Categorias
Esporte e Lazer

Dicas para se exercitar dentro de casa

Com o fechamento das academias e parques, algumas das medidas para evitar a transmissão do coronavírus, muitas pessoas ficaram sem ter como se exercitar. Porém, é possível realizar treinos dentro da sua própria casa e manter-se ativo. 

É muito importante manter o hábito de fazer atividades físicas nesse momento que estamos vivendo – não só para o corpo, mas também para a saúde mental. Mas é preciso tomar alguns cuidados. Veja aqui algumas dicas práticas que irão te ajudar a se exercitar dentro de casa com toda a segurança.

Espaços com ventilação

A primeira regra é buscar realizar as práticas em um local arejado. O desempenho das atividades são otimizados quando conseguimos respirar de maneira efetiva, o que acontece em decorrência da renovação do oxigênio no organismo.

Escolha um horário

Estabeleça horários fixos para a realização dos exercícios. Uma sugestão é optar pelo início do dia, que é ótimo para tornar suas outras atividades mais tranquilas e relaxantes.

Alongamentos

É fundamental alongar nosso corpo antes de começar os exercícios. Assim, evitamos a sobrecarga nas articulações e, consequentemente, lesões desnecessárias. E não leva muito tempo: 15 minutos antes do treino já é o suficiente.

Ajuda online

Realizar exercícios sem nenhuma orientação é muito perigoso. Por isso, uma ótima alternativa é encontrar profissionais que estão realizando atendimento online, podendo criar uma lista de exercícios adaptadas para o treino dentro de casa. 

Aproveite e veja também nosso post sobre atividades durante a quarentena. São 11 ideias para você se inspirar, que vão desde montar um quebra-cabeças até praticar meditação. Imperdível!

Categorias
Esporte e Lazer

Qual é o melhor tênis para corrida?

Encontrar um tênis de corrida que se adapte perfeitamente aos seus pés não é uma tarefa fácil. O mercado oferece tantas opções que, às vezes, pode te deixar confuso. Porém, vale a pena investir um tempo para se informar e comparar os diferentes modelos, uma vez que o seu calçado tem um papel fundamental na absorção e redução de impacto ao correr. Se você escolher o tênis de corrida errado, pode aumentar o risco de ter lesões, o que está longe de ser o ideal. Neste post oferecemos as principais dicas para te ajudar a escolher um tênis de corrida. Confira!

Descubra o seu tipo de pisada

Antes de qualquer coisa, é importante entender qual é sua pisada. Para isso, é necessário saber a altura do arco do pé, pois afeta a direção e a gravidade da rotação – ou pronação. Dependendo de cada pessoa, o giro do pé pode ser menor ou maior. A seguir mostramos os três tipos e como eles funcionam:

– Neutra: quando o pé gira de uma maneira equilibrada, seguindo em linha reta até a elevação do dedão.

– Pronada: normalmente faz com que o pé gire excessivamente para dentro.

– Supinada: o pé toca o chão no lado externo do calcanhar.

Ter uma pisada pronada ou supinada não é bom nem ruim, mas afeta a forma de corrida e pode causar lesões. Por isso, os tênis têm designs diferentes que levam em consideração distintos tipos de pisadas. Dependendo do tipo de pronação que você tem, você deve escolher um determinado calçado.

Tênis ideal para o seu tipo de pisada

Agora que você sabe qual o seu tipo de pisada, é hora de conhecer os modelos de tênis para corrida. Os tênis geralmente são classificados em três categorias. Essas categorias nem sempre são informadas no calçado ou na caixa, portanto, pergunte a um vendedor ou faça sua pesquisa online. A maioria das marcas possui essas informações em seus sites.

Tênis com estabilidade: são melhores para corredores com pés de arcos normais. A estabilidade adicional que esses calçados oferecem vem de suportes extras nas laterais do arco e espuma de alta densidade. Tênis de estabilidade são normalmente construídos com um arco suave da frente para trás que fornece firmeza do pé traseiro e flexibilidade do antepé.

Tênis com controle de movimento: são ótimos para corredores com pés chatos e pesados ​​que tendem a pronação excessiva. Esses calçados normalmente têm materiais rígidos feitos de plástico, fibra de vidro ou espuma de alta densidade. A área do arco nesse tipo de tênis é preenchida para maior estabilidade, por isso há uma cor diferente na entressola. A rigidez extra desses calçados previne que o calcanhar gire para fora. 

