Categorias
Infantil

O que fazer no Dia das Crianças?

Veja algumas atividades e brincadeiras que você pode preparar em casa para tornar essa data ainda mais especial e divertida. 

O Dia das Crianças é uma das datas mais esperadas pelos pequenos. Afinal, quem não gosta de ganhar presentes? Porém, é importante também transformar essa data em um momento especial em família. 

Fazer atividades lúdicas com as crianças contribui para a conexão, fortalecendo os laços entre pais e filhos. Isso sem falar que é uma ótima forma de exercitar a imaginação e criatividade dos pequenos. 

Não sabe por onde começar? Não tem problema. Reunimos aqui algumas sugestões incríveis para você preparar em casa. Veja!

Caça ao tesouro

Uma ótima atividade para o Dia das Crianças é montar uma caça ao tesouro. Você pode fazer tanto dentro de casa como explorar lugares abertos também. Esconda o “tesouro” e prepare pistas para que as crianças possam procurar. 

Cinema em casa

Mais uma atividade simples, que pode ser feita no conforto do lar. Pegue algumas almofadas e travesseiros e coloque no chão. Para dar aquele clima de “escurinho do cinema” você pode fechar as cortinas do local. E, claro, prepare muitas guloseimas para as crianças. Afinal, cinema sem pipoca não dá!

Teatro de fantoches

Uma tradição antiga, mas que ainda faz a alegria da criançada. E o mais legal é que a diversão já começa na criação dos personagens e das histórias. No Carrefour, você encontra várias opções para montar o seu teatro de fantoches. Confira!

Dia de pintura

Reúna papéis, quadros, MDF, objetos antigos e outras coisas que possam ser pintadas. Separe algumas tintas coloridas e diga às crianças para colocarem a mão na massa! As tintas guache são as mais utilizadas pelas crianças, pois são laváveis e fáceis de usar. 

Bolo divertido

Fazer um bolo em família pode ser uma atividade muito divertida para as crianças. Para isso, invista em confeitos e decorações diferentes. Importante: lembre-se de deixar objetos cortantes fora do alcance das crianças.

Categorias
Esporte e Lazer

Piscina Infantil: 4 tipos para garantir a diversão da criançada

Em um calor tão intenso quanto o que existe no Brasil, a piscina infantil faz sucesso com todos os tipos de pessoas. Enquanto os pequenos se refrescam e se divertem, os adultos acompanham a brincadeira e até participam junto. Para garantir a diversão da criançada, confira 4 modelos desse tipo de piscina.

Para bebês

Em momentos de calor forte, os bebês precisam e vão adorar um bom momento para se refrescar. Além de curtir um sol da melhor forma possível, eles também já vão se acostumando ao contato com a água. Existem modelos coloridos, com desenhos e até com tenda para proteção do Sol, tudo para garantir a diversão e a proteção do seu filhote.

Piscina de armação

Um dos modelos mais tradicionais de piscina infantil, a piscina de armação é ideal para quem precisa de um pouco mais de espaço na hora da natação. Nela, a criançada também já consegue arriscar suas primeiras braçadas. É uma boa opção para aqueles que necessitam de um produto espaçoso, mas que pode ser levado para qualquer lugar.

Piscina inflável

Os modelos infláveis são ideais para a mobilidade e para curtir um bom dia de sol. Além de ser o mais prático modelo na hora de encher e montar, também já permite que os adultos fiquem sentados com as crianças dentro da piscina, proporcionando momentos de muita diversão e também de refresco para todos os presentes.

Inflável com playground

Um dos modelos que, literalmente, agradam a todos. É a hora de juntar a praticidade e a mobilidade de uma piscina inflável com a diversão e a versatilidade de um playground. Sempre com cores alegres, eles podem ser modelados com escorregadores, argolas e até bola ao alvo, ajudando no desenvolvimento da coordenação motora da criança ao mesmo tempo que oferece muitos momentos de diversão.

Desde os primeiros meses de vida, uma piscina infantil ajuda a desenvolver a criança desde o começo de seu crescimento e proporciona horas de diversão. Escolha o modelo ideal para a criançada utilizar e garanta horas de diversão deles e também a sua.

Categorias
Esporte e Lazer

Divirta-se e decore sua casa com um quebra-cabeças Romero Britto

O quebra-cabeça Romero Britto é um quebra-cabeça que tem muito mais peças do que aqueles que costumamos ver os nossos filhos montando em casa. Alguns possuem 500, 3000, 5000 e até 6000 peças e são ótimos para os adultos passarem o tempo se divertindo sozinhos ou então com os outros membros da família.

