emite luz e imita o aspecto do papel impresso. Esse recurso permite que você leia por longos períodos sem cansar os olhos.

Sua bateria também costuma durar por longos períodos. Por não ter grande poder de processamento e suas telas terem baixa resolução, a carga da bateria pode durar por vários dias.

No dispositivo, todos os recursos são voltados para a experiência da leitura, não permitindo que você tenha acesso a aplicativos de diferentes segmentos, por exemplo. Quando conectado à internet, o e-reader permite que você complemente a leitura com acesso a enciclopédias e dicionários. 

Agora que você já sabe as diferenças e benefícios das duas tecnologias, aproveite para dar uma olhada nas ofertas de tablets e e-readers no site do Carrefour. Escolha já o seu!

Categorias
Tecnologia e Eletrônicos

10 anos de iPad: conheça a história do campeão de vendas

Em janeiro de 2020, o iPad completou 10 anos de história. A invenção de Steve Jobs revolucionou o mercado, popularizando a categoria dos tablets. Ou seja, um aparelho com ecrã grande e funções de produtividade. Confira abaixo um pouco da trajetória deste verdadeiro ícone da Apple!

O primeiro iPad

O principal argumento para o lançamento do iPad, segundo Steve Jobs, era posicionar um dispositivo entre o iPhone e o Mac. Um dispositivo mágico e revolucionário para navegar na web, ler e enviar e-mails, ver fotos, assistir a vídeos, ouvir música, jogar, ler e-books e muito mais.

Lançado oficialmente em abril de 2010, ele oferecia uma construção de alumínio com bordas quadradas. Tinha um tamanho de 24,28 cm x 18,97 cm de largura e espessura de 13,4 mm. Tela de 9,7 polegadas, processador Apple A4 de núcleo único, até 64 GB de armazenamento e 256 MB de RAM. 

Apenas um dia após o lançamento, mais de 300 mil unidades foram vendidas segundo a empresa. Em 80 dias, esse número subiu para 3 milhões.

iPad Pro

A Apple lança uma nova geração do iPad todo ano, entregando sempre novos recursos e designs. Porém, com a ascensão dos smartphones de tela grande, o mercado de tablets foi perdendo fôlego. O resultado foi sentido rapidamente pela Apple, que passou a amargar vários anos seguidos de quedas nas vendas do iPad. 

Foi então que a empresa decidiu lançar o iPad Pro, focado no uso profissional. O aparelho trazia desempenho de notebook em um corpo de tablet, com um teclado destacável (vendido separadamente). O suporte a mouse também veio, assim como reconhecimento de dispositivos de armazenamento externo via USB.

Novidades

Em 2020, a Apple lançou seu novo iPad. O aparelho, que está em sua oitava geração, tem o novo processador A12 presente nos modelos mais avançados dos dispositivos da empresa, que permite uma capacidade de processamento até 40% maior que a versão anterior.

Outra grande novidade foi o novo iPad Air, que tem um design completamente diferente dos tablets anteriores desta linha. Ele não traz o botão Home, possui bordas mais finas e traz um sensor de impressão digital na lateral. 

No site do Carrefour você encontra os maiores lançamentos em tablets e iPads. Aproveite!

Categorias
Tecnologia e Eletrônicos

Como criar hábito de ler no tablet?

Para quem não vive sem estar on-line, não é preciso deixar a internet de lado para abrir um bom livro e começar uma boa leitura. Atualmente, os seus livros preferidos podem ser carregados com você para qualquer lugar. Basta ter um tablet para que, além de músicas, redes sociais e vídeos, seja possível aprender como criar o hábito de ler. Basta baixar alguns aplicativos e pronto: sejam bem-vindos à era dos e-books.

Como criar o hábito de ler no tablet

Kindle – aplicativo da Amazon que oferece acesso aos e-books adquiridos na loja para qualquer aparelho. O aplicativo permite criar coleções de leitura e pesquisar os conteúdos em dicionários e sites da web, como Wikipédia e Google. A personalização também oferece ótima experiência de uso, pois é possível ajustar o tamanho do texto, controlar o brilho e contraste da tela e até mesmo selecionar a cor do plano de fundo. O Kindle é completamente gratuito e pode ser baixado tanto para o Android como para iPad.

Aldiko – tem suporte para arquivos de diferentes formatos, incluindo ePUB e PDF (inclusive com proteção DRM da Adobe). O Aldiko também funciona como gerenciador de biblioteca, organizando seus livros de forma inteligente. Ele tem contato com algumas livrarias (nenhuma em português, infelizmente) e permite emprestar livros. Seu sistema de leitura apresenta recursos avançados como marca-texto, dicionário, busca, compartilhamento e anotações. É possível também configurar recursos técnicos, como contraste e brilho de tela, proporcionando uma experiência personalizada na hora de ler seus e-books.

Kobo – aplicativo de leitura que, assim como o Kindle, também oferece uma opção gratuita para quem não possui o dispositivo. Com ele, é possível conferir e comprar milhões de títulos disponíveis (muitos deles gratuitos) em sua loja. O Kobo oferece diversas opções de idioma, adicionar e-books por e-mail ou contas de serviço na nuvem (como Dropbox) e até ler livros que estejam disponíveis em uma biblioteca pública em sua região.

