Categorias
Auto e Ferramentas

Dia Mundial Sem Carro

No dia 22 de setembro é comemorado o Dia Mundial Sem Carro em diferentes partes do mundo. Saiba um pouco mais sobre a data.

O Dia Mundial Sem Carro busca mostrar, mesmo por um dia, o quão diferente uma cidade poderia ser se mais pessoas usassem meios de transporte alternativos. Não se trata de nos tornarmos inimigos do carro, simplesmente devemos estar mais conscientes do que seu uso, em excesso, pode causar.

A data nos convida a refletir sobre a nossa convivência quando saímos da bolha que é o nosso carro, quando o espaço público é aproveitado a pé, de bicicleta ou de transporte público, e então percebemos como são necessárias melhorias urbanas coletivas que oferecem maior segurança. Outro ponto importante é a nossa saúde, mudando de transporte podemos deixar para trás o estilo de vida sedentário. Quando passamos a pedalar ou até mesmo a usar o patinete, a mudança é notória em muitos aspectos: saúde, ecologia e economia (principalmente agora com o valor do combustível nas alturas).  

Apesar de cada vez mais cidades aderirem à iniciativa do Dia Mundial Sem Carro, ainda há muito trabalho a ser feito. Devemos promover uma mudança de cultura onde o carro é deixado de lado e os beneficiários são os pedestres e ciclistas. Felizmente, há cada vez mais ações, movimentos e cidadãos para aumentar a conscientização sobre esse problema e mais iniciativas para combatê-lo.

Faça parte da mudança! No dia 22 de setembro, deixe seu carro na garagem. Existem diferentes alternativas ao carro além da bicicleta e do transporte público, entre elas estão: patinete, skate e até mesmo hoverboard. Então não tem mais desculpa. É só escolher o que melhor se adapta às suas necessidades! 

Categorias
Infantil

Muita diversão com patinete de 3 rodas

Presentear uma criança é uma tarefa fácil, desde que você conheça os gostos dela e saiba como escolher o brinquedo favorito. O patinete costuma ser muito bem aceito pelos pequenos, oferecendo diversão e segurança. Ainda mais quando se trata de um patinete de 3 rodas. Confira nossas dicas.

Diversão para a criançada

É fato que as crianças adoram brincar com patinetes, pois se familiarizam rápido com a forma de controlar o brinquedo e de conseguir alguma velocidade a bordo dele. O ato de empurrar o patinete para os bem novinhos representa uma forma de desenvolver habilidades psicomotoras aprendendo a empurrar e guiar ao mesmo tempo. 

Patinete de 3 rodas

Os patinetes precisam ser adequados à idade da criança, ao seu tamanho e peso, assim é possível garantir um deslizar mais suave. Algumas características são importantes para você fazer a escolha certa. 

Iniciantes precisam de velocidade menor

O padrão que define rolamentos para patinetes, patins, skates, dentre outros, chama-se ABEC. Quanto menor o padrão ABEC, mais lento é o patinete. Logo, para crianças menores e iniciantes (mesmo que sejam adultos), o ABEC 1 é o mais indicado para que eles possam adquirir equilíbrio sem exagerar na velocidade.

As rodas

No patinete de 3 rodas, sabemos que, quanto mais duras, mais duráveis serão estas rodas. O número de rodas que o patinete tem afeta 2 coisas: a suavidade com a qual desliza e também o nível de habilidade exigido do “piloto”. Assim, os modelos com rodas organizadas em forma de triângulo oferecem menos risco de tombamento do que aqueles com 2 rodas em linha reta. 

A plataforma

Outro item que contribui para a estabilidade do patinete é a largura da plataforma. A largura varia de modelo para modelo, a fim de dar aos iniciantes melhor equilíbrio. Assim, conclui-se que, quanto mais larga a plataforma onde a criança vai ficar, mais estável é o patinete. 

Para qual idade é mais indicado As crianças querem logo se aventurar nos esportes radicais, não é mesmo? Mas é interessante oferecer diversões que acompanhem o desenvolvimento dos pequenos. Assim, um patinete de 3 rodas é indicado para crianças a partir de 3 anos. No início é recomendado contar com a ajuda de um responsável para dar as primeiras dicas.

Itens de segurança

Nunca é demais dizer que, independentemente do veículo utilizado, sobre 2 ou 3 rodas, é imprescindível o uso de equipamentos de segurança como capacete, joelheira e cotoveleira. Assim, em caso de queda com o patinete de 3 rodas, a criança estará livre de machucados graves e pode brincar sempre com segurança.

Categorias
Infantil

Nunca sai de moda: como andar de patinete

Andar de patinete traz muitos benefícios para o desenvolvimento psicomotor da criança. Além de divertido, andar de patinete aumenta a concentração e o equilíbrio, fortalece os músculos das pernas, pulmões e coração, melhorando a resistência física e também a circulação sanguínea. Sem contar que não tem coisa melhor do que brincar ao ar livre né? Acompanhe nossas dicas para saber como andar de patinete e escolha o melhor veículo de acordo com a idade da criança.

Para começar: qual a idade da criança?

A partir dos 2 anos já é possível escolher um patinete para a criança. Nessa idade, o melhor é um modelo de 3 rodas: 2 dianteiras e 1 traseira, o que facilita a aprendizagem e o controle do veículo.

Com 5 anos, a criança já pode começar a usar patinete de 2 rodas, mas escolha um modelo de rodas largas, o que dará mais estabilidade. A partir dos 8 anos, já é possível escolher patinetes mais avançados. As possibilidades são muitas.

Independente da idade, escolha um modelo com sistema de freio e preste atenção também na montagem e desmontagem, para que seja prático transportar no carro, por exemplo. Outro ponto importante são os equipamentos de segurança: capacete, joelheiras, cotoveleiras e tênis confortável. Com essas dicas em mente, seu filho está pronto para aprender a andar de patinete.

Como andar de patinete?

Para praticar, procure um local plano, seco e sem movimentação de carros e muitas pessoas. Um lugar asfaltado pode ser muito bom, mas o melhor é uma calçada bem retinha.

Peça para a criança subir no patinete usando um pé, que ficará reto e alinhado ao patinete. A dica é que ela segure no guidão e vá empurrando o chão com o outro pé. A velocidade pode ser aumentada de acordo com a habilidade e segurança da criança.

Quando você notar que o pequeno se sentiu mais seguro, diga para colocar o outro pé no patinete e, após notar que ele está estável novamente, diga para mexer a cintura de um lado para o outro, lentamente, o que vai ajudar a manter a velocidade. Se precisar de mais velocidade, é só colocar um pé no chão novamente e empurrar. Para controlar a direção, basta movimentar o guidão. Quando precisar do freio, basta pisar nele, que fica localizado na roda de trás do patinete.