Categorias
Auto e Ferramentas

Como escolher um eletrodo para solda

O eletrodo para solda é um dos utensílios de solda mais comuns. A soldagem é feita com um arco elétrico formado com o contato do eletrodo e a peça a ser soldada e que funde os 2 ao mesmo tempo. O eletrodo é gasto a partir do momento em que é formado o cordão de solda. O processo é protegido do ar atmosférico pelos gases de combustão do revestimento, o N2 e O2, e por uma escória. Esse processo é versátil, muito utilizado no mercado e pode ser feito em aços inoxidáveis, aços carbonos, ferros fundidos, cobre, alumínio, níquel e aços de baixa, média e alta liga. Se quiser escolher um eletrodo, confira algumas dicas para você não errar.

1 – Revestimento oxidante

O eletrodo para solda com esse tipo de revestimento é constituído de óxido de ferro e manganês, e a escória produzida é abundante, oxidante e fácil de destacar. Ele pode ser usado nas correntes alternadas ou contínuas e atinge uma profundidade baixa, mas não é adequado para profundidades de alto risco, e por isso tem sido cada vez menos utilizado.

2 – Revestimento ácido

Constituído de óxido de ferro, silício e manganês, esse eletrodo produz uma escória porosa, abundante, ácida e de fácil remoção. Ele pode ser usado nos 2 tipos de corrente, tem profundidade média e alta taxa de fusão, o que causa uma poça volumosa de fusão, sendo indicado para aplicações na posição de filete horizontal ou plana.

3 – Revestimento rutílico

Ele tem grandes quantidades de rutilo e a escória produzida é abundante, densa e facilmente destacável. Ele é de fácil manipulação e pode ser utilizado em qualquer posição, a não ser se tiver um grande teor de pó de ferro. É versátil, de uso geral e atinge uma profundidade média ou baixa.

4 – Revestimento básico

Tem grande quantidade de fluorita e carbonatos de cálcio, que geram uma escória com características básicas. Ao ser adicionada ao dióxido de carbono gerado pela decomposição do carbonato, ela protege a solda do contato com a atmosfera, reduzindo os riscos de trinca e de solidificação. Tem profundidade média e é indicado para aplicações de alta responsabilidade e soldagens de grandes espessuras e de alto grau de restrição.

Revestimento celulósico

Tem grande quantidade de material orgânico, como a celulose. Ao ser decomposta pelo arco, ela gera gases protetores do metal líquido. A quantidade de escória é pequena e o arco é muito violento, o que causa respingos e alta penetração. É recomendado para soldagens fora da posição plana, tendo grande aplicação na soldagem circunferencial.

Agora que você já conhece os tipos de eletrodo para solda, escolha a melhor opção para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *