Categorias
Auto e Ferramentas

Saiba como escolher a melhor caixa de ferramentas para você

Você quer a melhor caixa de ferramentas? Então está no lugar certo, afinal é muito importante que tenha sempre à disposição um conjunto básico de ferramentas para uma eventual emergência ou até para pequenos reparos em sua casa.

Caso contrário, cada vez que precisar terá que chamar um técnico. Além das ferramentas, é importante ter uma caixa apropriada para colocá-las. Você mantém tudo organizado e consegue encontrar o que precisar. Quer saber mais sobre caixas de ferramentas? Então confira as dicas a seguir.

1 – Caixa básica

Escolha a melhor caixa de ferramentas considerando aquela em que caibam todas as suas peças. Ela deve ser preferencialmente de metal, que é um material bastante resistente, e ter 2 ou 3 gavetas, que ajudarão você a localizar as peças quando precisar. Com relação às ferramentas, você tem a opção de comprar um kit pronto ou os utensílios separados.

O importante é optar por materiais de qualidade, que podem durar uma vida toda e assim vale o custo-benefício. Um kit básico costuma ter uma seleção de catracas, soquetes, chaves de fenda, alicates, cortadores e descascadores de fios, dentre outras opções bastante úteis. Se precisar de mais ferramentas, basta adicionar ao seu kit.

2 – Ferramentas especiais

Talvez precise incluir outros itens importantes em sua caixa de ferramentas e que podem ser indispensáveis em algumas ocasiões, como uma lanterna, por exemplo. As melhores são as de metal com lâmpadas de LED, que são mais econômicas. Outra opção importante é uma furadeira sem fio, para que você faça trabalhos em locais separados, além de uma serra, um serrote pequeno para corte de madeira, uma chave de cano e um voltímetro.

3 – Opções de caixas

As caixas pequenas portáteis são úteis para você carregar peças pequenas e elas geralmente possuem bolsos para você organizar os utensílios. A de tecido é mais leve e prática e possui diversas cores, tecidos, tamanhos e características.

Por último, a caixa grande armazena todas as ferramentas para seu trabalho. Você precisa apenas se certificar se ela vai caber no porta-malas do seu carro e se é muito pesada para que possa transportá-la quando preciso, em especial as com rodinhas. Gostou das dicas sobre a melhor caixa de ferramentas? Então aproveite para escolher a sua.

Categorias
Auto e Ferramentas

Madeira ou MDF: qual é o mais prático para montar?

Na hora de comprar móveis, muitos têm dúvidas para escolher itens de madeira ou MDF. Afinal, a diferença de preço entre eles costuma ser bem considerável. A variação do tipo de material influencia na durabilidade e montagem da mobília. Para te ajudar a entender mais sobre o assunto, vamos falar sobre as vantagens de cada material.

Qual devo escolher, madeira ou MDF?

O MDF é feito de fibras e sobras de madeira prensadas e misturadas com resina. O material é leve e fácil de ser transportado. Sua superfície lisa pode receber pinturas ou lâminas de madeira natural. A grande vantagem em relação à madeira maciça é que o MDF não dilata, é imune a pragas como cupins e geralmente recebe tratamento contra fungos e bactérias. Como tem densidade média, é mais simples de cortar com uma serra durante a fabricação.

Já a madeira maciça é mais pesada e resistente porque não é produzida com uma mistura de fibras. Um móvel de madeira pode durar vários anos e sua superfície é mais difícil de sofrer arranhões.

Durante a montagem, qual material é mais prático?

Além de considerar o design do móvel, também é preciso analisar a durabilidade da madeira. Para quem mora de aluguel e pretende se mudar para outra casa em poucos anos, a desmontagem e remontagem podem avariar os móveis. Portanto, o MDF não é recomendado, suas fibras podem se soltar durante o processo de parafusagem.

Por outro lado, a madeira maciça pode ser mais difícil de ser transportada em razão do peso. Para quem reside em casa própria, ela é ideal porque será montada apenas uma vez, sem a necessidade de movimentar o móvel para outros espaços. Aqueles que planejam uma mudança e não querem se preocupar com objetos pesados podem optar pelo MDF em vez da madeira maciça.

