Categorias
Esporte e Lazer

Esportes na água: o que é polo aquático?

Seja no inverno ou no verão, os esportes aquáticos estão sempre em alta no Brasil. Para quem tem curiosidade sobre o que é polo aquático trouxemos algumas dicas para saber como o esporte funciona e pode ser praticado.

Esporte coletivo

O polo aquático é um dos mais tradicionais esportes coletivos já praticados. Ele foi o primeiros esporte coletivo a ser incluído nos jogos olímpicos, em Paris no ano 1900, e por isso tem muitos fãs em todo o mundo.

Equipamentos

A piscina para prática do polo aquático deve ter entre 20m e 30m de comprimento e entre 10m e 20m de largura. A goleira deve no mínimo de 3m de largura e 90cm de altura. Todos os jogadores devem usar toucas para os identificar os times que jogam, mas os dois goleiros devem utilizar toucas vermelhas para que fiquem mais visíveis. A bola de polo deve ter em torno de 450g e ter em torno de 70cm de diâmetro.

A prática

O polo aquático pelas regras internacionais é praticado na piscina por duas equipes com sete jogadores cada, mais seis reservas. Dentre os sete jogadores está incluso o goleiro de cada equipe que guarda a meta do seu time.

As partidas são divididas em quatro tempos de 7 minutos cada.  O time que fizer mais gols acaba por vencer a partida, e assim como em outros esportes caso ocorra empate em jogos eliminatórios se faz uma prorrogação do tempo de jogo, caso persista a igualdade só assim se cobram pênaltis.

Nenhum jogador pode conduzir a bola com duas mãos, a não ser o goleiro da equipe. e a bola também não pode ser deixada sobre a água mesmo que em posse de alguém. Os adversários não podem se empurrar e ninguém pode tocar o fundo da piscina para pegar impulso, e até por isso geralmente a piscina tem uma grande profundidade.

Essas são as regras de prática profissional de polo, mas nada impede que você adapte elas para poder praticar na piscina mais próxima. Tome seus equipamentos e bom jogo!

Categorias
Esporte e Lazer

Quais são os melhores esportes para cadeirantes?

Feitos pelo atleta em cima da cadeira de rodas, os esportes para cadeirantes têm sido cada vez mais difundidos no Brasil e no mundo. Mas não pense que por não usar as pernas as atividades são mais fáceis e menos eficazes para a saúde, na realidade elas são tão intensas e complexas quanto qualquer outra.

A única diferença é a forma de fazer. As modalidades de esportes para pessoas com deficiência são tão positivas e fazem tanto sucesso que foram criadas as Paralimpíadas, disputadas com seleções do mundo todo, muitas inclusive focadas em pessoas que usam cadeiras de rodas. Quer saber algumas das opções de esportes para cadeirantes? Então confira a lista a seguir.

1 – Atletismo

As atividades envolvem arremessos, lançamentos, saltos e corridas de velocidade e fundo que podem ser feitas na rua, com maratonas e corridas rústicas. Considerado um dos esportes para cadeirantes mais eficazes, os paratletas que competem chegam a fazer provas de até 5.000m.

2 – Basquete

Administrado pela Confederação Brasileira de Basquetebol em Cadeira de Rodas (CBBC), o esporte é feito com cadeiras padronizadas para garantir a igualdade entre os times.

3 – Bocha

No esporte são lançadas bolas coloridas o mais próximo possível da bola branca, a bolim. Os atletas podem usar as mãos, os pés ou instrumentos de auxílio para quem tem mais comprometimento nos membros superiores e inferiores.

4 – Rugby

O objetivo é marcar o gol em uma área delimitada por dois cones verticais na linha de fundo da quadra. O atleta deve ultrapassar a linha de gol adversária e marcar.

5 – Tênis

A diferença aqui é que a bola pode quicar duas vezes antes de ser rebatida e o segundo quique pode ser fora da área. O saque pode ser feito por outra pessoa, caso o jogador seja impossibilitado de fazer.

Agora que você conhece alguns esportes para cadeirantes, comece agora mesmo a fazer ou indique para seu amigo ou familiar!

Categorias
Esporte e Lazer

Como escolher e instalar uma tabela de basquete?

A tabela de basquete é com certeza um excelente equipamento para você ter em sua casa. Você vai poder treinar os arremessos, além de jogar e se divertir muito com os seus filhos e amigos.

Você ainda vai aproveitar todos os benefícios que esse esporte proporciona para a sua saúde, como melhoria da resistência física, do equilíbrio e da coordenação motora. Ele também ajuda a desenvolver a concentração, define a musculatura do corpo e queima calorias. Sim, praticar basquete ajuda a emagrecer. Uma hora de treino chega a queimar 750 calorias.

A seguir daremos todas as instruções para você que quer adquirir uma tabela de basquete saber como escolher e também como instalar o equipamento.

