Categorias
Esporte e Lazer

Cadeira de praia infantil: Saiba como escolher

É só esquentar um pouco para a praia começar a encher de pessoas querendo um banho de sol ou de mar. As crianças são as que mais adoram esse passeio em família, pois podem passar o dia brincando e se divertindo. Porém, é importante que elas tenham sua própria cadeira. Quer algumas dicas de como escolher a cadeira de praia infantil para o seu filho? Então confira as que separamos especialmente para você.

Escolhendo a cadeira de praia infantil

Os pequenos só querem saber de brincar e, na hora do descanso, eles precisam de conforto e segurança. Por isso os pais precisam ter atenção quando forem comprar as cadeiras de praia. A importância do tamanho Escolher uma cadeira de praia do tamanho das crianças é importante para o seu conforto. Isso porque elas são projetadas para a altura, peso e características dos pequenos. Além disso, elas são feitas sem cantos ou pontas, evitando que eles se machuquem.

Material que é utilizado

As cadeiras são feitas com plástico ou alumínio. Isso faz com que elas fiquem mais leves, permitindo que a criança leve suas cadeiras para onde quiserem muitas vezes sem a ajuda de um adulto. Outro ponto positivo no material utilizado é que não vai enferrujar. Então, se você gosta de ir muito à praia com seus filhos, não se preocupe com isso. No fim do dia, é só passar uma água para tirar a areia e deixar secar.

Diversos modelos

Você pode escolher desde cadeiras simples, que são dobráveis, como outras fixas. As dobráveis são ótimas para quem gosta de viajar, pois é mais fácil de transportar, enquanto que as fixas são boas para deixar na piscina.

Há também as espreguiçadeiras infantis, que são confortáveis e no tamanho ideal para as crianças. Se quiser, também é possível comprar uma cadeira dobrável temática. Para isso, vá junto com seu filho comprar ou escolha uma com o tema do desenho favorito dele.

O importante aqui é o seu filho gostar da cadeira e se sentir confortável e em segurança.

Categorias
Beleza e Saúde

Conheça os tipos de biquini e escolha o seu

Cada mulher tem a sua beleza específica, por isso existem tipos de biquíni para cada modelo de corpo específico. Segundo especialistas, existem 5 tipos diferentes de corpos femininos: ampulheta, pêra, retangular, triângulo invertido e oval. Esses tipos de corpos têm modelos de biquíni que ficam muito bem em cada um deles. Escolha o seu e vá linda para o seu banho de sol.

Tipos de biquíni

Quem tem um corpo de “pêra” precisa disfarçar quadris mais largos, porque esse tipo de corpo é caracterizado pelos quadris mais largos que os ombros. São aquelas mulheres que têm tronco e cintura finos e quadris largos. Para harmonizar a silhueta, é melhor optar pela parte de baixo do biquíni em tons escuros e laterais mais largas. Para a parte de cima, se a mulher tem menos busto, ela pode usar estampas maiores e com bojo.

Corpo estilo ampulheta

Esse é o tão sonhado corpinho “violão”. Mulheres com corpo estilo ampulheta, possuem as medidas de quadril e ombro equilibradas, e também uma cintura bem marcada. Esse tipo de corpo pode usar todos os tipos de biquíni. Porém, vale o bom senso, pois evitar extremos como calcinhas muito largas que não favorecem tanto pode ajudar quando for escolher o biquíni perfeito para você.

Oval

Quem tem esse tipo de corpo está um pouquinho acima do peso ou possui uma barriguinha um pouco saliente. Para dar equilíbrio às formas, uma boa dica é escolher calcinhas de cintura alta e sutiãs com laterais e alças mais largas. Mas se você não quer mostrar a barriga, pode optar pelo maiô. Cuidado com estampas muito vibrantes tanto para biquínis quanto para maiôs. Se você quer acertar em cheio na escolha, opte por cores lisas e escuras.