Tenha em mente que o processo de montagem de madeira ou MDF é praticamente o mesmo para os dois casos. As peças usadas são semelhantes, como parafusos, presilhas, pregos, rodízios, dobradiças e corrediças. É comum usar chave de fenda  e chave Philips durante o processo. Para facilitar a montagem, vale mais a pena se preocupar em adquirir uma parafusadeira elétrica, que deixa o procedimento menos trabalhoso, independentemente do material do móvel.

Categorias
Auto e Ferramentas Infantil

Veja como fazer um cercado para o seu bebê

Saiba como fazer um cercado para o seu bebê se divertir e brincar em segurança, assim ele não tem contato com objetos perigosos da casa. Basta escolher uma área, e com alguns materiais e um kit de ferramentas simples você cria um cercado bastante seguro. Ideal para a criança brincar e descansar enquanto os pais lavam a louça, limpam a casa e usam o computador, o cercadinho pode ser forrado com uma estrutura macia depois de pronto para que o bebê fique confortável.

Coloque alguns brinquedinhos, um travesseiro e uma coberta e deixe-o brincando ou dormindo para você poder se dedicar a outras tarefas. Confira algumas dicas simples para você criar seu próprio cercado para bebês.

1 – Faça um cômodo inteiro de cercado

Você pode fazer um cômodo inteiro de cercado, como o quarto do bebê, por exemplo. Primeiro prepare o ambiente, retirando qualquer tipo de objeto que possa machucá-lo. Proteja as pontas dos móveis com cantoneiras e coloque protetores nas tomadas abertas, travas de segurança nas gavetas e redes de proteção na janela.

Uma vez que o ambiente está seguro, coloque um portão na porta para que o bebê não consiga passar. Coloque também tapetinhos ou almofadas no chão para ele ficar confortável. Pronto, o bebê está protegido e pode brincar livremente em um cercado gigante.

2 – Use o jardim

O cercado também pode ser na parte externa da casa, como no quintal ou no jardim. Forre o chão com um tapete emborrachado e coloque cercas de arame anexadas em estacas no chão. Instale um portão para bebês na cerca para você ter um acesso fácil e pronto!

3 – Faça um cercado de madeira

Outra opção é fazer um cercado usando madeira. Basta pegar vários painéis de madeira compensada de mais ou menos 3 centímetros x 1 metro. Lixe as madeiras para que fiquem seguras para as crianças e fixe os painéis uns nos outros com dobradiças usando parafusos.

Para finalizar, anexe um portãozinho para você colocar a criança com facilidade no cercado. Agora que você já sabe como fazer um cercado, aproveite as dicas para que o seu bebê possa brincar livremente enquanto você faz outras tarefas na casa.

Categorias
Auto e Ferramentas

Dez ferramentas essenciais para você ter em casa

Sabe aquela hora que o chuveiro queima, a torneira está com vazamento ou o parafuso da cama está bambo? Para piorar as coisas, você tem que recorrer ao vizinho porque não tem nenhuma ferramenta.

Conheça algumas ferramentas essenciais que você não pode deixar de ter um casa e dê adeus, de uma vez por todas, para aquele aperto na hora que você mais precisa. Lembrando que elas podem ser guardadas no armário, na caixa ou na maleta para ferramentas para que durem por muito mais tempo.

Ferramentas essenciais

Alicate – A mais versátil de todas as ferramentas, pois você consegue fazer várias coisas com ele. Desde cortar ou desencapar fios até bater pregos, se não tiver outra ferramenta.

Chave de fenda 1/8 – Você pode apertar ou afrouxar pequenos parafusos, além de diversas coisas. É a famosa chave da gambiarra, tamanha sua versatilidade.

Chave Phillips – Precisa apertar parafusos de computadores ou de outro aparelho eletrônico? Essa chave é uma das ferramentas essenciais mais eficazes nessa hora e sem improvisações.

Chave de fenda 3/16 –  Muito útil para apertar ou afrouxar parafusos maiores, essa ferramenta é outra mão na roda quando se tem em casa.

Chave Philips média – Muito usada para afrouxar parafusos maiores e que estão mais apertados. É a chave ideal para usar no dia a dia.

Martelo – Quer bater pregos com precisão ou precisa arrancá-los? O martelo não pode faltar.

Alicate de pressão –  Precisa fazer um serviço mais delicado, apertar ou afrouxar porcas ou parafusos sem danificá-los? Esse alicate é perfeito para você fazer isso, principalmente quando a porca está enferrujada e difícil de sair.