O desafio é tão grande que chegar ao fim da montagem, que pode durar dias, é a meta de todos que se propõem a montar esse quebra-cabeça.

E o melhor é que depois de pronto, ele forma uma linda imagem que pode ser usada para decorar a sua casa. Basta colar as peças espalhando cola branca com uma espátula e em seguida eliminar o excesso. Fica lindo como um quadro ou até para você colocar por cima do piso. Use a criatividade e aproveite essa dica.

Mas você sabe quem é Romero Britto? É um artista pop que usa cores vibrantes de arte da história em Londres, no Hyde Park, e que teve obras expostas no Carrousel du Louvre no Salão Nationale des Beaux-Arts. Sua arte mostra mensagens de esperança e de felicidade e costuma agradar a maioria das pessoas. Separamos alguns modelos de quebra-cabeças bem legais para você ter. Confira abaixo:

1 – Puzzle 500 peças – A New Day

A linda imagem com vários corações que é formada no quebra-cabeça Romero Britto depois de montado encanta todas as pessoas. Ao montar o puzzle, seu tamanho fica com 36,5 x 49,5 centímetros.

2 – Puzzle 1.000 peças – Cat

Essa imagem tem 49,9 x 69,8 centímetros depois de montada e é muito procurada por ter um lindo gatinho todo colorido sorrindo.

3 – Puzzle 2.000 peças – Love Blossoms

A imagem divertida e colorida de um casal correndo é o que mais encanta depois de ver esse quebra-cabeça montado. A imagem fica no tamanho de 70,8 x 97,8 centímetros.

4 – Puzzle 6.000 peças – Family

Esse é o maior quebra-cabeça Romero Britto com simplesmente 6.000 peças. O legal é juntar a família para quebrar mesmo a cabeça para montar o puzzle. Aproveite para tornar esse momento muito divertido, interagindo com todos que participarem. O quebra-cabeça tem a imagem de uma família e ele fica com 105 x 155 centímetros de tamanho depois de montado.

Gostou de conhecer mais sobre o quebra-cabeça Romero Britto? Então escolha o melhor para você, aproveite para se divertir muito e ainda por cima decore a sua casa com um lindo quadro feito de quebra-cabeça.

Categorias
Esporte e Lazer

Dicas de atividades de Inverno

Com a chegada da estação mais fria do ano, pode ser mais difícil fazer atividades ao ar livre, especialmente com o tempo chuvoso e úmido, característico de várias regiões do Brasil. Assim, a opção é se divertir em casa mesmo ou em locais fechados e climatizados. Se você está tendo dificuldades de descobrir o que fazer no frio, a gente ajuda você nessa empreitada. Veja, a seguir, dicas de atividades de inverno.

Para se divertir com os amigos

Se você quer passar um tempo com os seus amigos, nada melhor do que ir a bares e pubs, ouvir uma música boa e jogar uma sinuca. É diversão garantida por horas e uma ótima maneira de se entrosar com a galera.

Mas, se você gosta mesmo é de estar em casa, também pode investir em sua própria mesa de sinuca e em alguns jogos de tabuleiro, como “Banco Imobiliário” e “Imagem e Ação”. Para complementar, nada como uma boa comidinha típica de inverno, como fondue ou sopa e um vinho tinto para aquecer.

Aproveite para comprar um bom aparelho de fondue, convide os amigos e combine com eles para cada um levar um ingrediente para terem uma ótima noite de fondue, regada a bate-papos e risadas.

Para se divertir com o amor

Se o programa é a dois, nada melhor do que uma sessão de cinema em casa com guloseimas e um bom vinho tinto. E outra dica na mesma linha é separar aquela série que vocês estão querendo assistir há um tempo e fazer uma maratona no fim de semana. Afinal de contas, com sol e calor, você não vai ficar em casa, não é mesmo? Então aproveite o clima favorável do inverno e fique de molho com o seu amor.

Outro programa legal é ir para a Serra e fazer passeios em vinícolas e locais históricos. Aproveite para se hospedar em um hotel maravilhoso, com a boa e velha lareira para esquentar a noite.

Categorias
Esporte e Lazer

Que tal curtir algumas brincadeiras de inverno?