Corpo retangular

Esse é um tipo de corpo com formas bastante equilibradas, mas com cintura pouco marcada. Por isso, é aconselhável escolher tipos de biquíni que criem uma silhueta que afine a cintura. Para conseguir esse efeito, a dica é usar modelos com lacinhos, babados e estampas, porque eles ajudam a aumentar curvas e criam a ilusão de uma cintura mais fina. Bojos, cores vivas e estampas vibrantes estão liberados.

Triângulo invertido

Esse modelo de corpo requer tipos de biquíni que equilibrem suas proporções, pois quem possui o formato corporal de triângulo invertido tem ombros mais largos que o resto do corpo. A dica básica é escolher a parte de cima dos biquínis sem alças e também sem estampas e em cores escuras. Para a calcinha, estampas grandes e cores vibrantes ajudam a equilibrar a silhueta. Aqui também valem as calcinhas com lacinhos e babadinhos para criar volume nos quadris.

Agora que você já leu as nossas dicas de tipos de biquíni, escolha o seu e aguarde os elogios.

Categorias
Esporte e Lazer

Qual a melhor cadeira de praia?

Se você for para a praia, há alguns itens que não podem faltar, como guarda-sol, esteira, protetor solar, comidas leves e, claro, a cadeira de praia. Dentre os vários modelos, fica até difícil de escolher um que seja ideal para você. Se você está com essa dúvida na hora da escolha de sua cadeira de praia, continue lendo que vamos ajudar. Com as dicas a seguir, você vai saber qual a melhor cadeira de praia para o seu caso e perfil.

Qual a melhor cadeira de praia?

Para escolher, deve-se ter em mente qual é o seu perfil quando vai à praia. Se você gosta mais de tomar banho de mar ou se prefere ficar lendo ou só descansando. Dependendo da resposta, você vai escolher um ou outro modelo de cadeira.

Prefere ficar lendo ou descansando?

Se você é assim, de ir para a praia e ficar curtindo o mar, lendo ou mesmo descansando enquanto come ou toma algo, sua cadeira deve ter algumas características, como:

– Ser feita de um tecido confortável – algumas têm um tecido acolchoado ou mesmo feitas de um tecido que seja confortável para ficar horas sentado nela.
– Suporte para copos – como você vai passar várias horas nela, é bom ter um suporte para copos no braço da cadeira. Assim, você pode tomar sua bebida e continuar a ler seu livro favorito.
– Apoio para a cabeça – algumas cadeiras vêm com uma espécie de travesseiro pequeno para apoiar a cabeça.
– Guarda-sol acoplado – algumas cadeiras já vem com o guarda-sol ou um suporte para ele acoplado no encosto dela. Assim, não precisa se preocupar em ter que fixá-lo na areia.
– Encosto móvel – se você prefere deitar na cadeira, escolha aquelas em que o encosto seja móvel e que dê para deitá-lo. Assim, poderá deitar e curtir a praia.

Gosta mais do mar?

Se você prefere ir para a praia e ficar no mar, a cadeira precisa ser mais prática que confortável.

– Tecido de plástico – cadeiras com o forro de plástico são melhores para quem gostar do mar. Isso porque ela seca mais rápido caso você sente nela com o corpo molhado.
– Assento baixo – para se sentar próximo do mar para molhar os pés. Se você é assim, prefira as cadeiras de assento baixo. Caso contrário opte pelos altos.
– Material da cadeira – ao entrar em contato com água e, mesmo com a maresia, depois de algum tempo a cadeira pode vir a enferrujar.

Então procure por materiais que não enferrujem, como inox ou alumínio, ou por algum que demore a enferrujar. No mais, cuide da limpeza de sua cadeira de praia. Sempre que chegar em casa passe uma água para retirar a areia e o sal. Deixe-a secar e depois pode guardá-la.

Categorias
Esporte e Lazer

Quer relaxar ? Veja como, usando uma cadeira espreguiçadeira

Que tal curtir aquele momento de descanso em uma cadeira espreguiçadeira? Ter uma espreguiçadeira em casa traz inúmeras vantagens para você e sua família. Elas são tão versáteis que podem ser usadas até dentro de casa, trazendo conforto e comodidade para a sua família e para os visitantes. Continue lendo até o final e conheça dicas bem bacanas de como aproveitar ao máximo a sua espreguiçadeira.