Arco e serra – Mais uma das ferramentas essenciais que você deve ter em casa, pois permite que você serre metal ou canos de pvc, por exemplo.

Estilete –  Bem mais afiado que uma faca, você pode cortar papel ou papelão com total precisão e muita segurança.

Trena – Precisa tirar alguma medida para pendurar um quadro ou instalar algum aparelho em um local pequeno? Essa ferramenta é perfeita para você. Tenha medidas com precisão na hora do serviço. Essas são as 10 ferramentas essenciais que você não pode deixar de ter em casa.

Com elas, o seu dia a dia será muito mais fácil e prático, principalmente na hora daquele aperto básico.

Categorias
Auto e Ferramentas Casa e Decoração

Dicas de decoração: faça você mesmo

Criar seus próprios objetos de decoração é uma forma de ter coisas exclusivas e feitas por você. Essa é uma excelente oportunidade de usar as ferramentas no estilo de “decoração: faça você mesmo” e dar asas à sua imaginação e criatividade, fazendo desde a reciclagem de produtos que podem ser transformados em utensílios de decoração até a criação de objetos novos e totalmente originais.

Seu próprio guarda-roupa

Agora você vai aprender a reciclar caixotes de feira e criar um guarda-roupa com cabideiro. Para isso será necessário fazer uso de alguns materiais e ferramentas que vão deixar o seu trabalho perfeito. Acompanhe:

Materiais necessários:

– Caixotes de feira (escolha uns caixotes mais reforçados);
– Lixas (grossa e fina);
– Grosa (se não tiver, use uma faca de serrinha);
– Serra de metal;
– Pano;
– Água sanitária;
– Pincel;
– Verniz à base de água ou tinta acrílica da sua cor preferida;
– 2 ganchinhos;
– 1 varão de cortina de 58 cm;
– 2 parafusos L por caixote;
– Chave Philips;
– Alicate;
– 1 parafuso;
– 2 buchas nº 6 por caixote;
– Furadeira.

Como fazer:

Comece lixando o caixote com a lixa grossa e, com o auxílio da grosa, tire as farpas maiores. Lixe bem entre as ripas (principalmente se houver mofo). Use a lixa fina para dar o acabamento. Quando o caixote estiver liso, passe um pano com água sanitária para eliminar qualquer mofo existente e todo o pó. Depois de limpar o caixote, comece a pintar usando tinta ou verniz à base de água com o auxílio do pincel. Dê a primeira demão, começando por dentro do caixote e depois por fora, assim fica mais fácil  manipular o caixote.

Espere secar por 4 horas e dê a segunda demão. Para fazer o cabideiro, primeiro corte o varão de cortina com o auxílio da serra na medida de 58 cm e lixe as pontinhas. Com o auxílio da chave Philips e o parafuso, faça 2 furinhos, um em cada extremidade da caixa, para atarraxar os ganchinhos que irão segurar o cabideiro.

A dica é usar um cabide na hora de fazer os furos para medir qual a melhor posição. Normalmente, a medida não é bem no centro do caixote, e sim mais para a boca dele. Assim a distância da parede e do cabideiro não irá atrapalhar o cabide. Para instalar, é só fazer 2 furos na parede com uma furadeira. Coloque as buchas, atarraxe os parafusos L e então é só encaixar o parafuso nas ripas do caixote.

Cabeceira de cama com luzes

Material necessário:

– Cordão de luzes;
– Fotos preferidas;
– Fita adesiva;
– Mini pregadores.

Como fazer:

Prenda o cordão de luzes com uma fita adesiva transparente na parede, formando um desenho de cabeceira. Agora, fixe mini pregadores de madeira ou coloridos no cordão de luzes. Prenda as fotos nos mini pregadores. Ligue o cordão de luzes na tomada mais próxima da cama e tenha uma cabeceira bonita, original e iluminada.

Restauração de mesa

Material necessário:

– Removedor em gel;
– Luvas;
– Máscara;
– Espátula de aço;
– Lixa;
– Tinta PVA branca;
– Tinta esmalte brilhante à base de água colorida;
– Estilete.