Se você acha que só dá para se divertir ao ar livre, enganou-se. Tanto crianças quanto adultos podem aproveitar o clima frio do inverno para fazer atividades de lazer em casa. Inclusive, é uma excelente oportunidade para ter bons momentos de integração com a família e os amigos, estreitando os vínculos. Está faltando criatividade? Então confira as dicas de brincadeiras de inverno que preparamos para você.

Jogos de tabuleiro

Os jogos de tabuleiro são os mais tradicionais, e não há quem não adore. Entre os mais conhecidos estão Banco Imobiliário, Imagem e Ação, Jogo da Vida, War e Monopoly. É sempre bom ter pelo menos 2 jogos de tabuleiro em casa para que você e a sua família possam se divertir no friozinho.

Jogo da memória

Reúna a família inteira em uma parte da casa onde todos vão passar um tempo observando o ambiente e tentando memorizar os objetos disponíveis. Alguém vai precisar ser escolhido para começar de olhos vendados. Outra pessoa vai escolher um objeto daquele ambiente e colocar na mão de quem está vendado. A pessoa terá que adivinhar que objeto é, usando apenas o tato. Se estiver fácil em um ambiente só, use a casa toda.

Verdade ou consequência?

Essa brincadeira pode ser realizada de várias formas, mas uma bem tradicional é formar um círculo com os integrantes em volta de uma garrafa PET e girá-la: quem estiver no local para onde o lado da tampinha aponta deve responder a uma pergunta feita por quem está do lado da parte de baixo da garrafa. Se preferir, o interrogado pode optar pela “consequência”, realizando um desafio estipulado pela pessoa que fez a pergunta, como pular 10 vezes em um pé só. Aqui vale usar a imaginação. E aproveite para fazer perguntas que aproximem você da sua família: é uma ótima forma de conhecer melhor a todos.

Jogo de mímica

Divida a família em 2 grupos. Em alguns pedaços de papel, as equipes devem escrever nomes de filmes, pessoas famosas, desenhos animados. Sorteie os papeizinhos entre um participante de cada equipe. A pessoa não poderá revelar o que está escrito para o restante do grupo. Depois, por meio de gestos, o restante do grupo deverá adivinhar qual é a frase, o título do filme ou o nome que está escrito no papel. Estipule um tempo determinado para o grupo adivinhar. Cada acerto valerá 1 ponto e, a cada rodada, a equipe deverá trocar o participante. E aí, curtiu as nossas dicas? Agora, com certeza, você e sua família não ficarão mais entediados ou escravos do PC nos dias frios e chuvosos do inverno.

Categorias
Infantil

Que tal dar dar brinquedos no lugar do Ovo de Páscoa?

A Páscoa, além do caráter religioso, está intimamente ligada ao consumo de chocolates. Porém, sabemos que muitos adultos e crianças não podem comer os desejados ovos de Páscoa por questões como alergia. Pensando nisso, pesquisamos sugestões de brinquedos para você presentar os pequenos na Páscoa e fazer a felicidade das crianças.

Brinquedos no lugar do ovo de Páscoa

Já que a Páscoa é a época em que o coelho é tão celebrado, que tal em vez de um bichinho de pelúcia, presentear as crianças com um coelhinho de verdade? Um animal de estimação é mais que um brinquedo, mas tão educativo quanto. Ao dar um bichinho de presente para uma criança, você ensina a ela o valor da responsabilidade de cuidar de outro ser que depende de você para sobreviver!

Além disso, você ensina à criança o valor do afeto, do cuidado e a troca de energia e saberes que um animal e uma criança podem ter. Existem no mercado raças de coelhos bem pequeninas que, de tão delicadas, parecem mesmo de brinquedo.

Para crianças de 2 a 4 anos

Nessa fase do crescimento, a criança já é capaz de se separar do adulto e perceber a si mesma como um ser único. Por isso, seus pais têm que oferecer novas oportunidades e experiências para aumentar o nível de percepção da criança em relação ao mundo. Esse é um bom momento para oferecer brinquedos que explorem o raciocínio da criança e o desenvolvimento de seus movimentos, como quebra-cabeças ou brinquedos de encaixar e empilhar, por exemplo.

Para criar uma associação com a Páscoa, escolha quebra-cabeças com o tema. Outra alternativa adequada a essa fase da infância são os brinquedos que induzam ao movimento, como triciclos, carrinhos grandes em que possam subir ou colocar coisas dentro, balanço, bolas, que são ideais para continuar incentivando a desenvolver a parte motora.