Tênis com amortecimento: apoiam pessoas com pés rígidos e arcos altos que tendem a pisar com a parte externa do pé. Este calçado altamente flexível é construído com uma curvatura apropriada e feito de materiais leves que fornecem rigidez mínima com amortecimento ideal.Se você seguir essas dicas básicas ao procurar um novo tênis de corrida, encontrará um calçado que se adapta às suas necessidades específicas e tornará a corrida muito mais agradável!

Categorias
Esporte e Lazer

Qual a melhor raquete de ping pong para jogar

Se você joga de vez em quando ou tem mais habilidades no esporte, saiba que a raquete pode fazer grande diferença na sua performance. Na hora de escolher o modelo ideal, é preciso levar em conta a durabilidade do material, o peso, estilo do cabo e diversas outras características. A seguir, vamos te ajudar a descobrir qual é a melhor raquete de ping-pong para você.

Tipos de borracha

Há modelos de raquete que vêm com a borracha presa no cabo. Outros podem ser personalizados, de acordo sua preferência. Essa parte do acessório também é vendida separadamente. Ao optar por uma espessura fina, o jogador tem mais controle dos movimentos. Ao mesmo tempo, uma esponja com camada maior garante mais velocidade.

O mesmo comparativo vale para a quantidade de camadas na madeira do acessório – quanto menor, menos velocidade e mais controle da bola.

Como escolher a melhor raquete de ping-pong

Antes de comprar uma raquete, verifique o tipo de cabo. Isso porque há diferentes modos de empunhadura, conforme a posição que o jogador segura o objeto durante a partida. Geralmente, os acessórios de ping-pong são padronizados porque a atividade é mais voltada ao lazer. Porém, as raquetes de tênis de mesa são mais profissionais.

Os cabos do tipo FL são curvados no final, ideais para empunhadura firme. Já os cabos ST são retos, garantindo mais liberdade no momento do saque. É comum que raquetes de ping pong sejam desenvolvidas no formato FL.

Além de escolher a raquete perfeita para você, vale a pena pesquisar mais sobre as características da mesa de ping-pong.

Há raquetes que possuem apenas um dos lados adaptados. Outros modelos trazem os dois lados com revestimentos diferentes, com variações de espessura, permitindo uma estratégia de jogo.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os aspectos da melhor raquete de ping-pong, pode optar pelo modelo ideal para sua tática durante a prática do esporte.

Categorias
Esporte e Lazer

Qual é o melhor horário para caminhar?

Tem gente que já acorda com disposição e pratica exercícios logo pela manhã. Já outros só conseguem caminhar na parte da tarde, quando estão mais despertos. E tem aqueles que preferem a parte da noite, depois que a temperatura está mais amena e que o horário de trabalho já acabou. Mas você sabe qual o melhor horário para caminhar? Confira as dicas.

Segundo um estudo, caminhar na parte da tarde pode ser melhor

Isso mesmo que você leu. Cardiologistas recomendam caminhadas na parte da tarde, principalmente para quem tem problemas cardíacos, pois as fibras do coração já estão aquecidas o suficiente para iniciar a atividade. Também é na parte da tarde que normalmente as pessoas estão mais dispostas. Porém isso não é uma regra, veja o porquê abaixo.

Fatores que interferem no melhor horário para caminhar

A caminhada em ambiente externo vai depender não só da sua disposição, mas também do clima. Se estiver mais frio pela manhã, é possível que na parte da tarde o clima esteja bem melhor para fazer caminhadas. Ou se estiver em pleno inverno, o corpo vai pedir para se aquecer, então deixe a preguiça de lado. Caminhar é a melhor forma de regular sua temperatura corporal. Independentemente do clima, o importante também é se hidratar, utilizar tênis confortáveis e com amortecimento, além de roupas leves.

Pela manhã, uma caminhada aumenta a disposição ao longo do dia, melhorando até as noites de sono. Porém, é preciso tomar um café da manhã equilibrado, com frutas, cereais e fibras. Já na parte da tarde, a temperatura corporal está mais alta e melhora bastante o rendimento muscular. O bom é que depois do almoço, caminhar também tira a necessidade de tirar um cochilo. Mas lembre-se de caminhar apenas uma hora depois do almoço para não ter uma indigestão.