1 – Como escolher?

Antes de qualquer coisa, você precisa ter um local com espaço suficiente para fazer a instalação em sua casa e também para jogar basquete. De preferência um quintal aberto e plano. Se quiser montar o aro em uma estrutura já existente, adquira uma tabela arredondada de madeira ou de fibra de vidro. **Mas é possível comprar o kit completo que, além da tabela, do aro, da rede e do suporte, ele ainda contém o pilar que segura a tabela. 

Você também pode comprá-lo separadamente. Nesse caso verifique o modelo ideal para o kit que você comprou de acordo com as instruções da embalagem.

Outro ponto importante na hora de comprar o pilar é verificar as medidas para ter certeza de que o aro ficará na altura desejada. Alguns modelos dão a possibilidade de você aumentar ou diminuir a altura, mas não são todos eles.

2 – Instalação

Antes de começar a instalação, compre 4 sacos de concreto de 40 kg. Depois, cave um buraco no local em que instalará a tabela de basquete com 11 metros de profundidade e 5 metros de diâmetro.

Coloque a base do pilar no buraco e chame um amigo para segurá-lo na vertical. Misture o concreto de acordo com as instruções da embalagem e encha o buraco até 1,5 metro abaixo do nível do chão até que fique bem uniforme. Aguarde o cimento secar por 48 horas. Depois, encha o buraco com a terra que retirou, nivelando o chão.

Agora, monte a tabela seguindo as instruções do fornecedor e depois fixe o aro nela. Só falta agora pendurar a rede e pronto, já pode começar a jogar. 

Agora que você já sabe como escolher e instalar uma tabela de basquete, aproveite para praticar, em sua casa, esse esporte tão divertido e também tão benéfico para a saúde.

Categorias
Esporte e Lazer

Verão: esportes de praia para você se divertir

Quando as famílias vão pra praia, principalmente as que ficam grande parte do ano longe dela, a onda é passar os dias inteiros na areia. Se você está procurando alguns esportes de praia para esses dias de divertimento, nós trouxemos algumas dicas:

Vôlei de praia

O vôlei de praia é uma dos mais tradicionais esportes para a beira de praia. Tudo o que você precisa é uma rede, bola e marcadores para as linhas da quadra que pode ser utilizada por times com ao menos uma pessoas até o limite de espaço.

Futevolei

Um dos mais tradicionais jogos de praia, o futevôlei é aquele esporte famoso nas praias do Rio de Janeiro, preferido por muitos jogadores de futebol. Sabe por quê? Por que a habilidade com os pés conta muito. Dependento do tipo de partida, pode-se ter sets como no vôlei ou apenas uma brincadeira entre amigos mas, geralmente ele utiliza os mesmos apetrechos para prática de vôlei como bola, rede e marcadores para linhas.

Futebol de areia

Dentre as opções de lazer e jogos a beira-mar o futebol sem dúvida é dos mais populares. Basta uma bola e marcadores para as goleiras. Como é comum em casos como esses a única regra para os times é que eles tenham o mesmo número de jogadores independente da quantidade.

Slackline

Um dos mais populares esportes de praia dos últimos anos, é um esporte que exige um fita própria para a sua prática a beira-mar. Com a fita posta entre dois postes ou entre duas árvores a pessoa deve conseguir se equilibrar sobre a fita para fazer manobras de salto sobre ela.

Frescobol

Também extremamente tradicional nas praia brasileira, o frescobol exige duas raquetes, geralmente de madeira, e uma bolinha que geralmente é de borracha. O frescobol não exige bolinha e tem por princípio não deixar a bola cair ao chão enquanto um oponente toca a bola para o outro.

Beach tênis

Semelhante ao tênis tradicional de quadra, ele exige marcadores para as linhas e uma rede. Pode ser praticado na praia tranquilamente, pois é extremamente divertido, pois também possui menos regras que o tênis normal.

Além desses ainda existe toda a variedade de esportes dentro da água da praia, mas que exigem mais equipamentos. Escolha o seu ideal e é só se divertir!

Categorias
Esporte e Lazer

Aprenda como jogar vôlei

O voleibol (ou vôlei) que vemos nas Olimpíadas ou em alguma competição pela TV ou nos ginásios foi criado em 1895 por William G. Morgan.

O vôlei é um jogo que consiste, basicamente, em algumas pessoas divididas por uma rede e que jogam a bola de um lado para outro tendo como o objetivo fazer com que a bola chegue ao chão do time adversário. Mas esse jogo pode ser praticado por qualquer um como forma de brincadeira na hora do lazer e jogos. Vamos ver as regras de como jogar vôlei e se divertir no tempo livre com os amigos.

Como jogar vôlei

Time

Profissionalmente, um time de vôlei consiste em 12 jogadores, sendo que 6 ficam em quadra e 6 ficam no banco esperando para a hora das substituições. Um dos jogadores que ficam em quadra é o líbero.