De 4 a 6 anos de idade

Muito diferente da fase da oralidade inicial, em que a criança estava absorvendo a linguagem, agora ela expõe absolutamente tudo o que pensa. Por isso, nessa fase os brinquedos precisam explorar essa capacidade. É preciso evitar o óbvio para a criança, que agora, precisa encarar desafios.

Nessa fase insira jogos com regras fáceis, para que possam ser trabalhados o raciocínio e as emoções. Os jogos que podem perder ou ganhar ensinam às crianças a trabalhar a frustração. E aprender a lidar com esse tipo de sentimento é muito importante para desenvolver uma personalidade com equilíbrio emocional para lidar com os momentos não tão bons da vida adulta.

Brinquedos que estimulam brincadeiras ao ar livre e em grupo são muito importantes para a saúde e inserção social das crianças. Corridas de bicicleta, jogos simples com bola e pular corda são ótimas alternativas. Inserir o tema da Páscoa nessas brincadeiras ensinando às crianças o significado desse dia fica a cargo do adulto responsável.

Até também opções deliciosas, como giz de cera, massinhas de modelar, jogos da memória, quadro-negro com giz. Usando esses brinquedos fica fácil sugerir às crianças o tema da Páscoa em suas criações.

Para quem está entre os 6 e os 9 anos

Jogos de tabuleiro, os brinquedos de armar, jogos com bola mais elaborados contribuem para o aprendizado das normas sociais. Nessa fase, é super importante para a criança se sentir aceita pelos parentes, amigos e colegas e os esportes ao ar livre são decisivos para essa aceitação. É nessa fase que a criança descobre se é boa de bola, veloz na corrida, boa no teatro ou rápida no raciocínio. Jogos com bola, brincadeiras cênicas como mímica, circo e teatro também são valiosas.

O convívio social se sofistica por meio de jogos de tabuleiro, cartas e jogos eletrônicos, principalmente aqueles que exigem decisões estratégicas e conhecimentos adquiridos na escola. Os jogos eletrônicos e videogames, o ping-pong, o baralho e o dominó são muito bem aceitos nessa idade, assim como a arte dramática e as representações teatrais. As várias formas de expressão artística, como instrumentos musicais, manipulação de fantoches, brinquedos com karaokê, pintura, escultura, livros e discos, também ajudam no desenvolvimento dos pequenos nessa fase.

A partir dos 9 anos

As escolhas a partir dessa idade são feitas principalmente pela própria criança. É certo que, muito antes disso, elas já pedem aquilo que desejam, mas cabe aos pais ou adultos responsáveis presentear com o que é mais adequado à sua fase de desenvolvimento. Porém, a partir dos 9 anos a personalidade da criança está começando a se autoafirmar e é importante ouvir a sua opinião antes de decidir.

Para essa fase, indicamos jogos de tabuleiros que possam envolver a família, como aqueles em que se compram e vendem imóveis, jogo de damas, xadrez, bem como brinquedos que desenvolvam um dom já aparente no talento da criança.

Se ela gosta de dançar, dê um brinquedo que estimule isso. Se o talento é para natação, existem inúmeras alternativas. Música também costuma se afirmar nessa idade. Livros de histórias com muita aventura também costumam ser bem aceitos.

O importante é que os pais equilibrem as necessidades com as preferências de cada criança. Agindo assim, com ou sem chocolates, o sucesso da Páscoa está garantido.

Categorias
Infantil

Skate ou patins: qual é o mais divertido para brincar com os filhos?

Boa parte dos adultos e crianças gosta de ficar em pé sobre patins e fazer manobras radicais no skate. Aliás, andar de skate ou patins pela primeira vez são conquistas inesquecíveis para qualquer criança. Essas são, sem dúvida, 2 excelentes formas de diversão em família. Confira.

Diversão e liberdade

A sensação de liberdade é uma das principais características que chamam a atenção de quem gosta de andar de skate ou patins. Sentir o vento no rosto enquanto avança sobre 2 ou 4 rodinhas é delicioso, além da adrenalina ou praticar saltos e manobras radicais. Por isso, adultos e crianças se apaixonam por esse tipo de esporte e muitos até se profissionalizam e vivem viajando para disputar campeonatos. Ensinar seus filhos a andar sobre skate ou patins não implica necessariamente que você tenha que saber, mas transmitir segurança, segurar na mão e ajudar a começar, qualquer um pode fazer. Ou, se você preferir, peça ajuda de quem sabe e junte-se aos seus filhos no aprendizado.

Skate ou patins?

A similaridade entre esses esportes começa pelos equipamentos de segurança que ambos exigem: capacete, joelheiras e cotoveleiras são o básico para os dois. Porém, no skate você também precisa de um bom tênis para se equilibrar em cima do shape, enquanto que os patins são “sapatos com rodas”. Então não se esqueça das meias. Embora tanto skate quanto patins sejam também considerados brinquedos, não podemos abrir mão da segurança dos seus praticantes.

Patins

O peso dos patins e a exigência de um maior equilíbrio sobre suas rodinhas indicam que iniciar a atividade por volta dos 5 ou 6 anos é o ideal. Assim, a criança já consegue andar e correr sem se desequilibrar e já desenvolveu a firmeza necessária nas pernas. Para começar, o modelo mais antigo com 2 rodas de cada lado e que é usado atualmente nas competições de patinação artística é o mais indicado.

Os patins in line, por exigirem um equilíbrio maior nas pernas, são indicados para crianças que já estão feras no assunto e pedem aos pais a troca de modelo por se sentirem seguras no esporte.

Skate

O skate é uma brincadeira que pode ser praticada a partir dos 6 anos, exatamente porque a noção de equilíbrio está mais desenvolvida nessa fase, o que torna o esporte mais seguro a partir dessa idade. O modelo do skate precisa se adequar ao tamanho da criança, para que 2 pés fiquem equilibrados sobre o shape (a estrutura de madeira), que pode ser encontrado em diversos tamanhos. Os modelos com shape articulado costumam facilitar ainda mais o aprendizado desse esporte. No começo, execute manobras simples em lugares planos. Quando perceber que a criança se sente segura, comece a treinar nas rampas.

Se você quer andar de skate ou patins, não esqueça os equipamentos de segurança e escolha a modalidade que mais agrada você.

Categorias
Infantil

Dicas de brincadeiras ao ar livre

Como é bom levar as crianças para brincar no parque, no quintal e no playground, não é mesmo? O hábito de levá-las para fazer algo que elas sentem muito prazer ajuda na ligação delas com os pais. Por isso estamos aqui para trazer algumas dicas de brincadeiras ao ar livre para fazer com as crianças durante esse período.

Algumas brincadeiras ao ar livre que sua família vai adorar

Jogos com bola: as brincadeiras com bola são algumas das mais versáteis que existem, pois, além de permitirem que muitas crianças participem, ajuda na integração delas e faz com que elas se divirtam bastante. Além do tradicional jogo de futebol, você também pode dar a ideia de jogos de vôlei, de bobinho, queimada e vôlei na piscina, quando tiver.

Patinete: as crianças adoram brincadeiras ao ar livre, como com o patinete. Ele é um brinquedo que ajuda as crianças a ganharem familiaridade com o equilíbrio. É importante também que elas tenham seus equipamentos de segurança sempre à mão quando forem passear com o brinquedo e não correrem riscos desnecessários.

Patins e bicicleta: outros 2 brinquedos que geralmente as crianças se divertem muito ao ar livre são os patins e as bicicletas. Tanto um quanto o outro permitem que as crianças passeiem com seus amigos e pais pelas vias fechadas nos fins de semana ou nos parques sempre que quiserem.  

Brincadeiras de correr: além dos brinquedos já citados, outras brincadeiras ao ar livre que as crianças adoram são as de correr. Dentre elas estão: o pega-pega, que nunca saiu de moda; o pega-ajuda, que faz com que todo mundo que for pego também comece a pegar o resto da turma; a cabra-cega e ainda tantas outras.

Levar as crianças para fazer brincadeiras ao ar livre não é complicado, mas é bom ter “na cartola” algumas ideias de brincadeiras para que elas não fiquem sem fazer nada. Tendo em mente todas as brincadeiras, é só levá-las ao parque ou a algum local aberto para que elas se divirtam naturalmente.

Agora que você já relembrou algumas brincadeiras ao ar livre, tenha um ótimo divertimento em família!

Categorias
Infantil

Dicas para escolher as melhores mini motos

Uma minimoto é um veículo motorizado de duas rodas feito para crianças com idade entre 6 e 12 anos. Na verdade, as minimotos são quase iguais a réplicas perfeitas de motos grandes, exceto pela potência do motor que é normalmente de 50 cilindradas ou mais, no caso das minimotos esportivas.

Para crianças menores de 5 anos, as minimotos possuem motores elétricos que rodam em baixíssima velocidade, sem oferecer risco de acidentes. Saiba agora como escolher as melhores minimotos.

