Categorias
Tecnologia e Eletrônicos

3 aplicativos para emagrecer que vão ajudar você nessa missão

Ano vai, ano vem e as promessas de uma vida saudável sempre voltam a aparecer. Mas que tal fazer isso de um jeito diferente? Aproveite que o smartphone está sempre à mão e aposte na facilidade
dos aplicativos para emagrecer. Conheça 3 deles.

Dieta e saúde

Pensado para quem segue a Dieta dos Pontos, o aplicativo Dieta e Saúde auxilia na contagem dos pontos dos alimentos. Ele é gratuito e pode ser acessado em qualquer lugar. Simples de usar, ele já pede sua altura e metas de emagrecimento logo no cadastro e ainda disponibiliza o IMC adequado para você, além do peso ideal. Para completar, a avaliação de peso pode ser feita semanalmente. Está disponível para Android e iOS.

Além dele, também há o Receitas Light Dieta e Saúde, um outro aplicativo que honra o nome de oferecer uma coleção de receitas para fazer refeições deliciosas, pouco calóricas e fáceis de preparar. Diferente do primeiro, ele está disponível apenas para iOS – mas há versões similares para Android e outros sistemas operacionais.

Pact

Muita gente só se motiva quando o assunto é dinheiro e o Pact, com certeza, é um aplicativo pensado para essas pessoas. E o mecanismo é simples: trata-se de um pacto entre você e a sua rotina de exercícios. Nele, o programa checa constantemente se você está na academia pela localização do GPS do smartphone e, se ele for quebrado, você terá que pagar uma quantia para o aplicativo. Caso consiga cumprir o acordo, a recompensa também é com dinheiro.

MyFitnessPal

O aplicativo permite que você controle sua alimentação e siga à risca uma dieta. Como? O primeiro passo é estabelecer uma meta de perda de peso e deixar que ele estipule quais alimentos e a quantidade a ser ingerida para alcançar o corpo desejado. Depois, é só ir registrando os comes e bebes ingeridos ao longo do dia, além das atividades praticadas e nutrientes recebidos ao longo do tempo. Disponível para Android e iOS.

É importante lembrar que mesmo que os aplicativos para emagrecer sejam ótimos, para começar uma rotina de dieta e exercícios, é essencial que se consulte profissionais especializados. Feliz vida nova!

Categorias
Esporte e Lazer

Aeróbico em casa: Conheça as vantagens do aparelho de remo

O aparelho de remo é um equipamento para a prática de atividades físicas que simula a movimentação de uma remada. Ele pode ser utilizado por iniciantes e também por pessoas que estão em um nível mais avançado de treinos, e o melhor é que você consegue colocá-lo na sua casa para fazer os seus exercícios no conforto do lar. A seguir listamos todas as vantagens do aparelho de remo.

1 – Ajuda a emagrecer

Uma aula de 45 minutos com o aparelho chega a queimar entre 400 e 800 calorias, por isso ele é um ótimo aliado para o emagrecimento. É claro que a prática do exercício deve ser combinada com uma dieta equilibrada e com um estilo de vida saudável, caso contrário dificilmente você terá os resultados que espera.

2 – Trabalha a parte aeróbica

Com o aparelho de remo você faz um trabalho aeróbico, o que é muito importante para a saúde do coração, dos pulmões e do sistema circulatório. Ele também é ótimo para melhorar a resistência física.

3 – Trabalha a parte anaeróbica

Os exercícios com o remo tonificam todos os músculos do corpo, como glúteos, posteriores de coxa, quadríceps, costas, abdômen, ombros, tríceps e bíceps. Ajuste o aparelho sempre que o seu corpo se acostumar com a sua intensidade para que você possa se desafiar e ter melhores resultados.

4 – Tem baixo impacto

Como o aparelho não oferece impactos, os riscos de lesões são muito baixos.

5 – Fácil de fazer

Você aprende de forma simples e ainda terá muita facilidade para praticá-lo em casa diariamente.

6 – O aparelho oferece informações valiosas

No aparelho você consegue saber o tempo do treino, as calorias queimadas, o ritmo e a distância percorrida. Tudo isso facilita o seu exercício e mantém a pessoa motivada a continuar diariamente.

7 – Reduz o estresse

Os exercícios físicos ativam a região do prazer no cérebro e por isso é muito importante praticá-los. Além disso, o treino aeróbico também aumenta a liberação do hormônio endorfina no corpo, importantíssimo para a redução do estresse.

Gostou de saber todas as vantagens do aparelho de remo? Então adquira o seu, mas antes procure o seu médico para saber se você pode usá-lo sem riscos.