Não gosta de caminhar na rua? Caminhe em casa

Se você quer começar a praticar um exercício para sair do sedentarismo, fortalecer as articulações, o sistema respiratório e circulatório, aliviar o estresse e ainda emagrecer com mais facilidade, a caminhada vai auxiliar bastante. É claro que uma alimentação balanceada, com alimentos mais saudáveis, irá acelerar bastante o processo. Se quiser, procure realizar os exercícios de forma cômoda, em casa.

Com esteira ou simulador de caminhada, é possível recuperar a saúde e disposição. Coloque uma música agradável e comece sua rotina de treinos sempre em um ritmo gradual para que o corpo comece a se acostumar.  Ah, e não se esqueça do aquecimento antes para evitar lesões nas articulações.

Trinta minutos todo dia

Já é mais do que comprovado: uma caminhada de 30 minutos todos os dias evita doenças como pressão arterial alta, embolia, alguns tipos de câncer, obesidade e problemas cardiovasculares, além de diminuir o estresse diário. Portanto, recomenda-se realizar, no mínimo, 150 minutos por semana para melhorar a qualidade de vida e bem-estar.  

Categorias
Esporte e Lazer

Slackline para iniciantes: Dicas para começar a praticar

Há poucos anos no Brasil, o slackline vem conquistando fãs em todos os cantos por sua praticidade e funcionalidade. Ele pode ser feito por pessoas de todas as idades e em diversos lugares, já que é necessário apenas 2 pontos para fixar a fita de treinamento e assim estará pronto para começar a prática. Para iniciar fazendo mais, veja 4 dicas de slackline para iniciantes.

1. Encurte as distâncias

No começo, estabelecer 2 pontos muito distantes para ancorar a fita pode atrapalhar a sua estabilidade e equilíbrio. Encurtando a distância, você dá mais firmeza para o slackline e consegue iniciar a prática com mais tranquilidade.

2. Prepare-se para cair

Para os iniciantes da modalidade, as quedas são absolutamente normais. Então, na hora de fazer atividade, lembre se de começar sempre do meio, que é o ponto mais distante dos obstáculos e dos pontos de ancoragem. Isso já deve ajudar a evitar lesões depois das quedas. Outra dica é colocar colchões nos lados da fita, para oferecer menores riscos, principalmente em alturas maiores.

3. Use roupas adequadas

Fazer slackline de calça jeans é algo para nem ser cogitado. Lembre-se de estar sempre com roupas muito confortáveis, para auxiliar na sua flexibilidade e também na concentração. Regatas, bermudas ou calças de malhação são muito indicadas para o uso durante a prática.

4. Evite manobras arriscadas

Ao começar a adquirir o equilíbrio necessário, tenha paciência e não arrisque muitas manobras. Fazer coisas que você não tem o hábito, ainda mais logo depois de aprender a se equilibrar, pode ocasionar em machucados e lesões mais graves.

O indicado é iniciar com a caminhada na fita. Depois de conseguir caminhar por toda a extensão dela, pequenos giros de 180 graus podem levar para níveis mais altos da prática, e assim por diante.

Também é importante se lembrar de manter a coluna e o pescoço retos e flexionar os joelhos durante a prática. Isso ajudará na sua postura para ficar por mais tempo de pé e ganhar em equilíbrio. O slackline, para iniciantes, pode parecer difícil, mas com prática e paciência, pode se tornar um grande aliado para a sua mente e para a sua saúde.

Categorias
Esporte e Lazer

Descubra qual é a melhor bicicleta aro 29 para você

A bicicleta tem ganhado cada vez mais espaço na vida das pessoas que querem utilizá-la para praticar um esporte, só porque gostam de pedalar ou até mesmo como uma alternativa de transporte, Por isso, mostraremos a melhor bicicleta aro 29 para você com 3 opções para diversos tipos de pessoa.

Qual a melhor bicicleta aro 29?

Você quer uma bicicleta para praticar um esporte ou apenas para se deslocar para o trabalho ou local de estudo? Existem ótimas opções para cada caso. Descubra agora:

Bicicleta Track Bikes – Black Mountain Bike

Essa mountain bike é perfeita para quem quer uma bicicleta como alternativa de transporte, já que, apesar de toda a sua qualidade, ela tem um valor muito competitivo. Além de possuir 21 marchas que permitirão subir e descer ladeiras e pedalar em diversos terrenos, ela conta com um ótimo sistema de freios e tem suspensão dianteira para diminuir o impacto. E, claro, além de ir para o trabalho, faculdade, escola ou qualquer outro lugar em seu dia a dia, ela também é ótima para quando você quiser pedalar por diversão, fazendo passeios na cidade ou em terrenos acidentados.