Fique de olho na segurança

A trava de segurança é um item indispensável em minimotos elétricas, assim a criança poderá frear a moto antes de acontecer uma colisão contra a parede, por exemplo. Nas motos motorizadas para crianças maiores, existe o freio como nas motocicletas para adultos e é necessário a criança ter mais habilidade para pilotar. Podemos dizer que as minimotos elétricas são brinquedos, mas as que possuem motor movido a combustível são réplicas das motos para adultos.

Melhores minimotos: o fator potência

Quanto maior a potência da minimoto, mais idade deve ter a criança que vai pilotar. Podemos dizer, genericamente, que as minimotos elétricas e de baixa potência são para os pequeninos entre 3 e 5 anos. Já as motos com motor e potência maiores devem atender crianças maiores, porém, os itens de segurança como capacete são imprescindíveis para qualquer idade.

Minimoto esportiva

As minimotos estilos cross são perfeitas para crianças que desejam uma moto com maior potência a recursos similares às motos para adultos. Essas motos possuem suspensão para oferecer conforto e segurança em curvas e pequenos saltos, também tem respostas mais rápidas, mantendo o contato dos pneus com o solo por mais tempo, sobretudo em terrenos irregulares. O motor é de 4 tempos, refrigerado, e 100 cilindradas de potência. Possui embreagem automática independente, para facilitar a troca de marcha.

O chassis é mono trave em aço e o tanque recebe 3,5 litros de combustível. Os freios são a disco e a potência máxima atingida em terreno plano é de 83 km por hora, ou seja, é uma moto “de verdade” em tamanho reduzido, e exige treino e habilidade da criança ao pilotar. Seguindo essas dicas não vai ser difícil para você escolher as melhores minimotos e decidir qual delas dar de presente.

Categorias
Infantil

Airsoft ou Paintball? Entenda a diferença entre os dois

No Brasil, é comum ter locais em que se pode alugar por algumas horas para praticar Paintball com os amigos. Nessas locações eles já disponibilizam roupas e acessórios próprios pro esporte. Porém, há outro jogo muito parecido com o Paintball, o Airsoft. Olhando de fora parece ele ser o mesmo jogo, mas como distinguir se é Airsoft ou Paintball?

Airsoft ou Paintbal

Ambos são jogos que envolvem armas, tiros e pessoas. A diferença está em vários itens, sendo os principais:

Participantes;

Objetivo do jogo;

Armamento;

Local do jogo;

Munição.

AirSoft

Participantes

Pessoas maiores de 18 anos. Portanto o público infantil e adolescentes não podem jogar.

Objetivo do jogo

Há uma variedade de objetivos que variam a cada partida, sendo eles: resgatar reféns, conquistar território ou eliminar determinado adversário. Esse é um jogo de simulação militar sem viés competitivo. O objetivo não é ganhar, mas cumprir o objetivo da partida.

Armamento

As armas utilizadas imitam as reais, como: pistolas, metralhadoras, shotguns, carabinas, snipers e espingardas.

Local do jogo

É praticado em áreas abertas, como campos, florestas ou lugares abandonados. Isso contribui para a complexidade do jogo.

Munição

A munição é composta por bolinhas brancas de 6 mm de diâmetro. Esse tipo de tiro não deixa marca na roupa, é aqui que entra a honra dos participantes para saírem do jogo quando são atingidos.

Paintball

Participantes

Pessoas de qualquer idade podem jogar, desde crianças a adultos.

Objetivo de jogo

No Paintball o objetivo é alcançar a bandeira que está do outro lado do campo e para isso não pode deixar que seu time seja atingido. Sendo assim, quanto mais pessoas do time adversário forem atingidas mais fácil fica para que a bandeira seja conquistada. Existem competições de Paintball com campeonatos e direito a troféu.

Armamento

As armas são conhecidas como marcadores que funcionam por propulsão. Não têm a preocupação em ser realista.

Local do jogo

É praticado em um campo retangular. Essa área inclui obstáculos e barreiras para ajudar na hora do jogo.

Munição

A munição do Paintball é maior que a do Airsoft, isso faz com que doa mais em quem é atingido. Outra diferença é que essa munição é uma bolinha de tinta e o jogador que for atingido fica marcado com a tinta.

Então, Paintball e Airsoft são diferentes, pois enquanto o primeiro é mais comum e qualquer pessoa pode participar, o segundo é para quem gosta de simulações militares. Além do mais, só pessoas maiores de idade podem participar do Airsoft.