Categorias
Auto e Ferramentas

Aprenda como fazer uma moldura para as suas fotos em casa

Tem pensado em (re)decorar a sua sala, mas o orçamento está limitado? Então, nada melhor do que colocar a imaginação para funcionar e fazer você mesmo uma decoração linda e personalizada. E uma parte que merece muito a sua atenção é a parede.

Uma parede bem decorada salva uma decoração, da mesma forma que pode detoná-la. Para facilitar a sua vida, separamos algumas dicas de como fazer uma moldura para as suas fotos. Tem forma mais original de enfeitar a sua parede?

Passo a passo para fazer moldura para as suas fotos

Fazer uma moldura bonita e barata é mais simples do que parece. Aqui, a gente vai ensinar você a fazer uma moldura que parece madeira, mas com a vantagem de ser bem levinha, facilitando a fixação da moldura com fita dupla-face. Legal, não é? Veja, a seguir, o passo a passo e as ferramentas necessárias.

Materiais necessários

– Foto (ou fotos) que você quer emoldurar;
– Placa de isopor;
– Papel paraná;
– Papel contact transparente;
– Papel contact branco (ou de outra cor de sua preferência);
– Tesoura, estilete, régua, lápis e cola;
– Fita dupla-face.

Passo 1

Primeiramente, você deve descobrir o tamanho da sua moldura, o que deve ser feito medindo a foto que você está querendo emoldurar. Você pode fazer moldura de qualquer tamanho.

Passo 2

Desenhar as tiras da sua moldura no isopor (com régua e lápis) e recortá-las com estilete. Ao todo, serão 4 tirinhas (lembre-se de que elas têm que encaixar umas nas outras, então é importante fazer a medição corretamente).

Passo 3

Repetir o mesmo processo do Passo 2, agora no papel paraná (marcar as tiras com lápis e recortá-las com a tesoura).

Passo 4

Colar as tiras de papel paraná nas tiras de isopor. Você pode usar cola de silicone frio ou cola de isopor.

Passo 5

Com as peças já coladas, você deve pegar o papel contact branco e recortar pedaços para cobrir as tiras. Para cobrir adequadamente, você precisará recortar um pedaço maior do que as tiras (faça um teste antes de recortar o contact). Para fazer o arremate dos cantinhos, basta recortar as pontinhas com cuidado.

Passo 6

Pegar um pedaço grande de papel paraná, medir a parte que ficará atrás da moldura e recortá-la. Para isso, basta usar a foto que irá emoldurar. Se você não quer que a moldura acabe tapando as bordas da foto, a parte de fundo em papel paraná deve ser maior (de acordo com o tamanho da moldura).

Passo 7

Cole a foto no papel paraná e, por cima, cole o papel contact transparente. O papel contact transparente fará as vezes de um vidro, protegendo a sua foto.

Passo 8

Agora é só colar as tiras da moldura na foto e esperar a cola secar. Quando estiver seca, é só fixar a sua moldura na parede usando fita dupla-face. É ou não é uma boa ideia? Além de ficar uma graça, a sua moldura feita em casa terá um custo acessível.

Categorias
Auto e Ferramentas

Veja como escolher GPS automotivo

Saiba como escolher GPS automotivo, um aparelho considerado indispensável nos percursos de carro, assim você dirige em qualquer lugar, mesmo sem conhecer. O GPS tem a inteligência de mostrar não só o percurso para chegar no seu destino, mas também o melhor caminho, mais rápido e livre de trânsito intenso.

A variedade de modelos é muito grande e por isso algumas pessoas têm dificuldades em decidir qual adquirir. Se esse é o seu caso, listamos algumas dicas para facilitar sua escolha. Confira!

1 – Processador e tela

Para saber como escolher GPS automotivo avalie primeiro o tamanho da tela e a velocidade do processador, que é o que vai influenciar na navegação e no processamento de dados. Os processadores de 400Mhz ou mais são bem interessantes, pois calculam rotas mais rapidamente.

As telas variam de 3 a 12 polegadas. Os tamanhos médios estão entre 5 e 7, que são os que não conflitam com o painel do carro. Uma boa alternativa é optar por um aparelho com tela fosca, porque ela reflete menos luminosidade. A que reflete mais pode atrapalhar a sua visão do GPS. Além disso, aqueles com sensibilidade ao toque e tela colorida costumam oferecer melhor definição de imagem, que também são recursos interessantes para fazer configurações.

