Categorias
Esporte e Lazer

Aprenda como tratar piscina

Pode parecer simples: adquirir uma piscina, enchê-la de água e começar a diversão. Mas ter uma piscina em casa exige alguns cuidados e uma manutenção que inclui medir e equilibrar alguns índices fundamentais, não só pela economia financeira, mas também pela saúde da sua família. Veja abaixo algumas dicas simples de como tratar piscina.

Por onde começar?

Ao comprar a sua piscina, você também vai precisar investir em alguns produtos que juntos vão cuidar e manter a qualidade da água. Os principais são: cloro granulado, algicida, kit de teste de pH, teor alcalino e cloro, elevador e redutor de pH e elevador e redutor de alcalinidade.

O ideal é que essa atenção seja dada uma vez por semana, se a piscina for utilizada com muita frequência. Um intervalo maior que esse pode comprometer a qualidade da água.

Como eu calculo a quantidade de produtos?

Os fabricantes dos produtos dão os seus direcionamentos em suas embalagens, mas é importante que você tenha uma ideia do volume total da sua piscina para agilizar esse processo. Em geral, você precisa equilibrar a quantidade de produtos a cada 1.000 litros. Por exemplo, uma piscina de 42.000 litros receberia 42 doses de determinado produto. Se você tem dúvidas, pode usar as fórmulas abaixo de acordo com o formato da sua piscina:

Retangular: comprimento x largura x profundidade média

Redonda: diâmetro x diâmetro x profundidade média x 0,785

Oval: diâmetro maior x diâmetro menor x profundidade média x 0,785

Os resultados são dados em m² e, para calcular a profundidade média das piscinas redondas e ovais, é só calcular a profundidade maior x profundidade menor e dividir esse valor por 2.

Mão na massa: como tratar a piscina

Com os produtos em mão e as quantidades organizadas, comece filtrando a água da sua piscina. O ideal é que ela passe um dia inteiro sendo filtrada. Após isso, aspire o fundo da piscina. Depois de aspirar é hora de aplicar o algicida.

E, somente após esse processo, você verifica a dosagem do pH, da alcalinidade e do cloro. Para isso, você vai utilizar os kits de teste que, de acordo com as instruções da embalagem, indicam cada índice na mesma tira, utilizando um sistema de cores. O ideal é começar pelo ajuste do teor alcalino. O controle desse índice facilita o equilíbrio do pH. O teor alcalino tem que estar entre 80 e 120 ppm (partículas por mihão), já o pH tem que estar entre 7,2 e 7,6. Ajuste esses indicadores com os produtos redutores ou elevadores.

Lembre-se: Para corrigir a alcalinidade, o produto deve ser colocado em um ponto único da piscina e, para corrigir o pH da piscina, deve-se espalhar o produto por toda a superfície dela.

Por fim, meça o índice de cloro que deve estar entre 1 e 3 ppm. Caso ele esteja baixo, aplique o produto em pontos diferentes da piscina e espalhe bem. Não se esqueça de seguir as instruções do fabricante presentes nos rótulos.

Produtos complementares

Você ainda pode utilizar produtos e acessórios complementares nos cuidados com a sua piscina. O limpa-bordas é bem claro em seu uso, o clarificante“solidifica” sujeiras que pesam e vão para o fundo da piscina e podem ser aspiradas e, por fim, existem também produtos que retiram o excesso de oleosidade da água.

Para um controle melhor, você pode ainda utilizar flutuadores de cloro. Eles armazenam tabletes de cloro que se dissolvem ao longo da semana controlando o teor de cloro na água e não entra em contato com as paredes da piscina. O contato direto com o cloro pode causar corrosão.

Categorias
Esporte e Lazer

Saiba como colocar cloro na piscina

Está precisando saber como colocar o cloro na piscina, mas ainda não sabe como fazer? Então, trouxemos algumas dicas para que você possa equilibrar sua piscina de forma segura tanto para quem fará o serviço quanto para quem vai aproveitar a água.

Proteja seus olhos e pele

O cloro é um elemento extremamente oxidante e pode deixar um cheiro muito forte quando em contato com as mãos. Utilize luvas para manusear o mesmo e se possível também utilize uma máscara para não ingerir grãos de cloro, pois isso pode ser perigoso.

Como colocar cloro na piscina? Primeiro faça a mistura em um balde

O cloro sólido ou em pó não deve ser jogado diretamente na piscina, pois isso pode acabar danificando o revestimento da mesma indefinidamente se ele acabar chegando ao fundo ou entrando em contado com as bordas da piscina. Faça a mistura do cloro com água da própria piscina em um balde plastico para uma maior segurança de que o resultado da atividade dará certo, e desse modo tudo o que for sólido será diluído. A quantidade de cloro a ser misturada deve ser verificada na embalagem do cloro.

Verifique o PH e a alcalinidade

Saber o PH da água da piscina permite que você saiba se a desinfecção irá funcionar como você está planejando. O PH da piscina deve ficar entre 7,2 e 7,4, já a alcalinidade deve permanecer entre 80 e 120 ppm. Só com essas especificações é interessante clorar a piscina, pois com dados diferentes desses são necessários tratamentos mais profundos de limpeza.

Coloque a mistura na piscina

Depois de fazer a mistura do cloro com água e diluir todo o material sólido se pode colocar a mistura na piscina espalhando a mesma por toda a borda. Espalhar é importante, pois é necessário que o cloro fique homogêneo em toda a água da piscina. Também ajuda na mistura deixar o motor misturando a mesma por uma hora antes de qualquer um entrar em contato com a água.

O que não fazer

Não coloque a mistura do cloro direto no pré-filtro da motobomba da piscina, pois isso pode corroer as peças do mesmo, assim como também não se deve colocar o cloro direto na água da piscina. Você não deve deixar o cloro entrar em contato com equipamentos metálico mesmo durante a mistura, e também não é interessante aplicar o cloro durante o período de maior incidência solar, pois o cloro pode ser muito suscetível a luz solar.

Agora que você já sabe como manusear o cloro de maneira correta é só fazer a aplicação. Depois de tudo pronto é só aproveitar a piscina!