Como aproveitar melhor a sua cadeira espreguiçadeira?

São muitas as vantagens de se ter uma ou várias espreguiçadeiras em casa, principalmente se tiver uma piscina em seu quintal. Quando o sol não estiver muito forte, você pode pegar sua espreguiçadeira e colocá-la perto da piscina para um bom banho de sol. Além de ser bom para a saúde, você pode relaxar à beça. Conheça agora os tipos de espreguiçadeira e escolha a que mais combina com você.

Cadeira espreguiçadeira de PVC

As mais comuns do mercado, pois são altamente resistentes à umidade e ao cloro, que são substâncias muito nocivas para esse tipo de material. São muito usadas em áreas que têm piscina, além de serem extremamente práticas.

De madeira

Se as cadeiras de PVC não fazem o seu estilo, você pode optar pela espreguiçadeira feita de madeira, que vai trazer muito charme e elegância para o seu ambiente. Escolha uma cadeira que mais combina com o seu estilo e que você curta o seu descanso ao máximo.

De madeira com rodinhas móveis

Quer um charme a mais para a sua casa com total conforto? Essa espreguiçadeira é ideal para você. Ela é fácil de transportar e muito resistente, pois é feita com madeira de reflorestamento.

De madeira estofada

Perfeita para assistir àquele filme na sala ou no quarto, pois combina com qualquer ambiente, além de ser muito confortável. Você não vai sentir nenhum incômodo e vai até cair no sono de tão gostosa que ela é.

Com 2 lugares em madeira

O máximo em praticidade e economia. Quer relaxar ao lado de quem você gosta? Esse modelo é o ideal para você. Além de bonito, é resistente e prático para um bom banho de sol.

Agora, se você quiser realmente relaxar, pegue a sua cadeira espreguiçadeira, coloque-a debaixo de uma sombra de árvore e deite-se. Pronto.

Categorias
Esporte e Lazer

Veja como escolher o melhor carrinho de praia

Ao ir para a praia, sempre levamos várias coisas, como cadeira, caixa térmica, esteira, guarda-sol e protetor solar. Porém, é difícil carregar tudo isso do carro para a praia ou até mesmo a pé. O carrinho de praia é muito útil nessas horas. Mas como escolher o melhor carrinho de praia para aproveitar melhor esses momentos?

Veja como escolher o melhor carrinho de praia

O carrinho de praia é excelente para você carregar sua esteira, cadeira e até guarda-sol. Assim, será mais prático levar os objetos até a areia. Você pode encontrá-los desde um modelo mais simples até alguns mais sofisticados, com mais opções para guardar vários objetos.

Modelos mais simples

Os modelos mais simples possuem apenas o compartimento para guardar as cadeiras de praia. Assim, você não precisa ficar carregando todas elas no braço. E não é só isso que o carrinho de praia faz. Ele vira uma mesinha para você colocar copos ou outros objetos sobre ele.

Modelos mais completos

Nos modelos mais completos, você tem a opção de não apenas colocar as cadeiras de praia, mas sim colocar o guarda-sol, esteira, bolsa para pequenos objetos e até espaço para a caixa térmica. Dessa forma você não precisa voltar várias vezes ao carro para pegar todos os objetos. E, da mesma forma que os modelos mais simples, ele vira uma mesa para você colocar as suas coisas.

Características dos carrinhos de praia

Em geral, todos possuem uma estrutura feita em alumínio, o que faz com que ele seja leve e não enferruje com a maresia. O tampo do carrinho é feito com polipropileno, que é fácil de limpar e não mancha caso caia algum alimento ou bebida sobre ele.

Outra questão muito importante é que todos os carrinhos possuem rodas próprias para andar sobre a areia. Dessa forma, você não terá trabalho para puxá-lo na praia até o local onde pretende ficar.

Com essas características e modelos, você conseguirá escolher o melhor carrinho de praia para você. Difícil vai ser viver sem ele depois que descobrir a praticidade que é transportar todos os objetos nele sem ter trabalho.

Categorias
Esporte e Lazer

Como montar tenda para passar o dia na praia

Quem não gosta de passar os dias inteiros na praia cercado dos amigos e da família, não é mesmo? E, para garantir o conforto de todos, nada melhor do que uma tenda que comporte todos os seus companheiros de areia. Como muita gente tem dúvida de como montar tenda gazebo na beira da praia, trouxemos algumas dicas.

Confira as instruções abaixo:

Separe as peças – tire todas as peças da tenda da embalagem e separe-as entre tubos pequenos, tubos grandes e tubos com travas, conectores e lona superior, para que você possa conferir se todas os itens necessários estão ali.

Planeje o local – pense no local que você irá colocar a tenda baseado na largura dela. Para selecionar o espaço, pegue os conectores triplos e conecte 2 tubos com travas em cada um deles, deixando apenas vago o furo do meio. Posicione os 4 conectores com tubos, formando um quadrado no chão, mas sem que eles se encaixem.

Conectando a estrutura – pegue os tubos menores e faça a junção entre as conexões triplas, encaixando os tubos menores aos já encaixados na conexões triplas. No final dessa etapa, os 4 lados estarão encaixados.

Concluindo o teto – com a conexão de 4 pontas em mãos, conecte os tubos pequenos que tinham sobrado até conseguir conectar todos eles a essa conexão de 4 com os tubos dos cantos que ainda estavam soltos.

Levantando do chão – agora pegue 4 tubos iguais aos que sobraram e coloque um em cada ponto de encaixe livre nas conexões triplas. Assim, a estrutura sairá um pouco do chão, mas ainda não ficará acima da altura da cabeça. Logo após esse processo, você poderá posicionar a lona, que irá cobrir a estrutura, sobre a tenda.

Finalizando – encaixe os últimos tubos nas colunas para deixar a estrutura na altura correta. Use as amarras e o velcro da lona para prendê-la bem e coloque suas pontas presas abaixo das colunas. E, por último, é só fazer a amarração das estacas para que a estrutura não se solte da areia com facilidade já que o vento pode estar forte.

Aprender como montar a tenda gazebo não é difícil depois que se monta pela primeira vez. Apesar das muitas peças, é um processo simples.

Agora que você já sabe como montar tenda, é só se divertir!

Categorias
Esporte e Lazer

Qual protege mais: guarda-sol ou tenda?

Nos dias de sol forte e calor intenso, um bom mergulho em praias ou piscinas faz toda diferença na hora de se refrescar. Porém, a exposição contínua à radiação solar produz efeitos nocivos à saúde da pele, o que se torna um fator de alto risco do câncer de pele. Os raios UVB são causadores de câncer de pele e aumento de tumores pré existentes em pessoas que se expõem a esses raios sem nenhum tipo de proteção.

Já os raios UVA podem causar câncer de pele nas pessoas que se expõe a eles nos horários sol forte ao longo de muitos anos. O melhor nesses dias de verão é optar por usar um guarda-sol ou tenda para se proteger. E claro, não deixar de passar protetor solar.

O Guarda-sol

Os guarda-sóis mais eficazes são aqueles que tem a cobertura mais espessa, feita a partir de um algodão mais grosso e, de preferência, revestidos com lona. Os guarda-sóis feitos de nylon ou outro tecido mais fino, por serem porosos, deixam passar radiação ultravioleta, que pode ocasionar câncer de pele e envelhecimento precoce.

Assim, quanto maior a sombra projetada pelo guarda-sol, mais escura deve ser essa sombra para que a proteção oferecida contra a radiação solar seja de fato eficiente. Ou seja, guarda-sóis feito a partir de tecidos pouco espessos e claros, deixam passar radiação e acabam por não proteger corretamente as pessoas embaixo dele. O melhor é optar por um guarda-sol feito de tecido duplo, grosso e de preferência, escuro.

Guarda-sol ou tenda?