2 – Funcionalidades

As funcionalidades viva voz e reconhecimento por voz são muito úteis, porque permitem que você dirija sem precisar olhar para a tela, além de fazer solicitações ao aparelho sem a necessidade de digitar. Além delas, os aparelhos com minicomputador de bordo ainda oferecem:  

Alerta de radar, que indica os locais que possuem radares fixos na cidade.

Cálculo de autonomia de combustível, para que você controle as despesas com combustível e o tempo de abastecimento.  

Controle de velocidade, que te alerta caso esteja acima da velocidade permitida.  

Memorização de rotas, as mais utilizadas, facilitando o dia a dia.  

Tráfego ao vivo, com alternativas de caminhos com menos trânsito para você chegar mais rápido no seu destino.  

Bluetooth, para você conectar ao smartphone. Assim você tem acesso à sua lista de contatos e faz chamadas utilizando o comando de voz.

3 – Atualizações

Alguns aparelhos atualizam mapas automaticamente para que você não tenha problemas com a sua rota. Eles também atualizam pontos de interesse, que mostram hotéis, hospitais, postos de gasolina e pontos turísticos, o que facilita muito quando está em uma cidade que não conhece.

4 – Bateria

As baterias duram em média 3 horas. Alguns aparelhos, conhecidos como outdoor, muito utilizados em trilhas, possuem uma bateria que dura em média 15 horas. Mas existem modelos com saída para carregador externo, que podem ser ligados à entrada 12v do carro. Assim você carrega o aparelho enquanto o utiliza.

Agora que você já sabe como escolher GPS automotivo, aproveite todas essas funcionalidades!

Categorias
Auto e Ferramentas

Aprenda como fazer um aparador de madeira

Saber como fazer um aparador de madeira conta ponto para você. Isso porque o aparador é uma peça-chave para a decoração da sua casa e está presente principalmente no hall de entrada, corredor ou sala. O aparador de madeira é um clássico que nunca sai de moda, superelegante e imponente, que agrega um valor enorme na decoração de um ambiente. Por que não colocar a mão na massa e criar o seu próprio aparador?

Ferramentas e peças

Para fazer o seu aparador você precisa de alguns materiais básicos, incluindo as ferramentas e as peças de madeira. Os materiais necessários são parafusos, seladora, lixa, placas de madeira de pinus e tinta spray (ou a tinta de sua preferência).

Caso você não tenha algum item, pode conferir na nossa seção de ferramentas para garantir o seu aparador! As medidas das madeiras devem ser: 2 peças de 95x30cm, 2 peças de 12x30cm, 4 ripas de 75x7cm, 2 ripas de 35x7cm e 2 ripas de 39x7cm, todas com 2cm de espessura.

Como montar o aparador

Antes de começar a montar o seu aparador você deve lixar as placas e depois finalizar com a seladora, que vai conservar a madeira e também prepará-la para receber a tinta.

O aparador deve ser montado da seguinte forma: uma das chapas maiores deve ser colocada embaixo (95x30cm); depois, posicione as placas de 12x30cm nas laterais; finalize colocando a outra chapa maior em cima e depois fure as placas com uma broca fininha para poder parafusar as madeiras e fixá-las.

A melhor broca para isso é chamada de escareador, que já deixa no formato do parafuso. O parafuso ideal para fixar essa parte do aparador é de 3,5x35mm, com dois parafusos para cada lado. As ripas de pinus restantes serão utilizadas para fazer os pés, e são montadas assim: uma peça de 35x7cm embaixo, as peças de 75x7cm nas laterais, e por fim a peça de 39x7cm, formando uma moldura.

Você vai furar da mesma forma que a primeira parte e fixar com os parafusos. Com os dois pés prontos, agora você vai pintá-los do seu jeito com a tinta spray, que é mais prática. Por fim você vai encaixar os pés na primeira parte montada e também fixar com os parafusos.

Categorias
Auto e Ferramentas

Aprenda a escolher o melhor veneno para mato

Terrenos com mato alto podem abrigar animais peçonhentos, servir de lixeira para aqueles que não descartam seu lixo de forma correta, além de ficarem com uma aparência de abandono e, por isso, atrair pessoas em busca de um lugar para ficar sem ter que pagar por isso. Escolher o melhor veneno para mato passa por alternativas como o uso de ferramentas para capinação, máquinas cortadoras de grama e até a contratação de pessoas especializadas na função. Vejas as nossas dicas para ajudar você.