Categorias
Esporte e Lazer

Escolha o melhor elíptico para o seu treino

Quer saber qual é o melhor elíptico para você treinar de forma eficiente? Então é importante continuar a sua leitura.

Também conhecido como transport, o elíptico é um equipamento focado em exercícios aeróbicos e cardiovasculares, muito importantes para a resistência física e para a saúde do coração.

Os pedais fazem um movimento de elipse, daí o nome, simulando a caminhada e a corrida, porém sem nenhum tipo de impacto.

Ele ainda queima de 200 a 400 calorias em 1 hora de treino e trabalha os músculos da perna, o peitoral, o bíceps, o tríceps e o deltoide.

O aparelho permite que você aumente a velocidade, dependendo do seu condicionamento, e também que faça uma progressão na carga, para uma atividade mais intensa.

Quer saber como escolher o melhor para você? Então aproveite as dicas a seguir:

1 – Posição da roda

Existem modelos com a roda na frente e outros com a roda atrás.

As opções com a roda atrás possuem uma passada mais curta e são mais compactos, além de movimentar o corpo para cima e para baixo, o que trabalha também os membros superiores. Já os modelos com roda na frente são maiores e permitem um movimento de mais amplitude, podendo proporcionar maior conforto. Por isso esse é considerado por muitos o melhor elíptico. ++Nele, apenas as pernas se movimentam, levando a um trabalho bem mais isolado dos membros inferiores.

2 – Controle da resistência

O elíptico pode ser manual ou elétrico. No elétrico você consegue aumentar e diminuir a intensidade do exercício por meio do painel.

Além disso, a maioria ainda tem a opção de programar o treino e acompanhar a frequência cardíaca da pessoa, o ritmo, o tempo e as calorias que queimou.

3 – Alimentação elétrica ou a bateria

Existem alguns modelos ecologicamente corretos e que possuem gerador próprio. Eles dispensam a energia elétrica, bem como a preocupação com as tomadas, sendo útil principalmente para quem tem crianças em casa. Com ele você faz uma boa economia de energia e ainda evita possíveis acidentes.

Com essas dicas sobre o que o melhor elíptico precisa ter, ficou fácil escolher o seu. Então aproveite e faça uso desse equipamento muito eficaz para o seu treino.

Categorias
Beleza e Saúde

Como fortalecer os músculos em casa?

Com a correria do dia a dia, muitas pessoas têm dificuldades de encontrar um tempinho para sair para treinar. E, no inverno, a vontade de sair de casa para se exercitar fica menor ainda, especialmente para quem está acostumado a praticar atividades ao ar livre no verão. Se você quer saber como fortalecer os músculos sem sair de casa, mas não sabe por onde começar, não perca as dicas que preparamos para você!

É possível treinar sem aparelhos?

Antigamente, fazer musculação na academia, com todos aqueles aparelhos, era tida como a melhor maneira de fortalecer a musculatura e perder gordura. No entanto, nos últimos anos, as modalidades de exercícios livres (ou seja, sem o uso de aparelhos) têm sido amplamente adotadas, em especial por quem não consegue se adaptar às rotinas de musculação tradicionais.

E tem mais: estudos têm comprovado que os exercícios livres são mais eficientes para melhorar a força e o equilíbrio do que o levantamento de peso com o uso de aparelhos, desde que corretamente executados. Além disso, são indicados para indivíduos de quaisquer idade e biotipo. Portanto, sim, é possível treinar sem aparelhos, e acabaram as suas desculpas para continuar na vida sedentária!

Exercícios para realizar em casa

O ideal é se dedicar a exercícios aeróbios (essenciais para a queima de gordura) e anaeróbios (treino de força, muito importante para o fortalecimento muscular). Exercícios aeróbios incluem corrida, pedalada, dança etc. Em casa, você pode colocar aquele DVD de dança e tentar acompanhar os passos. Vai gastar muitas calorias e se divertir um bocado! Exercícios anaeróbicos incluem agachamento e flexão, por exemplo.

Você pode escolher alguns exercícios (por volta de 6, 3 para membros inferiores e 3 para membros superiores) e realizá-los a qualquer hora do dia, quando tiver pelo menos meia hora disponível. Para que você saiba como executar cada exercício corretamente, uma dica é buscar vídeos de profissionais capacitados e recomendados.

Há muitos vídeos legais no YouTube, além de várias rotinas para você realizar em casa. Veja, a seguir, alguns exercícios para fortalecer os membros inferiores e superiores. Você pode executá-los em 3 séries de 15 repetições, ou em 4 séries de 10 repetições.