Como fazer:

Espalhe bem o removedor em gel e deixe agir por 20 minutos, depois remova resíduos de tinta (ou outro material que esteja impregnado na madeira) com a espátula. Agora, corrija as imperfeições na madeira, lixando bem. Faça um fundo preparatório para a pintura com tinta PVA branca. Depois, espalhe a tinta brilhante à base de água de sua cor preferida.

Depois dessas dicas de “decoração: faça você mesmo”, vai ser difícil jogar algo fora sem antes pensar em alguma forma de reaproveitar.

Categorias
Auto e Ferramentas Casa e Decoração

Tipos de escadas para casas e apartamentos

Seja para pegar objetos no alto das prateleiras, seja para trocar uma luz, mexer no chuveiro, instalar ventiladores, pintar paredes, entre outras situações rotineiras, a escada é um item indispensável na sua casa. Em tamanhos e modelos diferentes, você sabe quais seriam os tipos de escadas mais úteis para você? Descubra!

Tipos de escadas

Existem 3 tipos comuns de escada. A paralela, aquela que precisa de um apoio na parede. A dupla (cavalete ou de abrir) e a extensível, semelhante às das concessionárias de luz e operadoras de TV a cabo. A escada paralela é adequada para pequenos serviços, deve ser apoiada de forma correta e em uma superfície resistente para que não aconteça acidentes.

A escada dupla é indicada para determinados serviços, como troca de lâmpadas, por exemplo, ganha nos quesitos estabilidade e rigidez e acaba sendo uma das mais populares por ser prática. A extensível é uma opção para acessar vãos de difícil acesso, como prateleiras, guarda-roupas e até pinturas nos cantos mais altos. Porém, por serem bem maiores, geralmente necessitam de mais de uma pessoa para carregar a escada com segurança.

Materiais utilizados nas escadas móveis

Um modelo bastante procurado é a escada de alumínio. Ela é mais leve que as demais, não enferruja e é bastante resistente, sendo eficiente para todos os serviços –  menos os que envolvem eletricidade, já que é um material condutor. Também conhecemos a escada de aço, que possui uma excelente durabilidade e é resistente, aguentando grandes cargas.

A de madeira é utilizada em obras e, além de ser mais pesada, é preciso que esteja em boas condições para seu uso (madeira de qualidade, sem estar ressecada e/ou úmida). A de fibra de vidro é conhecida pelo público por ser bastante resistente, sendo mais leve que a de aço e de madeira, e ter uma vida útil muito maior. Essa conta também com o fato de ser isolante, o que a torna mais segura. Indicada para qualquer serviço de pequeno porte.

Tamanho ideal

Há escadinhas com apenas 2 e 3 degraus, eficientes para áreas mais baixas, porém elas não possuem tanta versatilidade quanto às escadas com 5 a 7 degraus, que são ótimas para casas e apartamentos.

Dicas

Uma coisa é fato: escadas, por mais que passem por processos de segurança, podem causar acidentes. É preciso tomar muito cuidado na utilização. Se você optar por uma escada mais simples, coloque-a em um piso antiderrapante, rígido e longe de portas abertas e janelas. E não se esqueça também de calçados antiderrapantes!

Atenção ao limite máximo de cada escada antes de comprar um determinado modelo. Sobrecarga tende a diminuir a vida útil da ferramenta, inutilizando seu uso doméstico. E, por último, não menos importante, exija o selo de segurança do fabricante!

Categorias
Auto e Ferramentas

Como montar um armário sem ajuda?

Quem deseja economizar e ter um móvel feito por si mesmo em casa precisa aprender como montar um armário. Existem medidas padronizadas e alguns truques que facilitam o processo, portanto, prepare a sua caixa de ferramentas e comece agora mesmo a montagem do armário, que terá o seu toque especial e personalizado.

Planejamento

A profundidade padrão de um armário é de 60 cm. A altura é de 90 cm, com os armários tendo cerca de 86 cm de profundidade no tampo, para dar espaço ao material do balcão. Para os armários fixados no alto, na parede, adicione cerca de 60 cm à altura da bancada. Todo espaço que sobrar entre essa distância e o teto é livre para os armários aéreos. A largura pode variar de 30 a 150 cm.

Como montar um armário

As medidas dos armários aéreos são de acordo com o seu gosto pessoal. A profundidade padrão está em torno de 30 e 35 cm. A altura depende do local em que você deseja colocá-los e da altura do teto. Agora, corte o fundo.