Enxada e foice

Se você deseja fazer a remoção do mato manualmente, com um profissional ou sendo você mesmo a capinar, saiba que o uso de foice e enxada são uma opção das mais antigas quando o assunto é acabar com o mato. Essa é a forma mais tradicional de limpar terrenos e é derivada dos métodos usados na agricultura para controlar pragas. A enxada exige um certo esforço físico e serve para arrancar o mato pela raiz, ao passo que a foice corta galhos mais grossos e pequenos troncos.

Melhor veneno para mato: herbicida

O herbicida é um produto químico usado para matar ervas daninhas, também recebe o nome popular de “mata mato” e costuma resolver o problema. Porém, após ir a uma loja especializada e adquirir o herbicida, tome algumas precauções, como ler e seguir atentamente as instruções de uso; usar máscara e luvas na hora de aplicar; fazer a pulverização em um dia de sol para que o veneno não perca o efeito, caso chova. Se chover até 3 horas após a aplicação do herbicida, será necessário repetir.

Roçadeira

A roçadeira exige certa habilidade para ser usada e o uso de equipamentos de segurança, como capacete, luvas e roupas, é muito importante para evitar que por pedras ou outros objetos atinjam você, pois podem “saltar” do mato durante o processo de remoção do mato. Esse é um equipamento indicado para limpeza de terrenos em que haja somente mato e que ele não esteja muito alto. Para matos mais crescidos, o mais indicado é usar a roçadeira lateral.

Aparador ou cortador de grama?

Ambos são eficientes desde que o mato não esteja muito grande. O aparador de grama é de fácil manuseio e geralmente utiliza o fio de nylon para o corte e o desgaste do fio é proporcional à resistência encontrada no mato. Já o cortador de grama possui uma lâmina de aço mais resistente e com maior poder de corte.

Um bom herbicida é o melhor venedo para mato. E, claro, manter uma rotina de limpeza também!

Categorias
Auto e Ferramentas

Aprenda como deixar a casa mais segura

A maioria dos especialistas em segurança diz que, quanto maior a dificuldade de entrar, menos atraente fica a casa para os ladrões, por isso, garantir a nossa segurança pessoal contra assaltos, roubos e sequestros requer medidas simples, e saber como deixar a casa mais segura pode ajudar você a evitar o estresse de um roubo ou assalto à mão armada.

Casa nova, fechadura nova

A primeira providência a tomar assim que você mudar para um casa nova é trocar as fechaduras e cadeados de todas as portas e portões externos. Assim, você garante que proprietários anteriores ou pessoas indesejadas não tenham acesso ao interior da sua casa. Parece óbvio, mas muita gente esquece dessa medida simples e essencial.

Como deixar a casa mais segura?

Se a sua casa não tem dispositivos de segurança, como câmeras, cercas elétricas e alarme é aconselhável providenciar o mais rápido possível. É importante ainda que o circuito de câmeras grave a movimentação nas proximidades da sua casa, pois, ao perceber a presença constante de estranhos nos arredores você pode tomar medidas preventivas e evitar aborrecimentos.

Onde guardar a chave reserva?

Procure guardar a chave reserva em um local onde só os donos da casa conhecem. Tenha ainda o cuidado de não revelar esse local para terceiros e de mudar constantemente a fim de evitar que descubram. Porém, se você tem um cão, guardar a chave reserva devidamente escondida sob a coleira dele pode ser uma medida bastante eficaz.

Durante as viagens

Quando for viajar e deixar a sua casa vazia, peça a um vizinho (de extrema confiança) ou parente, que dê uma olhada na casa todos os dias e pegue jornais, folhetos e correspondências, para não deixar transparecer que a casa está vazia também. Se você optar por uma central de segurança, saiba que algumas empresas de segurança dão cobertura nos casos de disparar o alarme da sua casa e vão até o local verificar o que houve.

Cuidado com a sua rotina

Tenha o cuidado de sempre mudar a sua rotina, alterando os horários e trajetos. Nunca deixe que pessoas estranhas tenham a certeza de que horas a sua casa está vazia ou a que hora você volta, pois, você pode ser surpreendido por um assaltante ao chegar na porta de casa. Sabemos que tudo para ser bem sucedido tem que ser planejado, logo, não deixe que bandidos façam planos usando os seus hábitos como referência.

Cão de guarda

Desde que seja bem treinado para não atacar crianças quando for aberto o portão da sua casa, um cão de guarda pode representar uma barreira que os ladrões não estarão dispostos a enfrentar, sobretudo, naquele momento em que você está saindo ou chegando de carro e o portão da sua casa fica por alguns segundo aberto. Nesta hora, a presença de um ou mais cachorros de porte e aparência intimidadora, pode fazer mais segurança para o seu ambiente.

A dica final de como deixar a casa mais segura é: evite que o interior da sua casa e tudo o que tem nela, fiquem à vista de todos, afinal, o que os olhos não veem o coração não sente.

Categorias
Auto e Ferramentas

As vantagens da manutenção preventiva para seu carro e você

O seu carro é um bem precioso que proporciona passeios com a família, viagens e auxilia nos deslocamentos que você precisa fazer no dia a dia. Nada melhor do que poder contar com essa facilidade. Mas, para que você evite problemas com seu veículo e não precise se preocupar em resolvê-los correndo, tendo que recorrer a loja de autopeças de última hora, é importante fazer a manutenção preventiva.

Ela evita aborrecimentos e prejuízos para o seu bolso. A sua segurança aumenta, pois, com um carro em dia, há menos chances de você ter que buscar ajuda em condições desfavoráveis, como na estrada rumo a um fim de semana de descanso. Acompanhe nossas dicas.

Em que situação devo fazer manutenção preventiva?

A manutenção deve ser feita tanto em carros novos como nos mais usados.

O carro novo não deixa de merecer esse cuidado. Afinal, as peças dos veículos comprados zero também sofrem desgastes naturais pelo uso. É até por isso que os fabricantes exigem que sejam realizadas revisões periódicas: assim, eles podem assegurar ao comprador as garantias prometidas.

Já no caso de carros mais rodados, a atenção deve ser redobrada. Quando você compra um carro usado de um amigo, por exemplo, ele até pode garantir que o veículo esteja em perfeitas condições de uso. Mas vale também checar como foi feita a manutenção e se foi feita.

Lembre-se: você encontrará no manual do fabricante todas as especificações e prazos dentro dos quais as peças devem ser avaliadas.

Itens a serem observados

Para que você possa realizar uma manutenção preventiva eficiente, certas autopeças e itens merecem atenção especial. Alguns deles são descartáveis e de baixo custo, outros têm maior durabilidade e por isso são mais caros. Conheça abaixo alguns desses itens.

1. Filtros de óleo, ar e combustível: são descartáveis, baratos, de fácil substituição e têm papel importante no funcionamento do motor e do ar condicionado (filtro especial), pois evitam a entrada de impurezas.

2. Óleo do motor, câmbio e direção hidráulica: devem ser trocados em intervalos que variam de 10 mil (motor) a 50 mil (câmbio e direção) quilômetros, pois contribuem de forma decisiva para a durabilidade dos equipamentos.

3. Correia dentada: de extrema importância, pois, se quebrar com o carro em movimento, poderá trazer sérios danos para o motor. É difícil perceber quando deve ser substituída, portanto consulte o seu mecânico sobre a necessidade da troca.

4. Velas: duram de 15 a 100 mil quilômetros, dependendo da montadora, mas devem ser avaliadas periodicamente, pois respondem pela ignição e pelo consumo do veículo.

5. Fluido de freio: deve ser substituído, em média, a cada 10 mil quilômetros, pois o prolongamento de seu uso pode resultar no acúmulo de água em sua composição, comprometendo seriamente o mecanismo de frenagem, principalmente em caso de paradas bruscas.

6. Bateria: de grande importância, pois responde pelo funcionamento dos componentes elétricos, a começar pela partida do motor. Preço e durabilidade variam conforme a marca, mas, com o carro em perfeitas condições de funcionamento, podem durar até 2 anos sem apresentar problemas.

Categorias
Auto e Ferramentas

Como limpar banco de couro com produtos caseiros

Bancos e revestimento interno de couro são o sonho de consumo de muitos donos de automóveis, justamente por não acumular poeira nem resíduos que possam cair sobre ele. Isso faz com que a parte interna do carro esteja sempre cheirosa e livre de odores ruins causados pelo acúmulo de poeira e umidade que são muito comuns em carros com revestimentos que não são feitos em couro. Pois é! Além de cuidar da manutenção dos pneus antes de viajar, aprenda como limpar banco de couro.