Bicicleta Mormaii Big Rider, full suspension, de aço, 2011981

Se o modelo anterior é de entrada, essa bicicleta da Mormaii já é um pouco diferente. Claro, além de permitir que você se desloque facilmente entre os seus compromissos, esse modelo de bicicleta já é mais esportivo e possui um quadro de alumínio que garante muito mais resistência e leveza, sendo mais resistente a pancadas, quedas e muito mais fácil de carregar.

Bicicleta Monark Monark Allum Shimano Acera Mountain Bike – 27 marchas

Esse é um modelo pensado para o esporte. Com o seu quadro de alumínio e suas 27 marchas, é a bicicleta perfeita para quem pedala esportivamente. Além de ter todas as vantagens das anteriores, ela é perfeita para quem procura as pistas mais radicais, pois além de toda a resistência, você ainda terá mais controle, com o freio a disco e maior conforto devido ao seu selim especial. Uma ótima escolha para esportistas.

Com a melhor bicicleta aro 29, você vai poder se exercitar e ainda curtir a sua cidade. Escolha a sua e boas pedaladas!

Categorias
Esporte e Lazer

Futebol ou Futsal: Qual o melhor lazer?

É comum ficar em dúvida na hora de escolher um esporte para praticar nas horas livres. Afinal, há muitas opções de atividades coletivas que são acessíveis para crianças, jovens e adultos. Para quem ainda não sabe se decide por futebol ou futsal, vamos apresentar as principais diferenças entre as modalidades. Dessa forma, fica mais fácil optar pelo esporte que tem mais a ver com suas preferências pessoais.

Medidas do campo e tamanho dos gols

A quadra de futsal é bem menor que os gramados do futebol. Ela mede 20 m de largura e 40 m de comprimento. Já o campo, que pode ser de grama natural ou sintética, mede de 90 a 120 m de comprimento e 45 a 90 m de largura. O tamanho varia em partidas nacionais e internacionais. Dessa forma, os gols acompanham a proporção, sendo os de futsal mais baixos e com menor largura.

O tamanho do campo influencia diretamente na performance dos atletas, sejam eles profissionais, sejam participantes nos momentos de lazer. Afinal, no gramado é necessário percorrer uma distância bem maior que na quadra de futsal. E, para quem pretende atuar na posição de goleiro, com o gol menor, a altura do jogador é menos impactante na hora de pular e fazer defesas.

Futebol ou futsal: qual tem regras mais simples?

No futebol, podem ser feitas 3 substituições, sendo que o participante substituído não pode voltar ao jogo, somente em outra partida. O mesmo não ocorre no futsal. Não há limite de substituições, o que facilita o trabalho do treinador quando os atletas ficam cansados.

Além disso, quem está jogando pode voltar a atuar na mesma partida. Essa regra dá a entender que o futsal exige um bom condicionamento físico, porém o atleta pode descansar durante os jogos sem comprometer o time, já que pode voltar à partida a qualquer momento. No futebol, os escalados devem permanecer em campo durante todo o tempo, sem oportunidade de rodízio.

Outro fator que comprova o maior desgaste do atleta no futebol é a duração da partida. O jogo possui 2 tempos de 45 minutos, com pausa de 15 minutos. Já no futsal, cada tempo dura 20 minutos, com intervalo de 10 minutos.

Viu como as 2 modalidades apresentam regras distintas e certas particularidades? Para decidir qual delas é a melhor, é preciso refletir sobre as características de cada esporte. Ao optar por futebol ou futsal, o importante é se exercitar e curtir cada momento com os amigos.

Futebol ou futsal: qual o melhor lazer?

Os 2 esportes apresentam características diferentes, como o tamanho do campo, medidas do gol e número de substituições. Esses fatores ajudam na hora de escolher a modalidade ideal para seu condicionamento físico. Saiba mais!

Categorias
Esporte e Lazer

Sugestão de presente fitness

A pessoa se cuidar não só está na moda como é uma questão de saúde. Manter uma rotina fitness proporciona um corpo bonito e uma mente saudável. Dicas de presente fitness vão ajudar você na hora de escolher o que dar para aqueles amigos que não perdem um dia sequer de treino ou, quem sabe, estimular quem está pensando em começar a treinar.  

Presente fitness

Para quem adora exercícios funcionais, os acessórios usados nessas aulas são ótimos presentes. Outras dicas são: bola de pilates, cordas de pular, coletes com cargas, rodas de abdominal e um tapetinho ou colchonete completam o kit básico.

Uma super dica de presente fitness é um par de tênis. A grande maioria das modalidades esportivas pede um par de tênis para fazer atividade física. Para compor o visual, um boné, porque quem se exercita ao ar livre precisa se proteger do sol, e um squeeze (ou garrafinha) para beber água e se hidratar também é super importante.

Roupas fitness

Treinar exige, além de tempo e disposição, uma roupa adequada ao estilo de quem vai usar. Para mulheres, existem macacões, shorts-saia, tops, regatas, calças legging, maiôs (para as nadadoras) e casacos para colocar por cima da roupa ao sair da academia. Essa pegada fitness, claro, também está presente no guarda-roupa masculino. Para eles, encontramos uma infinidade de shorts, bermudas, camisetas em vários materiais, como malha, tactel, cotton. E os casacos de moletom que não podem faltar. 

Presentão fitness

Mas, se você quer realmente impressionar, pode dar um presente fitness mais especial para a pessoa escolhida. Uma bike maneira, por exemplo. Um elíptico transport, uma esteira automática, uma bicicleta ergométrica, uma estação de musculação. Cada um desses presentes vai fazer a felicidade de quem receber e certamente vai ajudar na busca pelo corpo perfeito e a mente tranquila. Porque se a mente é sã, o corpo também é. E vice-versa. 

Categorias
Esporte e Lazer

Como escolher a melhor raquete de tênis?

O tenis pode ser aprendido e praticado por pessoas de diversas idades, melhorando o condicionamento físico e fortalecendo a musculatura. Ainda libera endorfina e diminui o estresse. Se você se interessou pelo esporte, em primeiro lugar precisa providenciar uma boa e adequada raquete. A seguir, mostramos para você como escolher a melhor raquete de tenis.

O material

As raquetes feitas de fibra de carbono são mais leves e oferecem maior controle ao jogador. Já as feitas de alumínio ou titânio são mais resistentes, mas vibram mais e a sua potência pode deixar a desejar.

Se o peso for menor que 283 g, a raquete não é indicada para adultos por ser leve de mais. Iniciantes podem procurar por raquetes de até 310 g.

O grip

O cabo da raquete, conhecido como grip, é a parte da raquete que você segura ao jogar. O tamanho do grip é importante para que você tenha a empunhadura ideal para manuseá-la. Caso essa empunhadura seja inadequada, você não se sentirá confortável durante a prática do esporte e isso, futuramente, pode causar lesões.

Se o cabo for fino demais, acaba se mexendo demais na mão, e isso acontecerá principalmente quando a bola atingir a lateral da raquete. Se o cabo for muito grosso, ele pode escapar da mão. O ideal é que você descubra isso ao segurar a raquete, avaliando se o seu indicador está justo no cabo, ou seja, bem encaixado.

A cabeça da raquete

Até 104 polegadas, a raquete controla melhor a bola. É indicada para os jogadores que ficam mais no fundo da quadra. De 105 a 135 polegadas, a raquete oferece mais velocidade à bola, sendo mais popular no tênis feminino. As raquetes grandes são mais indicadas para quem está iniciando, pois permitem maior controle durante as jogadas.

Você deve se atentar às cordas. Cordas mais apertadas, ou com tensão mais alta, oferecem maior precisão e imprimem menor velocidade à bola. Ainda, podem ser menos confortáveis, pois não absorvem tão bem o impacto, e menos duráveis. As cordas menos apertadas, por sua vez, oferecem menor precisão, mas maior controle da velocidade da bola, melhor absorção ao impacto e ótima durabilidade. O ideal é que você mande ajustar as cordas para o seu uso.

O material das cordas também é muito importante: Nylon: são básicas e mais baratas. Elas perdem tensão rapidamente e têm baixa absorção a impactos. As de tripa sintética também perdem muita tensão e são menos resistentes do que as de nylon.