A peça inferior terá 60 cm de profundidade, mas a largura dependerá das dimensões da cozinha. Essa medida deve incluir a largura que será adicionada pelas peças laterais dos dois lados. Novamente, para os armários aéreos, a profundidade ficará entre 30 e 35 cm, não 60 cm.

Você deve cortar duas dessas peças para cada armário aéreo. Corte os quadros frontais que serão montados como se fossem uma moldura e vão compor a parte principal dos armários, que fica à vista de todos.

Por isso, devem ser feitos com uma madeira que você ache bonita. Una os quadros da base ao fundo. Alinhe-os e cole-os para que um lado plano fique rente à borda inferior, e o outro a 7,5cm da borda frontal.

Em seguida, usando juntas de topo, passe um parafuso pela base do armário até a borda dos quadros. Se quiser, pode fazer furos-guia para facilitar. Junte as laterais ao fundo, cole e depois prenda novamente, com juntas de topo, os quadros laterais à base e à estrutura do fundo, encaixando o recuo na lacuna formada. Todas as bordas devem ficar bem encaixadas. Prenda os painéis laterais.

Depois, cole e prenda (com mais juntas de topo) o painel traseiro para que ele fique rente à parede. Para instalar as prateleiras, meça, marque e nivele as posições de pelo menos 4 suportes de canto (dois de cada lado).

Agora é hora de deslizar as prateleiras. Adicione os quadros frontais. Monte-os em uma só unidade, como se fizesse uma moldura. Você pode usar juntas planas ou deixá-las esquadrinhadas. Juntas com cavilhas ou de caixa e espiga devem ser usadas, de acordo com seu nível de habilidade, para unir as peças. Pregue e chanfre os pregos para prender a face completa ao armário. Posicione os armários.

Coloque-os no local correto. Aparafuse pelo painel traseiro até as vigas da parede para prender o móvel no lugar. Instale as portas. Coloque-as nos quadros frontais, como recomendado pelos fabricantes delas. Essas foram dicas de como montar um armário de parede que foi feito por você. Gostou? Então mãos à obra!

Categorias
Auto e Ferramentas

Como montar um berço

A grande maioria dos berços, mesmo sendo de marcas diferentes, possui peças básicas iguais, facilitando a assim a forma de fazer a sua montagem. Com pouco trabalho e alguns passos, você pode ter a facilidade de montar um berço com muita segurança.

Antes de começar, leve as peças para o quarto do bebê, pois assim você não precisará transportá-lo depois de montado. Você provavelmente irá precisar de uma chave de fenda, um martelo e um conjunto de catracas. Confira antes pelas instruções as ferramentas ideais de uso.

Manual de uso

Caso você não tenha o manual de instruções, pode procurar pela internet ou conferir todas as peças. Normalmente um berço possui uma cabeceira, uma parte inferior oposta à cabeceira; grades (laterais do berço; uma parte delas é móvel, para dar acesso ao berço); um suporte para o colchão (pode ser uma madeira simples ou pode ter molas) e um colchão. Ele pode ainda conter dois suportes longos para as laterais, principalmente se todas as grades forem móveis.

Sequência de montagem do berço

Para evitar erros, você pode seguir essa sequência para a montagem do berço.

– Coloque a cabeceira no chão; – Prenda as chaves dos trincos na cabeceira;
– Prenda a grade à cabeceira e à parte de baixo;
– Prenda o suporte de colchão à base do berço;
– Prenda a grade móvel na frente do berço;
– Deslize as molas nas cavilhas e insira-as acima do buraco inferior na lateral da grade;
– Verifique a estabilidade do berço;
– Coloque o colchão no berço;
– Prenda as rodinhas, se quiser;
– Verifique o berço semanalmente.

Garanta a segurança

Verifique sempre as condições do berço para que não tenha nada que possa machucar seu bebê. Verifique também se a grade móvel está bem presa no lugar. De vez em quando, acesse algum site sobre Segurança do Consumidor para saber se o seu berço não foi retirado de linha pelo fabricante.

Muitos são retirados por apresentarem riscos à segurança. Agora que você já sabe como montar o berço para o seu bebê, escolha o mais adequado.