O segredo é limpar e hidratar

O dono do carro deve ter em mente que a forma de como limpar banco de couro e demais revestimentos nesse material exige alguns cuidados para manter a perfeita qualidade do couro e a sua vida útil prolongada. Fazer a manutenção do banco de couro se resume na limpeza e hidratação, pois essa manutenção evita que o banco resseque e fique com aspecto craquelado que é quando o couro se desfaz em pedacinhos.

Dica de como limpar banco de couro

Você vai precisar de:

– 2 esponjas macias;
– 2 flanelas;
– 1 garrafa de detergente neutro;
– 1 balde.

Como fazer:

No balde, misture uma parte de detergente neutro para 3 de água. Faça bastante espuma e, com uma esponja limpa e macia, espalhe essa espuma, esfregando sobre o banco. Umedeça e torça bem uma das flanelas e use para remover o sabão usado para limpar os bancos. Enxágue a flanela com água limpa, torça para que ela fique apenas úmida. Repita esse procedimento até todo o detergente ser removido. Deixe esse banco secando e faça a mesma coisa nos outros assentos e demais revestimentos em couro do carro.

Hidratando o couro do carro

Nesse momento a melhor solução é adquirir um hidratante específico para couros que pode ser encontrado em supermercados ou lojas especializadas. Porque a hidratação é que mantém o aspecto do couro sempre novo e, nesse quesito, não existe solução caseira.

Depois de todas as peças em couro do carro estarem devidamente limpas e secas, use o hidratante para couros da seguinte maneira:

Pegue a outra esponja e use para passar o hidratante nos bancos e revestimentos de couro. Use o produto em grande quantidade, principalmente se o couro do seu carro nunca tiver visto um hidratante. Para garantir uma boa hidratação, aguarde alguns minutos, aplique uma segunda demão e espere secar.

Quando o hidratante já estiver seco, passe a flanela seca para fazer o polimento do couro. Ao sentar no banco, após limpar e hidratar, o couro vai fazer um barulho de “couro novo”, como se fosse um rangido, devido ao atrito da roupa no couro recém-hidratado. Esse barulho desaparece com o tempo e o cheirinho que fica dentro do carro é delicioso.

Você pode usar essas dicas de como limpar banco de couro também em móveis (de couro) da sua casa. Aproveite!

Categorias
Auto e Ferramentas

Como conseguir permissão internacional para dirigir?

Está planejando uma viagem para o exterior? Então com certeza deve estar pensando em como se locomover no local de destino. Alugar um carro é uma excelente opção, já que otimiza muito o seu tempo e permite que você flexibilize a sua programação com toda liberdade. Além disso, é a alternativa com melhor custo-benefício se você irá viajar na companhia de amigos e/ou familiares.

Não sabe o que precisa para dirigir no exterior? A gente ajuda você nessa tarefa. Descubra, a seguir, como conseguir permissão internacional para dirigir.

O que você precisa para dirigir no exterior?

Em alguns países, como Argentina, Uruguai, Paraguai e Peru, a própria carteira nacional brasileira é suficiente para que você possa dirigir. Em outros, você só terá autorização para dirigir se tiver a permissão internacional para dirigir (PID) em mãos.

Como emitir a PID

A PID é emitida pelo próprio Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Contém informações em vários idiomas (português, alemão, árabe, chinês, espanhol, francês, inglês e russo) e é aceita por todos os países signatários da Convenção de Viena de 1968 ou que têm acordo de reciprocidade com o Brasil.

O documento tem a mesma validade impressa na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), bem como a mesma categoria e as mesmas restrições médicas (se aplicáveis), sendo aceita no destino quando apresentada junto com a carteira de motorista.

Para obtê-la, basta ir até o Detran do seu estado ou a um Centro de Formação de Condutores (CFC). Geralmente, os documentos necessários para dar entrada ao processo são:

  • CNH ou outro documento oficial de identificação, original e cópia;
  • Comprovante de residência (original e cópia) ou declaração.

Ainda, é exigido o pagamento de uma taxa que pode variar entre 45 e 250 reais, dependendo do estado.

O documento fica pronto depois de 5 dias úteis.

Agora que você já sabe como emitir a PID, confira se ela é realmente necessária para dirigir em seu próximo destino, bem como limites de velocidade e demais regulamentações.

Boa viagem!

Categorias
Auto e Ferramentas

Como encerar moto na garagem de casa?

Para saber como encerar moto você precisa primeiro entender sobre lavagem de auto e ferramentas a serem usadas. A primeira diferença entre lavar um carro e uma moto é que o carro pode ser lavado com jato forte de água porque a carroceria o protege de danos, já a moto possui cabos e fios à mostra, e se você jogar um jato de água muito forte pode danificar essas peças e até provocar um curto-circuito.