Atualmente já existem tendas confeccionadas com material ecologicamente correto e que possui proteção máxima contra Raios UV. Feitas em material biodegradável, essas tendas usam apenas hastes flexíveis e o peso da areia que é armazenada em sacos apropriados para isso. Em função das suas hastes flexíveis, esse tipo de tenda pode ter vários formatos diferentes de acordo com a posição do sol, que proporciona uma sombra  mais duradoura. Infelizmente, as tendas mais facilmente encontradas para venda, não possuem essa facilidade de mudar de formato para acompanhar o movimento do sol, logo, torna-se necessário complementar a proteção embaixo das tendas e gazebos (disponíveis em larga escala no comércio), com uma lona plástica que tapa a entrada do sol embaixo da tenda e protege a todos com mais segurança.

Independente da sua escolha ser por guarda-sol ou tenda, o que não pode faltar é o protetor solar.

Categorias
Auto e Ferramentas Esporte e Lazer

Nas férias: praia ou montanha?

Estudos revelam que os nossos destinos de férias podem estar associados aos nossos traços de personalidade e conceitos de felicidade. Quem gosta de trilhas, uma boa leitura, ar fresco e um certo isolamento tende a preferir as montanhas. Já quem gosta de sol, estar em meio a pessoas diferentes e interagir com elas dá preferência à praia. Independente de ser praia ou montanha, o importante é se divertir e relaxar.

Para quem prefere praia

Quando for passar férias na praia, procure evitar exposição demasiada ao sol e evite o horário entre 10 e 16 horas. Esse recado é em especial para as crianças e os idosos, que são os mais frágeis aos danos do sol em excesso. Jamais deixar de beber líquidos  constantemente também é super importante. Lembrando que água é a única fonte de hidratação oral, uma vez que líquidos que possuem adição de açúcares e álcool, não hidratam.

Leve brinquedos que possam ser usados enquanto está na praia, tanto por crianças quanto pelos adultos. Os pais jamais devem deixar as crianças entrarem sozinhas na água e identificar seus filhos com uma pulseirinha com nome e contato dos pais. Ao entrar na água fique atento aos perigos do mar para prevenir afogamento, principalmente se você não conhece a pra onde está. Procure o guarda-vidas para que ele te indique qual o melhor local para banho. Quanto à profundidade, vale o velho ditado: “Água no umbigo, sinal de perigo.”

Praia ou montanha?

Para curtir passeios na montanha precisamos de mapas que devem ser estudados cuidadosamente antes da viagem. Além disso não podem faltar lanternas (e pilhas suplentes) saco de dormir, cobertor e o celular com bateria.

É indicado levar alimentos que não estragam rapidamente e podem ser armazenados temporariamente na mochila. Água é imprescindível (chá ou chocolate quente para o inverno também ajudam). É preciso planejar a rota de modo que seja possível se reabastecer de suprimentos para evitar carregar excesso de peso. Os alimentos precisam estar embalados em sacos que protegem da umidade. É importante levar uma barra de chocolate ou barrinha de cereal.

Durante as trilhas podem ocorrer ferimentos leves podem, por isso, não esqueça bandagens, ataduras, esparadrapo e água oxigenada. Analgésicos, antiácidos e anti-térmicos também devem ser levados.

Nas expedições em montanha, as roupas devem ser de tecidos naturais, como camisetas de algodão. Se o passeio for em regiões frias e em altitudes altas será necessário um casaco feito em tecido que proteja contra o vento, água e frio sem impedir que a pele respire.

Os calçados precisam ser resistentes à água como os de couro que tenham uma camada que proteja contra a entrada de água. Sapatos confortáveis são indispensáveis em caminhadas, por isso procure os melhores modelos.

Se você escolher praia ou montanha não pode esquecer que a diversão, a felicidade e o relaxamento devem estar presentes em todos os momentos.

Categorias
Esporte e Lazer

O que fazer no calor para se divertir

Quando o dia está quente, tudo o que mais queremos é saber o que fazer no calor para refrescar e ao mesmo tempo divertir a todos. Praia e piscina são unanimidade na hora de fugir do calor, mas o que fazer para tornar esses 2 ambientes ainda mais divertidos? É o que vamos descobrir agora.

E, então, o que fazer no calor?

