Categorias
Auto e Ferramentas

Como limpar rodas corretamente

É fundamental cuidar bem das rodas do carro. De nada adianta manter a lataria brilhando se as rodas estiverem sempre sujas. Porém, é preciso tomar cuidados com os produtos utilizados, alguns deles podem danificar a pintura. Confira aqui algumas dicas de como lavar as rodas do seu carro corretamente.

As rodas podem ser lavadas periodicamente com uma esponja destinada exclusivamente para isso. Para eliminar o pó das pastilhas de freio, que se acumula nelas, use água, shampoo para carros ou sabão neutro. Evite detergentes concentrados, pois eles não foram feitos para a lavagem de rodas, podendo remover tinta e causar riscos. 

Além disso, uma escova de cerdas macias pode ser muito útil para remover até aquela sujeirinha mais difícil, que se acumula nas frestas. Depois de lavar as rodas completamente, é importante usar uma toalha seca para evitar manchas de água após a limpeza. 

Dica: Limpe as rodas antes de lavar o veículo. Assim, você evita que a água suja espirre no carro já limpo.

Outros produtos 

Se você quer limpar as rodas e deixá-las brilhando como novas, uma boa dica são produtos específicos que eliminam sujeiras pesadas com mais facilidade. Eles quebram as moléculas de sujeira da superfície fazendo a flotação, ajudando na limpeza. Geralmente são vendidos como “Limpa Roda e Motores”.

Porém, é importante escolher produtos de limpeza não ácidos a fim de proteger o acabamento das rodas evitando derivados de petróleo ou qualquer produto que seja composto de borracha. 

Caso deseje realizar uma limpeza mais profunda, existem ferramentas adequadas para limpar as rodas completamente. Bons exemplos são as escovas específicas que alcançam dentro das rodas, além de pincéis para a limpeza dos aros. 

Categorias
Auto e Ferramentas

Pneu tem validade?

Os pneus são um dos componentes mais importantes do seu carro e, ao mesmo tempo, uma das peças mais ignoradas. Conhecê-los e aprender a identificar o seu estado de desgaste é essencial e pode fazer a diferença em um momento inesperado.

Você certamente já deve ter se perguntado se precisa trocar o pneu mesmo que ele esteja aparentemente em bom estado, ou até mesmo pensado em economizar ao comprar um usado. Saiba que esse é um momento importante, e é preciso analisar bem o pneu para que você continue dirigindo com segurança. Comprar um produto desgastado ou usá-lo por mais tempo do que o recomendado pode ser arriscado.

Como saber se estou usando corretamente?

É difícil determinar uma validade exata para o pneu, pois depende muito do seu uso. Se você usa seu carro apenas aos finais de semana, em estradas asfaltadas e com boas condições, o vencimento será diferente do pneu utilizado por alguém que costuma dirigir diariamente por longos períodos, enfrentando estradas de terra, etc. O tempo de vida desse produto depende muito de sua utilização e conservação.

Portanto, ao contrário do que muitas pessoas pensam, o pneu possui validade sim. Não tem data determinada, mas além de uma, existem duas maneiras de calcular esse vencimento. Te mostramos a seguir.

Data de Fabricação (DOT)

A primeira coisa a verificar é a data em que ele foi fabricado. Você encontra essa informação encontra facilmente no próprio produto. Se chama DOT, uma série de letras e números, sendo que os últimos quatro indicam a data de fabricação. Por exemplo, se os últimos dígitos são 0820, significa que foi produzido na oitava semana de 2020.

Talvez você acredite que um pneu não usado continua impecável, mas não é bem assim. Embora ele permaneça na prateleira da loja ou de uma garagem, sua validade é de 5 ou 6 anos, devido a oxidação natural da borracha. Após esse período, ele pode ficar ressecado e trincado, diminuindo a estabilidade e aderência, o que deixa o carro mais exposto a alguns riscos. Desse modo, ele perde sua validade sendo ou não usado.

As trincas, principalmente em alta velocidade, podem provocar a explosão do pneu. Portanto, se mesmo assim você quiser utilizá-lo por mais tempo, fique atento aos detalhes e examine-o cuidadosamente com frequência para prevenir acidentes.

Tempo e modo de uso

Como citamos acima, os pneus têm uma vida útil de aproximadamente 5 ou 6 anos, porém, pode ser necessário trocá-los bem antes da “data de validade”. Há muitos fatores que podem causar o desgaste dos pneus, como seu estilo de direção, hábitos de manutenção e condições do asfalto. Veja abaixo alguns sinais que indicam que já está na hora de substituí-los.

– TWI: é o indicador de desgaste da banda de rodagem do pneu. O limite para rodar é quando o desgaste chega a 1,6 mm. Nessa condição, já pode ser considerado, pela lei, um pneu careca e é o momento ideal para fazer a troca, evitando acidentes e multas.

– Desgaste acentuado nos dois ombros (nas duas bordas do pneu)

– Desgaste central: ocorre quando o pneu está cheio demais, resultando no desgaste do centro do pneu mais rapidamente do que as bordas.

– Desgaste acentuado em um dos ombros (interno ou externo) devido ao desalinhamento

– Desgaste regular: pneu careca, completamente liso, sem nenhum relevo.