Objetivo

O objetivo do jogo é que cada time não pode deixar a bola cair em seu lado da quadra, mas deve fazer com que ela caia na quadra do time adversário.

Tempo de jogo

O jogo é composto por 3 sets. Cada um termina quando um time chegar a 25 pontos, sendo que a diferença de pontos para o adversário tem que ser de, no mínimo, 2 pontos.

Ao final dos 3 sets o vencedor é quem tiver ganho 2 sets.

Alguns fundamentos

No jogo temos alguns fundamentos, como:

  • Saque – Todo início de jogo, seja pelo começo de um set, seja quando um time faz ponto;
  • Manchete – Quando um jogador, com os braços estendidos e juntos pega um bola que vem em baixa altura e repassa para alguém do seu time;
  • Ataque – O objetivo dele é fazer com que a bola aterrize na quadra adversária;
  • Bloqueio – Consiste em bloquear a bola que vem do campo adversário para que ela não passe pela rede.

Esses são alguns dos fundamentos, existem outros durante o jogo.

Jogar vôlei com os amigos

Vôlei é um esporte internacional e com campeonatos. Mas se você quiser pode jogar em casa com os amigos. É só adaptar o jogo. O que se pode fazer é ter um espaço onde possa ser colocada uma rede. A partir disso, junte uma turma de amigos e comecem a treinar. Se não tiver 6 amigos para ter um time completo, pode jogar com menos. Um exemplo, é o vôlei de areia, em que cada time tem, apenas, 2 jogadores. O que importa é jogar e se divertir com os amigos.

Categorias
Esporte e Lazer

Lugares para praticar esportes ao ar livre com as crianças

Com cada vez mais opções de entretenimento dentro de casa, as pessoas acabam deixando de aproveitar o que o lado de fora tem a oferecer. As crianças não são exceção, e, por isso, é importante incentivá-las a entrar em contato com a natureza. Então, que tal experimentar esportes ao ar livre? 

Parques

Se você busca momentos de tranquilidade ou a prática de esportes ao ar livre, os parques são sempre ótimas opções. A maioria deles tem estrutura e espaço para ensinar o seu filho a dar as primeiras pedaladas na bicicleta nova. Afinal, esse um dos momentos mais importantes da infância de uma criança. Se o parque que vocês escolherem tiver quadra poliesportiva, melhor ainda. Aproveite para praticar outros esportes, como futebol ou vôlei. Interação em família e com outras crianças só faz bem.

Montanha

Se a sua família busca uma vida fitness ou faz o tipo aventureira, montanhas são perfeitas para ter mais contato com a natureza. Cercadas de fauna e flora, elas são ideais para fazer uma trilha com seus filhos. O ar fresco e a experiência única que essa caminhada proporciona farão cada esforço valer a pena. Mas fique atento ao percurso que você vai fazer com a criança. Dependendo da idade dela, é possível que a trilha não seja adequada, já que alguns obstáculos podem ser grandes e perigosos.

Praia

Poucas coisas são capazes de repor as energias como um dia na praia, não é mesmo? As crianças adoram passar horas construindo castelos e fugindo das ondas, mas você também pode aproveitar o momento para ensiná-las como funciona a maré, a correnteza do mar e até alguns mergulhos. Quem sabe você não acaba descobrindo um grande nadador na família? Frescobol e caminhadas na areia também são ótimas opções, não parecem atividade física e tem impacto bem menor do que andar no asfalto, por exemplo.

Categorias
Infantil

Quais os melhores esportes para crianças?

Quando o assunto é criança, os esportes são a melhor opção para manter a garotada fisicamente ativa e saudável. Outra qualidade que deve ser considerada ao escolher os esportes para crianças é o aprendizado de valores, como o trabalho em equipe (nos esportes coletivos) e a importância da prática e disciplina para alcançar os objetivos. Um esporte individual, mas que é pura diversão quando a criançada se junta para dar um rolê, é andar de bicicleta. Existem muitos outros de acordo com a idade dos pequenos.

No início, nada de regras

Até os 3 anos, não é indicado colocar a criança para praticar esportes cheios de regras sejam eles coletivos ou não. Isso porque a criança nessa fase ainda não tem a concentração necessária para cumprir regulamentos. Especialistas recomendam que esportes organizados devem ser praticados a partir dos 5 anos. O mais importante é incentivar o amor pelos esportes em geral desde quando a criança ainda é um bebê, estimular a brincar ao ar livre e a amar o movimento corporal, uma vez que esses movimentos ajudam a desenvolver a coordenação motora ampla e o equilíbrio físico e também proporcionam o fortalecimento muscular. E isso é essencial quando os pequenos aprendem a andar, correr e pular.