Panturrilha

Em um degrau, posicione apenas a pontinha dos pés na superfície e apoie as mãos no corrimão ou na parede para não perder o equilíbrio. Erga o corpo, ficando nas pontas dos pés, e desça o máximo que conseguir, levando o calcanhar abaixo do nível do degrau.

Agachamento

Com os pés afastados e na posição “dez para as duas” (como os ponteiros do relógio), desça flexionando os joelhos até as pernas formarem um ângulo de 90° e volte à posição inicial. Cuide para que os joelhos não ultrapassem a linha das pontas dos seus pés e para que a coluna fique o mais reta possível.

Bíceps

De pé, com os joelhos paralelos e levemente flexionados, segure um halteres (ou saco de alimento) de 2 kg em cada mão e mantenha os braços esticados para baixo, colados no corpo e com as palmas das mãos voltadas para frente. Traga os pesinhos em direção ao peito e volte à posição inicial. Lembre-se de manter os cotovelos rentes ao corpo.

Tríceps

Sente-se em uma cadeira sem encosto, mantendo a postura ereta. Segurando o peso em uma das mãos, erga o braço em direção ao teto, aproximando o bíceps da orelha. Desça a mão em direção às costas, movimentando apenas o antebraço, e erga novamente. Se precisar, segure o tríceps com a mão que está livre para evitar que o braço saia do lugar. Repita o movimento 15 vezes e então faça o mesmo com o outro braço. Pronto para fugir do sedentarismo?

Então prepare uma rotina de treinamento e aproveite para adquirir alguns materiais, como pesos e halteres. E, para que você realmente veja resultados, não se esqueça de cuidar da sua alimentação. Suplementos alimentares são essenciais para quem se dedica à prática de atividades físicas.

Categorias
Esporte e Lazer

Qual é melhor ter em casa: esteira ou elíptico?

Mais do que escolher entre esteira ou elíptico, você precisa saber qual dos 2 se adapta melhor a você.

A esteira é um equipamento eletromecânico destinado a atividades físicas de caminhada e corrida. É possível aumentar ou diminuir a velocidade, e algumas possuem inclinações para dificultar o exercício e garantir melhor resultado.

No elíptico a pessoa coloca cada pé em um apoio e faz força para subir e descer as pernas alternadamente, movimentando junto os braços ao segurar em um suporte. É possível deixar o aparelho mais pesado para aumentar a dificuldade. Os 2 são ótimos para treinar sem sair de casa e possuem vantagens que vão desde o emagrecimento e o condicionamento físico até o desenvolvimento da musculatura. Para entender qual é o ideal para você, confira as informações a seguir.

1 – Com relação ao condicionamento físico

Tanto a esteira quanto o elíptico são ótimas opções para melhorar o condicionamento físico. Na esteira você pode começar com uma caminhada leve e ir aumentando aos poucos a velocidade até a corrida rápida. Já no elíptico você aumenta a gradação de resistência, que nos equipamentos mais básicos vai de 1 a 7. O importante é respeitar o seu ritmo, mas é preciso praticar constantemente para que você aumente a dificuldade e assim garanta um bom condicionamento físico.

2 – Com relação ao impacto

No elíptico o impacto das articulações é menor do que na esteira porque não é necessário retirar os pés do apoio enquanto pratica. É claro que a corrida na esteira tem maior impacto do que a caminhada, por isso é essencial que você consulte um especialista caso sinta qualquer dor.

3 – Com relação ao trabalho muscular

Os 2 equipamentos trabalham músculos como posterior da coxa, quadríceps, glúteos e panturrilhas. Eles atuam também nos eretores da espinha, sacroiliolombar, responsáveis pelos movimentos da espinha, um tipo de ação de alavanca para estender e flexionar mais intensamente a coluna vertebral para o lado, e braços, mas o elíptico trabalha melhor os músculos dos membros superiores por conta do suporte para os braços que faz parte da realização do exercício.

4 – Com relação à queima de calorias

Como os 2 aparelhos fazem momentos repetitivos e rápidos, ambos queimam bastante caloria. Uma hora de esteira gasta em média de 300 a 500 calorias e o mesmo tempo no elíptico elimina entre 400 e 500 calorias. Já sabe qual escolher: esteira ou elíptico? Então aproveite as vantagens desses equipamentos no conforto do seu lar, mas não se esqueça de antes consultar um médico especialista para saber se está tudo em ordem para começar a praticar.

Categorias
Esporte e Lazer

Natação ou hidroginástica: qual o melhor para relaxar?

A natação e a hidroginástica são conhecidas por serem atividades de alto gasto calórico e baixo impacto para as articulações e tendões. Seja na praia ou piscina, o importante é se se sentir bem. Mas e na hora de relaxar?