Categorias
Auto e Ferramentas

Como organizar ferramentas e aproveitar melhor o espaço

Quem gosta de manter a casa sempre em ordem, com o tempo, vai recheando sua coleção de ferramentas. Mas, tem que ter cuidado para não se enrolar na arrumação. Fique de olho nas dicas e aprenda como organizar ferramentas, ganhando mais espaço e praticidade para o dia a dia.

Entenda o tamanho do trabalho

Lembre-se que, para organizar qualquer coisa que seja, você precisa entender o tamanho do seu trabalho. Então, disponha em uma superfície todas as ferramentas e tudo relacionado ao seu uso que precisa ou deveria ficar próximo. Assim, você terá uma visão geral da quantidade de itens, de algumas similaridades de tamanho e forma que vão ser úteis na hora de guardar e, principalmente, verificar o que está velho, quebrado, enferrujado e precisa ser descartado.

Neste momento é importante não cair no papo do “eu vou consertar isso” ou “ainda dá para usar”. Se está quebrado, dificilmente será consertado e se está enferrujado não deveria estar em uso, já que superfícies enferrujadas representam um perigo para a saúde, ainda mais afiadas, que é o caso de muitas ferramentas.

Retirou tudo o que tem? Então é hora de limpar. Tire pó e deixe tudo limpíssimo para começar a organizar.

Como organizar ferramentas dependerá do espaço que você tem

Dê uma olhada no tamanho do espaço disponível para armazenar as ferramentas. Apenas diante dele é que você poderá tomar as melhores decisões em como organizá-las.

Com o espaço disponível avaliado, você pode decidir quais as possibilidades e prioridades. Separe as ferramentas por tipo: ferramentas de cortes, de aperto, chaves de fendas, brocas, etc.

Um armário multiuso é ideal para organizar ferramentas, pois é possível guardar todas juntas, até as maiores, como furadeiras. Mas, se você não tem muito espaço em casa,  gaveteiros são uma ótima opção. Dica: deixe as ferramentas preferidas ou mais utilizadas à mão. Na hora de guardar peças pequenas, como pregos e parafusos, utilize caixas organizadoras ou reaproveite potes de vidro direto da sua despensa. E, por fim, tenha um cuidado especial com as ferramentas mais pesadas e elétricas. Sempre enrole os cabos corretamente. Se for possível, guarde-as em bolsas.

Agora que você já pegou as dicas de como organizar ferramentas chegou a hora de arrumar a bagunça!

Categorias
Auto e Ferramentas

Como usar furadeira em diversas atividades em casa

Usar ferramentas, principalmente as elétricas, pode parece ser de outro mundo para iniciantes no mundo da bricolagem, mas o uso delas não é muito complexo e tem diversas aplicabilidades em pequenos reparos da casa. Aprender como usar furadeira é bem simples, vamos dar algumas dicas para você.

1 – Antes de começar os trabalhos, coloque no chão jornais ou plásticos para facilitar a limpeza de todo o pó depois.

2 – Marque com um lápis o ponto exato a ser perfurado. Meça com cuidado e sem pressa para não furar errado. Se errar, você pode apagar e marcar novamente.

3 – Se for pendurar quadros, organize-os no chão para verificar se a harmonização está do seu gosto. Verifique os tamanhos e a organização de cores e sentido para o ambiente.

4 – Não se esqueça de verificar se a bucha escolhida está de acordo com o parafuso e com a broca. Assim, você não acaba com um buraco grande demais.

5 – Sempre tenha à mão uma extensão, assim sua furadeira chegará a qualquer cantinho da casa.

6 – Ao terminar, tenha cuidado guardando a furadeira. Pontos de metal que a compõe podem estar quente após o uso.

7 – Outra ótima ferramenta elétrica que trabalha bem com a furadeira é a parafusadeira. Muitas pessoas tentam adaptar o uso da furadeira para fazer as vezes de parafusadeira, mas não faça isso! Invista nas 2 ferramentas em separado e evite acidentes.

Segurança em primeiro lugar

Não se esqueça de garantir a sua segurança antes de começar qualquer projeto dentro de casa. Ao operar a furadeira, esteja de sapatos com solado de borracha, caso haja algum curto-circuito. Proteja os olhos da poeira e verifique se a furadeira não é muito pesada para você. Assim, você terá firmeza na hora de fazer o furo e não correrá o risco de acidentes.