Poliéster: sofrem com variações de temperatura; mas são bem resistentes a quebras. Tripa natural: sofrem com umidade e são mais caras.

Multifilamento: apesar de caras, oferecem boa absorção ao impacto e são feitas com matérias-primas mais sofisticadas.

Copolímero: proporcionam boa velocidade à bola, além de boa durabilidade, estando entre as favoritas dos jogadores.

Híbridas: misturam dois ou mais tipos de corda, sendo personalizáveis de acordo com o tipo de jogador. Escolha a melhor raquete de tênis para você e aproveite o esporte.

Categorias
Esporte e Lazer

Como se joga basquete no quintal de casa

O basquete é um esporte muito popular nos Estados Unidos, tanto que tem várias ligas e associações dedicadas a ele. A mais famosa, você já deve ter ouvido falar, é a NBA. No Brasil, também há aqueles que são apaixonados pelo esporte. E, se você é um deles, certamente precisa treinar em casa para aumentar sua resistência, se tornar um craque e quem sabe até chegar na liga profissional americana. Se você quer começar agora, veja como se joga basquete.

Como se joga basquete, entenda as regras

Assim como qualquer outro esporte, o basquete também tem suas regras básicas. Na quadra, ficam apenas 5 jogadores em cada time, sendo 7 de reserva. O jogo tem a duração de 4 períodos com 10 minutos cada.

A bola deve ficar quicando a todo o momento e você nunca pode andar com a bola driblando ou fazendo passes. Importante: andar no basquete quer dizer segurar a bola e dar mais de 3 passos. Também não é permitido driblar um jogador adversário com as 2 mãos na bola. Vale saber que o jogo não pode ficar empatado. Se der empate, é acrescentado um tempo de 5 minutos ou mais para que uma equipe seja a vencedora no jogo.

A cesta (que fica a 3,05 m do chão) pode ter pontuações diferentes. Os arremessos feitos pelo jogador dentro da linha dos 6,25 m valem 2 pontos e, se conseguir um grande arremesso, fora dessa linha, ele fará 3 pontos, pelo grau de dificuldade. Em caso de lance livre, isto é, quando ocorre uma falta, o jogador tem direito a 2 arremessos livres que valem 1 ponto cada.  

Dribles e passes no quintal

A bola de basquete é bastante pesada e quem não tem muito contato com o esporte pode achar desconfortável nos primeiros passes e dribles. Por isso é tão importante saber mais sobre as regras e treinar, mesmo que seja só por diversão.

A primeira coisa que você deve aprender é a driblar alternando as duas mãos. Se você está começando, um bom exercício é driblar umas 20 vezes sequenciais com a mão que você tem mais habilidade e depois com a outra. É importante treinar com as duas, mesmo que não seja fácil, pois ganhará agilidade. Para se acostumar, é preciso treinar parado, para depois caminhar e assim ser mais ágil nos dribles quando correr. Após ter treinado bastante, é chegada a hora de executar os passes. Chame alguém para treinar os dribles e passes e ganhar mais precisão. É super divertido!

Treinando arremessos

Pode ser que seu quintal não seja tão grande quanto uma quadra oficial para basquete, mas ainda assim é possível jogar. Você pode treinar os arremessos de maneira mais precisa e, para estar dentro das regras do jogo, é necessário conhecer o famoso “garrafão”, uma área que fica exatamente onde está centralizada a cesta.

É um espaço restritivo e o jogador deve estar fora dessa área para fazer o arremesso do lance livre. Durante o jogo, nenhum jogador pode ficar mais do que 3 segundos parado na área. Para fazer uma marcação no chão, você pode pintar com uma cor diferente, que pode ser feito com um pedaço de tijolo ou giz de cera amarelo, por exemplo.

Para arremessar, você precisa se concentrar e manter os olhos na cesta. Quando arremessar a bola, deixe que seus cotovelos fiquem colados ao corpo enquanto pula. Mantenha também os joelhos flexionados para uma boa pontaria. A bola só entra após muito treino. Portanto, pratique o movimento de arremesso com apenas uma mão.

Montando uma área de basquete em casa

Além da bola, você precisa de uma cesta e uma tabela de basquete para montar a área do basquete em seu quintal. Tente aproveitar ao máximo o espaço que se tem em casa.