Tudo que refresque e diverte é válido. Praia, piscina do clube, piscina em casa, chuveiro no quintal, banho de mangueira, guerra de bexigas d’água, pistolas de água, ou seja, vale tudo que possa reduzir o calor e ser a diversão de adultos e crianças. Importante também, nesses dias de suor intenso, é se hidratar e se proteger da radiação solar. No mais, é se jogar na água e aproveitar.

Diversão na praia

Quem nunca correu desesperadamente para a água do mar naqueles dias em que o calor estava de matar? Mas, depois de algum tempo na água, é preciso voltar para a areia e inventar coisas para fazer para não bater aquele tédio, né? Para as crianças é fácil. Castelos de areia são a diversão da garotada. Já brincadeiras com bola e frescobol fazem a cabeça de todos.

Esportes de praia

Frequentar a praia e praticar esportes se tornou bastante comum para grande parte dos adultos. Aliás, esportes como futevôlei, vôlei de praia, futebol de areia e frescobol são alguns dos que podemos citar e que são praticados à beira-mar.

E o que dizer dos esportes aquáticos? Surf, stand up paddle, body boarding e kite surfe estão entre os campeões na preferência de homens e mulheres chamados “ratos de praia”.

Mas não se sinta um peixe fora d’água se você gosta mesmo é de apenas se sentar sob o guarda-sol e ler um bom livro sentindo o sopro da brisa marinha. Você estará exercitando a mente.

Piscina é tudo de bom

No quintal de casa, com as crianças sempre por perto e cheia de água limpa e doce: a piscina (de plástico, fibra ou azulejos) é uma ótima solução para os dias quentes de quem não está a fim de frequentar a praia que, normalmente, está lotada ou porque mora longe de alguma.

Brincadeiras na piscina são super legais e têm diversas modalidades: desde pique-pega até caça ao tesouro. O que varia é a profundidade da piscina e os acessórios para brincar nela. Boias, macarrões flutuadores, escorregadores que caem direto na água, enfim, existe uma gama de acessórios que vão tornar a diversão aquática ainda melhor.

Agora que você já sabe o que fazer no calor é só escolher para onde ir e se divertir.

Categorias
Esporte e Lazer

Por que a água do mar é salgada?

O mar é fascinante por incontáveis motivos, mas também carrega inúmeros mistérios presentes por toda sua extensão. Um dos questionamentos que mais ouvimos é por que a água do mar é salgada, e é para responder essa pergunta que levantamos algumas questões sobre o assunto.

A água do mar é composta de sais minerais de muitos tipos, além de possuir cloro, sódio, potássio e cálcio. O cloreto de sódio, conhecido como sal de cozinha, representa cerca de 85% dos sais minerais suspensos no mar. Se acredita que por mais de 500 milhões de anos esse sistema tenha evoluído em função situações como:

Erosão

Os mares e oceanos ocupam grande parte da superfície terrestre e na composição deles está tudo o que foi arrastado pelas águas das encostas e dos fundos dos rios, lagoas e mares. Uma quantidade gigantesca de elementos naturais orgânicos acaba chegando aos oceanos pela ação da erosão e das correntes marítimas, promovendo assim que haja todo um processo de decomposição de elementos que gera uma grande quantidade de sais minerais disponíveis no ambiente marinho.

Ações do tempo

Quando estamos decidindo entre praia e piscina não paramos para pensar que, diferente das piscinas, o mar é elemento vivo, lá habitam peixes e animais de muitos tipos, sendo que alguns existem há milhares de anos e ainda assim mal os conhecemos. E como um habitat complexo ele promove condições de regeneração para que o habitat permaneça passível da sobrevivência da fauna e flora marinhas. Os sais minerais e todos os elementos suspensos na água dos oceanos servem para transformar o mar em um ambiente mais propício à vida.

Evaporação

Os raios solares em contato com as águas marinhas promovem a evaporação de grande quantidade de água pura, quase sem evaporar outros elementos. Só o fato da água pura evaporar já permite que aumente a concentração dos elementos submersos na água como sais minerais e elementos orgânicos.

O mar é um dos mais belos elementos vivos do nosso planeta, abrigando milhares de especiais dos mais variados tipos. Conheça mais o mar e aproveite tudo o que a praia tem para oferecer a você!