Os pneus lisos aumentam o risco de perda de controle do carro e também podem levar ao alto consumo de combustível. Ter pneus em boas condições não só ajudará a melhorar o desempenho do carro, mas também reduzirá o risco de acidentes. E lembre-se: jamais use seu pneu por mais de 10 anos.

Cuide-se! Se for pegar a estrada para as festas de fim de ano, examine seus pneus para garantir a sua segurança. Se precisar trocá-los, visite o site do Carrefour. Com certeza você vai encontrar o pneu mais adequado para o seu carro.

Categorias
Esporte e Lazer

Quais são os melhores esportes para cadeirantes?

Feitos pelo atleta em cima da cadeira de rodas, os esportes para cadeirantes têm sido cada vez mais difundidos no Brasil e no mundo. Mas não pense que por não usar as pernas as atividades são mais fáceis e menos eficazes para a saúde, na realidade elas são tão intensas e complexas quanto qualquer outra.

A única diferença é a forma de fazer. As modalidades de esportes para pessoas com deficiência são tão positivas e fazem tanto sucesso que foram criadas as Paralimpíadas, disputadas com seleções do mundo todo, muitas inclusive focadas em pessoas que usam cadeiras de rodas. Quer saber algumas das opções de esportes para cadeirantes? Então confira a lista a seguir.

1 – Atletismo

As atividades envolvem arremessos, lançamentos, saltos e corridas de velocidade e fundo que podem ser feitas na rua, com maratonas e corridas rústicas. Considerado um dos esportes para cadeirantes mais eficazes, os paratletas que competem chegam a fazer provas de até 5.000m.

2 – Basquete

Administrado pela Confederação Brasileira de Basquetebol em Cadeira de Rodas (CBBC), o esporte é feito com cadeiras padronizadas para garantir a igualdade entre os times.

3 – Bocha

No esporte são lançadas bolas coloridas o mais próximo possível da bola branca, a bolim. Os atletas podem usar as mãos, os pés ou instrumentos de auxílio para quem tem mais comprometimento nos membros superiores e inferiores.

4 – Rugby

O objetivo é marcar o gol em uma área delimitada por dois cones verticais na linha de fundo da quadra. O atleta deve ultrapassar a linha de gol adversária e marcar.

5 – Tênis

A diferença aqui é que a bola pode quicar duas vezes antes de ser rebatida e o segundo quique pode ser fora da área. O saque pode ser feito por outra pessoa, caso o jogador seja impossibilitado de fazer.

Agora que você conhece alguns esportes para cadeirantes, comece agora mesmo a fazer ou indique para seu amigo ou familiar!

Categorias
Infantil

Muita diversão com patinete de 3 rodas

Presentear uma criança é uma tarefa fácil, desde que você conheça os gostos dela e saiba como escolher o brinquedo favorito. O patinete costuma ser muito bem aceito pelos pequenos, oferecendo diversão e segurança. Ainda mais quando se trata de um patinete de 3 rodas. Confira nossas dicas.

Diversão para a criançada

É fato que as crianças adoram brincar com patinetes, pois se familiarizam rápido com a forma de controlar o brinquedo e de conseguir alguma velocidade a bordo dele. O ato de empurrar o patinete para os bem novinhos representa uma forma de desenvolver habilidades psicomotoras aprendendo a empurrar e guiar ao mesmo tempo. 

Patinete de 3 rodas

Os patinetes precisam ser adequados à idade da criança, ao seu tamanho e peso, assim é possível garantir um deslizar mais suave. Algumas características são importantes para você fazer a escolha certa. 

Iniciantes precisam de velocidade menor

O padrão que define rolamentos para patinetes, patins, skates, dentre outros, chama-se ABEC. Quanto menor o padrão ABEC, mais lento é o patinete. Logo, para crianças menores e iniciantes (mesmo que sejam adultos), o ABEC 1 é o mais indicado para que eles possam adquirir equilíbrio sem exagerar na velocidade.

As rodas

No patinete de 3 rodas, sabemos que, quanto mais duras, mais duráveis serão estas rodas. O número de rodas que o patinete tem afeta 2 coisas: a suavidade com a qual desliza e também o nível de habilidade exigido do “piloto”. Assim, os modelos com rodas organizadas em forma de triângulo oferecem menos risco de tombamento do que aqueles com 2 rodas em linha reta. 

A plataforma

Outro item que contribui para a estabilidade do patinete é a largura da plataforma. A largura varia de modelo para modelo, a fim de dar aos iniciantes melhor equilíbrio. Assim, conclui-se que, quanto mais larga a plataforma onde a criança vai ficar, mais estável é o patinete. 

Para qual idade é mais indicado As crianças querem logo se aventurar nos esportes radicais, não é mesmo? Mas é interessante oferecer diversões que acompanhem o desenvolvimento dos pequenos. Assim, um patinete de 3 rodas é indicado para crianças a partir de 3 anos. No início é recomendado contar com a ajuda de um responsável para dar as primeiras dicas.

Itens de segurança

Nunca é demais dizer que, independentemente do veículo utilizado, sobre 2 ou 3 rodas, é imprescindível o uso de equipamentos de segurança como capacete, joelheira e cotoveleira. Assim, em caso de queda com o patinete de 3 rodas, a criança estará livre de machucados graves e pode brincar sempre com segurança.