Ebook Reader – a eBooks.com conta com um aplicativo próprio para gerenciar os produtos que você adquire no site. O Ebook Reader oferece uma série de funcionalidades, ou seja, você pode usá-lo como um gerenciador de sua biblioteca, bastando editar manualmente as tags de cada livro. Você pode criar coleções de leitura, ajustar o aplicativo para leituras noturnas e fazer backup on-line de toda a sua biblioteca. Dentro do aplicativo, também há alguns recursos especiais, como função marca-texto, personalização da leitura (tamanho e estilo da fonte, cor do plano de fundo), sistema de busca e recurso para compartilhamento rápido.

Google Play Livros – essa é uma recomendação conhecida para quem tem um dispositivo Android, já que ele vem instalado de fábrica em alguns. Mas o que muita gente nem imagina é que o Google Play Livros também está disponível para download no iPad. O Google Play Livros é a loja de e-books da companhia e conta com milhares de títulos.

Além dos livros adquiridos na loja, ele suporta arquivos PDF e ePUB. Assim, você pode usar o app para ler itens comprados de outros serviços ou baixados da web. Ele organiza sua biblioteca de forma inteligente e apresenta inúmeros efeitos para incrementar a sua experiência de leitura. O aplicativo do Google não para por aí e vem ainda com um excelente sistema de navegação. Recursos extras, como função marca-texto com várias cores diferentes, recursos para pesquisa, tradução e anotações, índice inteligente e busca interna, completam o pacote.

iBooks – ele continua sendo um dos melhores apps de leitura do tablet da Apple, oferecendo milhares de livros que podem ser adquiridos pelo próprio aplicativo. É claro que também dá para importar arquivos de terceiros para serem lidos nele, se preferir.

Marvin – funciona como leitor e organizador da sua biblioteca de forma avançada, contando com uma versão gratuita e outra paga (com alguns recursos extras). Tem suporte para PDF (sem limitações DRM) e ePUB, trabalha com os principais formatos e garante a possibilidade de selecionar tamanho e tipo da fonte, cor do plano de fundo e controlar o brilho da tela. Permite ainda buscar por itens dentro do livro e definir alguns gestos para acionar determinados recursos, garantindo mais precisão na hora de ler. Sistema de anotações, função marca-texto e compartilhamento são outros extras desse aplicativo.

Principalmente para os mais jovens, é extremamente difícil deixar de lado o tablet ou celular para abrir um livro e começar a ler. Mas, se esse livro estiver disponível no tablet, o interesse em “folheá-lo” será maior. Exatamente porque, durante a navegação de crianças, jovens e adultos por redes sociais, ao saber que determinado livro está “bombando”, a tendência natural é querer começar a ler o quanto antes, pois aguça a curiosidade.

Categorias
Tecnologia e Eletrônicos

Passo a passo: Veja como limpar a memória do tablet

Aprender como limpar a memória do tablet é algo muito importante, pois mesmo que o aparelho tenha muito espaço de armazenamento, é bastante comum ele ficar rapidamente lotado de jogos, fotos e vídeos.

Por isso é preciso saber o que fazer nessas horas em que você precisa liberar espaço, mas deseja manter os seus arquivos. Criamos um passo a passo de como limpar a memória do tablet utilizando apenas os recursos nativos do Android.

Mas, se você preferir utilizar algum app, pode conferir a dica de 2 aplicativos, disponíveis na Google Play.

Como limpar utilizando apenas os recursos nativos do Android

O primeiro passo é limpar o cache, que é um espaço onde ficam armazenados arquivos temporários, utilizados pelos aplicativos. Um exemplo é o histórico do navegador. Por isso, o primeiro passo é apagar esses arquivos que, com o tempo, acabam utilizando muita memória no seu tablet. Nesse caso, você pode limpar todos os apps de uma vez ou escolher limpar o cache de apenas alguns apps.

Para limpar o cache de cada app, individualmente, siga estes passos:

  • Vá em Configurações;
  •  Clique em Apps;
  •  Clique em Todos os apps (ou “todos” ou “instalados”, dependendo da versão do Android);
  •  Então uma lista com todos os apps do seu tablet vai aparecer. Escolha um app que você sabe que ocupa bastante memória e clique nele;
  •   Na janela que abrirá, clique em “limpar cache”.

Já se você quiser limpar o cache de todos os apps, siga os passos a seguir:

  • Vá em Configurações;
  • Clique em Armazenamento;
  •  E depois clique em Dados de Cache;
  • Aparecerá uma mensagem perguntando se você gostaria de apagar todos os dados de cache. Responda que sim e pronto.

Você terá liberado a memória do seu tablet.

Apps que ajudam a limpar a memória do seu tablet

Também existem apps que fazem esse trabalho com menos cliques. O ponto negativo é ter que instalar mais um app. Mas, se você optar por essa forma, 2 opções bastante utilizadas são o AVG Cleaner e o Clean Master, que além de limpar o cache trazem outras funcionalidades como antivírus que podem ser bem importantes para o bom funcionamento do aparelho.