Esportes para crianças

O uso da bola é o caminho natural de todas as crianças. Geralmente é o primeiro contato com os esportes. Bolas são um brinquedo barato e muito divertido pela variedade de esportes e brincadeiras possíveis. Você pode dar os primeiros passos do basquete ou vôlei ao bebê com uma bola de soprar dessas de aniversário. O chute na bola é uma atividade para o equilíbrio e a coordenação motora, pois a criança vai ter que se apoiar em um pé só e colocar a força no outro.

Andar de bicicleta

A partir dos 3 anos, a criança já tem coordenação motora para mover os pedais e direcionar o guidão da bicicleta, principalmente se teve uma experiência inicial com triciclos e velocípedes. Ainda não dá para querer que os pequenos pedalem sem as rodinhas. Isso deve acontecer, em média, lá pelos 6 anos de idade. Mas, mesmo sob a supervisão dos pais ou outro adulto, não abra mão do capacete.

Natação

Até 3 anos, a criança não aprende a nadar propriamente, pois a relação dela com a água tem muito mais a ver com a experiência na barriga da mamãe do que com os movimentos de natação. Competir também não é possível até essa idade, mas as aulas de natação podem ser praticadas desde os 3 ou 4 meses, com o objetivo de se acostumar com a água e saber boiar ou ir até a borda em caso de acidente. A natação exige movimentos que envolvem vários grupos musculares, por isso é considerado um esporte completo. Até os 2 anos e meio, mais ou menos, as aulas costumam ser em companhia de um adulto.

Ginástica e artes marciais

A ideia é “brincar” de caratê, judô e ginástica artística. Oferecer ao seu filho um piso agradável, como um tatame, permite que ele experimente movimentos como cambalhotas (a partir de 1 ano e meio) e aprenda a cair no chão sem se assustar. Para os pequenos assimilarem a disciplina e os ensinamentos típicos desses esportes, os especialistas recomendam esperar até os 6 anos.

Esses são alguns dos esportes para crianças que você pode proporcionar aos seus filhos. Afinal, esporte é saúde.

Categorias
Infantil

Como escolher chuteira para campos sintéticos

Existe um tipo específico de chuteira com tecnologias e recursos próprios para cada modalidade de futebol. É importante saber distinguir os modelos, para não causar lesões e otimizar o seu desempenho dentro de campo. Na base do olhômetro, todas as chuteiras parecem iguais, mudando apenas tamanhos e cores. Mas é importante saber como escolher chuteira, optando pelo modelo desenvolvido especialmente para a atividade que você quer fazer, sendo futebol de campo, salão ou society (gramado sintético).

Por isso, veja agora dicas para escolher o calçado ideal para a sua atividade física ou diversão ao ar livre e acerte na compra.

Chuteira para futebol de campo

A maioria das chuteiras de campo presentes no mercado é fabricada em material sintético, o que faz o calçado ser mais leve e flexível, ajudando assim o jogador a ter maior mobilidade em campo. São usados diferentes tipos de travas nas chuteiras de campo de acordo com o solo e o clima. Quando o futebol é jogado em terrenos macios, as travas de metal são as mais indicadas para se colocar nas chuteiras, pois garantem maior tração. Se a grama do campo estiver seca, travas no formato de lâmina oferecem firmeza e aderência.

Como escolher chuteira para jogar futebol society

Existem campos de futebol society de grama natural. Para esses aplica-se a mesma regra para chuteiras de futebol de campo. Ou seja, travas específicas de acordo com as condições do gramado. Porém, se o campo de society for sintético, existe a chuteira chamada society, específica para esse tipo de solo.

A diferença de uma chuteira society para uma de campo é a altura das travas. Por ser um campo de “grama baixa”, o sintético precisa de chuteiras com travas mais curtas, que oferecem aderência e estabilidade adequadas para esse tipo de piso.

Para futsal use tênis

O futebol de quadra ou salão ou ainda futsal não é jogado calçando chuteiras, mas sim um tipo de tênis específico com solado antiderrapante. O tênis de futsal deve apresentar algumas características a serem observadas antes de você comprar o seu:

Aderência – super importante, pois é a aderência do tênis ao solo que faz com que você fique firme evitando escorregões.

Flexibilidade – quanto mais flexível, mais o tênis acompanha os seus movimentos e facilita na hora de fazer as jogadas

Resistência – observe se as costuras são reforçadas e se o acabamento do tênis oferece resistência para aguentar muitas partidas. Prefira os com palmilha em EVA e tecido sintético, pois o couro esquenta demais e traz desconforto.

Leveza e conforto – o tênis de futsal também precisa ser leve e consequentemente confortável.

Observe possíveis costuras que possam causar incômodo. Antes de comprar, calce e caminhe alguns metros sentindo se está tudo perfeito. Seguindo essas dicas de como escolher chuteira, você vai virar craque de futebol.