Cuidados na hora da lavagem

Fora isso é importante ter cuidado com produtos químicos. Alguns componentes móveis da moto são protegidos por anéis de borracha, os o-rings. Em contato com esses produtos, as borrachas sofrem ressecamento e começam a rachar, permitindo a entrada de sujeira, o que é muito prejudicial. Uma prática comum e totalmente maléfica é o uso de querosene nos discos de freio.

Por ter óleo na composição, ele reduz o atrito dos freios, correndo o risco de danificá-los. Agora que você já sabe tudo que não deve fazer, confira algumas dicas para lavar e encerar a sua moto em casa.

Para começar a lavagem é importante usar luvas cirúrgicas para proteger as mãos dos produtos químicos. Se puder colocar óculos de proteção é melhor ainda, pois os produtos podem respingar nos olhos. Comece passando desengraxante nas partes que grudam mais sujeira como embaixo do motor, embaixo dos pára-lamas, no cárter, na balança traseira, nas bengalas, nas rodas traseiras, nos raios e no bloco do motor.

Depois jogue água sem pressão com a mangueira para enxaguar. Coloque água e sabão de coco em um balde, mergulhe uma esponja macia e lave toda a moto. Enxágue com cuidado. Antes de secar, balance a moto de um lado por outro para a água sair das conchas. Destape o escapamento e ligue o motor por 30 segundos para tirar a umidade. Seque toda a moto e depois ligue o motor por mais 2 minutos para secar completamente.

Dicas de Polimento

É importante polir e encerar a moto a cada 2 meses para evitar o desgaste das partes cromadas e pintadas. Nas cromadas use a cera com uma esponja macia e espalhe até que dê brilho. Nas partes plásticas é importante usar cera a base de silicone para não ressecar. No tanque use cera automotiva.

Cuidado com o polimento do tanque e o enceramento do banco, porque podem ficar escorregadios e causar acidentes com uma freada mais forte.

Agora que você já sabe como encerar moto e dicas importantes de lavagem, proteja sempre a sua!.

Categorias
Auto e Ferramentas

Como fazer uma cadeira de madeira

A reciclagem de materiais pode ser feita de várias maneiras, há diversas possibilidades. Uma delas e aprender como fazer uma cadeira de madeira. Você pode reutilizar algumas tábuas que sobraram de uma reforma e criar um novo móvel para sua casa! Veja a seguir algumas dicas.

Como fazer uma cadeira de madeira

Para montar uma cadeira, será necessário usar algumas tábuas. Antes de iniciar a montagem, decida o modelo que será feito. Faça uma gravura para auxiliar na seleção das tábuas e tamanho. Para facilitar o trabalho com a madeira, será necessário usar algumas ferramentas de corte. Depois, lixe bem a superfície, para um melhor acabamento.

A montagem das peças deve ser feita com parafusos e uma furadeira. Dessa forma, fica bem mais rápida a execução. Basta usar uma broca mais fina que o parafuso utilizado para prender as madeiras. Para deixar tudo bem firme, use uma parafusadeira.

As conexões podem ser feitas também com pinos, além dos parafusos ou peças girofix, para um encaixe melhor. A cola de madeira é de grande ajuda nessa hora, permitindo que você deixe as tábuas em seus lugares definitivos antes da perfuração.

O encosto e assento podem receber um revestimento com espuma, para ficarem mais confortáveis. Porém, não é obrigatório adicionar o revestimento e o forro, ele são opcionais. Se, depois de terminar o projeto, resolver instalar um assento, a dica é usar modelos removíveis. Elas já vêm prontas para serem usadas e possuem laços que são amarrados na lateral da cadeira. Na hora de lavar, é mais fácil remover os acessórios.

Como proteger o móvel

Para finalizar, passe verniz em toda a peça. Ele ajuda a conservar a madeira e dar um toque de brilho. Se optar por um revestimento menos rústico que o tom natural da madeira, pode passar antes tinta colorida, por exemplo, na tonalidade branca. Selecione a cor de acordo com o ambiente onde a peça ficará.

Viu como fazer uma cadeira de madeira? Em resumo, você deve escolher o tipo de peça, cortar as tábuas, proceder com a montagem usando uma furadeira e finalmente aplicar verniz ou tinta para o acabamento. Agora, mãos à obra!