Qual das duas ajuda mais: Natação ou hidroginástica? Conheça cada uma delas e veja qual modalidade esportiva aquática tem mais a ver com você.

Natação

Se você precisa de uma atividade física que te faça relaxar, praticar natação de forma lenta, cadenciada e alongada pode ser uma boa opção para relaxar os músculos e promover um bem-estar geral.

O fato de estarmos submersos já nos deixa mais livres porque o peso do nosso corpo diminui bastante. Um bom exemplo do quanto é relaxante estar na águaé que, ao tentarmos boiar, só quando relaxamos completamente (corpo e mente) e estamos entregues à leveza da água é que conseguimos permanecer boiando na superfície.

Nas aulas de natação, além dos 4 estilos (craw, peito, costas e borboleta), você aprende a respirar coordenadamente aos movimentos, o que representa um ganho a mais em qualquer atividade física que você faça.

Hidroginástica

A hidroginástica é uma atividade aeróbica realizada dentro da piscina com ou sem o uso de equipamentos para execução dos exercícios que o professor propõe durante a aula. Normalmente, são ouvidas músicas de vários ritmos para embalar os exercícios ou de acordo com o gosto musical da turma.

Muito procurada pelos benefícios que traz para o corpo e também para a saúde, a hidroginástica surgiu na Alemanha e era voltada somente para um grupo de pessoas com idade mais avançada e que sentiam a necessidade de praticar uma atividade física que fosse segura, não causasse lesões articulares e que proporcionasse bem-estar físico e mental.

Surgiu no Brasil nos anos 70 como terapia de reabilitação de lesionados. Já nos anos 80 virou atividade física e hoje é muito procurada por quem quer se exercitar sem sobrecarregar as articulações com o peso do próprio corpo.

Natação ou hidroginástica?

Para quem sempre levou vida sedentária, a hidroginástica é a mais recomendada por ser uma atividade aeróbica com baixo impacto e bom gasto calórico, e que pode ser praticada por pessoas sem nenhuma habilidade física específica e que estão bastante acima do peso. Já para quem praticou natação anteriormente e hoje domina ao menos um dos 4 estilos de nado, começar um programa de natação pode representar uma melhoria considerável na atividade cardiovascular, respiratória e no gasto calórico.

Por fim, se o que você quer é relaxar, tanto faz se é natação ou hidroginástica, pois ambas quando feitas da maneira correta têm o poder de nos deixar mais leves, relaxados e ainda ajudam a dormir melhor.

Categorias
Esporte e Lazer

O que ganha mais massa: natação ou academia?

Não é necessário optar entre natação ou academia para obter ganho de massa muscular, pois o trabalho associado entre natação e musculação pode render ótimos resultados. Quando utilizamos a piscina na natação, acontece uma melhora da circulação sanguínea, que possibilita a cicatrização das microlesões causadas no treino de musculação, por isso as duas atividades podem ser complementares.

Natação

Na natação um dos primeiros resultados positivos é a melhora da resistência cardiorrespiratória. A natação também favorece a melhora da circulação sanguínea, pelo relaxamento dos vasos em função da pouca ação gravitacional que a água oferece. Com o passar do tempo de treinamento constante, o fortalecimento dos músculos dos ombros, como os deltóides, das costas e do grande dorsal, dentre outros que fazem parte dos movimentos básicos da natação, é visivelmente percebido. Porém, fortalecimento não significa necessariamente o ganho de massa muscular ou hipertrofia, pois o fortalecimento pode ocorrer sem que haja a hipertrofia (ou aumento de massa muscular), mas a hipertrofia só ocorre depois do fortalecimento muscular.

Natação ou academia

O ganho de massa muscular na academia é obtido através dos treinos de força, pois combinam duas características básicas para esse fim: estimulam a hipertrofia, desenvolvendo as fibras e aumentando a massa muscular, e consomem calorias durante e após o treino, reduzindo a gordura corporal. Pelos movimentos específicos, um treino de força na academia pode exercitar todos os grupos musculares do seu corpo, o que leva a um desenvolvimento de massa muscular geral e equilibrado.

O treino de força ajuda também a aumentar a densidade dos ossos, equilíbrio físico, agilidade, velocidade, coordenação motora e a prevenir a perda de massa muscular e de força com o passar dos anos. Não use todo o seu treino fazendo séries de 10 a 15 repetições. Utilize parte do tempo para executar séries de poucas repetições (no máximo 8) mas com cargas altas.

O objetivo é aumentar a carga e diminuir as repetições ao longo do tempo. E o mais importante: Não deixe de aquecer antes e de alongar depois. Fazendo natação ou academia com uma série de exercícios equilibrada, você ganha massa muscular e resistência física.