Categorias
Beleza e Saúde

5 dicas para ficar craque em reflexologia e massagem nos pés

A reflexologia vai além de uma massagem nos pés extremamente relaxante: ela estimula pontos específicos que estão conectados como se fossem um grande mapa. Esse estímulo vem por meio de uma leve pressão, com um toque exato: nem tão leve, nem tão forte. Há relatos de que a técnica existe há mais de 4.000 anos.

Dentre os benefícios da reflexologia, podemos destacar o estímulo do sistema imunológico, a liberação de toxinas, o alívio das dores, a melhora da circulação sanguínea e, é claro, o relaxamento geral do corpo. E tem mais: a prática também é indicada para a prisão de ventre, dor na coluna, inchaço nas pernas, labirintite, alterações na tireoide, entre outros.

O começo de tudo

Começar a massagem nos pés fazendo a limpeza deles com lencinhos umedecidos melhora a experiência tanto para o massageador quanto para quem a recebe. Além disso, óleos essenciais e cremes hidratantes são muito bem-vindos e tornam a experiência ainda mais gostosa.

Treinos frequentes

Uma boa maneira de ficar craque em fazer massagem nos pés é treinar com frequência. Se não tiver alguém que possa fazer a massagem em você, faça uma automassagem, ela também pode ser muito eficiente. E o melhor: com o tempo, você saberá quais os pontos fortes e quais ainda precisa melhorar.

Prepare o ambiente

A experiência da massagem vai além do contato das mãos com os pés: ela se torna ainda melhor quando há luz baixa, calor na medida e um aroma gostoso. Sendo assim, não tenha medo de preparar o ambiente: espalhe velas, acenda um incenso e, se o dia estiver frio, deixe um cobertor à disposição.

Calor sempre

Deixe o pé esquerdo envolto em uma toalha quente enquanto o direito é massageado e vice e versa. Essa pequena atitude ajudará a manter o calor e a sensação de relaxamento por muito mais tempo.

Vale colar

Se você ainda acha que é difícil localizar os pontos de reflexologia em gráficos, saiba que já existem meias que mostram onde cada órgão é representado. Fazer massagem nos pés vai ficar muito mais fácil.

Categorias
Infantil

5 brincadeiras com bonecas para divertir a criançada

Brincar é uma atividade lúdica e que estimula o desenvolvimento da criança por meio da imaginação, fantasia, e assegura o fortalecimento de vínculos afetivos. Além disso, é um excelente recurso para conectar pais e filhos e proporcionar momentos de prazer, entretenimento e afeto, fortalecendo laços e auxiliando no aprendizado da criança. Confira abaixo 5 ideias de brincadeiras com bonecas:

Spa de cabelos para bonecas

A ideia é brincar de salão de beleza de cabelos para bonecas. Providencie shampoo, condicionador, escovas, secador de cabelos e alguns bobes. Chame as crianças para lavar os cabelos das bonecas como se costuma fazer no instituto de beleza. Após passar os produtos e enxaguar bem, penteie e seque com secador. Depois, enrole com alguns bobes para fazer um penteado.  

Acampamento no quintal

No quintal de casa, improvise um acampamento e, com as crianças, brinque que estão na floresta. Leve bonecas, jogos, lanternas e outros brinquedos para garantir a diversão da criançada!

Construção de represa

Essa brincadeira deve ser feita na areia e vai causar muita sujeira e lama. E as crianças irão adorar! Estimule os pequenos a cavar buracos ao redor de um buraco maior. Depois, eles cavarão túneis entre os buracos para fazer a ligação, sem desmoronar a areia de cima. É necessário ir molhando a areia para criar barro que fique firme e não despenque. Quando tudo estiver pronto, estimule as crianças a pegar baldes cheios de água e encher os buracos. Mini lagos serão criados. Nesse cenário é deixar a imaginação correr solta, pois as crianças podem criar diferentes brincadeiras com bonecas, carrinhos, caminhões, etc.

Cinema com bonecas

Convide os amigos de seus filhos e peça que cada um traga sua boneca ou boneco favoritos. Escolha um filme voltado para crianças e prepare potes de pipoca. Coloque as crianças com suas bonecas acomodadas confortavelmente na sala de televisão. Dê o play e a diversão estará garantida!

Mini sala de aula

Para que seus filhos aprendam brincando, providencie um quadro-negro e giz e peça que eles dêem uma aula sobre o que aprenderam hoje na escola as suas bonecas.

Existem inúmeras brincadeiras com bonecas que podem ser realizadas com a criançada. É possível improvisar e deixar que a criança complete a brincadeira conforme sua imaginação. O mais importante aqui é estimular o desenvolvimento lúdico e cognitivo da criança e incentivar habilidades naturais dentro das próprias brincadeiras.

Categorias
Casa e Decoração

Como escolher e montar nichos de parede

O nicho é um tipo de prateleira em formato box (caixa em português) que fica linda na decoração de qualquer ambiente. Redondo, quadrado, com fundo espelhado, vazado, colorido ou em madeira, o fato é que o nicho é como se fosse um módulo independente (sem portas, claro) da estante. Por ser uma peça avulsa, pode ser fixada na parede e abrigar desde objetos decorativos até livros, CDs e DVDs. Veja mais dicas de nichos de parede.

Na sala, diferente das estantes, os nichos de parede são módulos soltos e que podem ser usados na decoração de todos os cômodos da casa. Na sala de estar, por exemplo, os nichos abrigam objetos decorativos, vasos, livros e o que mais você desejar que fique à mostra no ambiente. Você pode combinar a cor dos nichos com a decoração ou usar peças neutras de madeira, por exemplo.

Na cozinha os nichos fazem as vezes de armário de parede, prateleiras da despensa e deixam essa parte da casa com um ar muito mais descontraído e versátil, pois com eles a sua imaginação é quem manda. Na decoração dos quartos, os nichos de parede são indicados para abrigar objetos de decoração, livros e até roupas. Faça rolinhos com as camisetas de malha e aproveite o colorido das suas roupas para usar na decoração. Nos banheiros, os nichos podem abrigar rolos de papel higiênico e toalhas de banho e rosto enroladas ou dobradas. Fica bonito e moderno.


Fixando nichos de parede

Os nichos de parede costumam ser vendidos já montados, ficando a cargo do comprador a missão de instalar esses módulos na parede. Para começar, meça com uma régua (ou trena) a altura que deseja ter os nichos e faça marcações com caneta nos lugares onde vai fixar as buchas. Agora, coloque na furadeira a broca correspondente às buchas e faça furos nos lugares marcados. Instale nos furos as buchas e parafusos e pendure os nichos. Agora que você já sabe como instalar e usar nichos de parede, é só começar a decorar a casa.

Categorias
Casa e Decoração

O que é teflon e por que ele é usado em panelas

Teflon é na verdade o nome comercial dado ao politetrafluoretileno (sigla PTFE), uma substância inerte, que não reage com outras substâncias químicas.

Na época de sua descoberta, estudos revelaram aspectos do PTFE como: resistente a altas temperaturas (500°C), insolubilidade em solventes, resistência ao ataque por ácido corrosivo ou quente e aspecto escorregadio.

Mas a grande ideia de colocar a substância em panelas foi de Louis Hartmann, em 1950. Para esse processo, Louis seguiu os seguintes passos para garantir resistência aos utensílios:

1 – Aplicação de ácido clorídrico: ao ser aplicado sobre a superfície da panela de alumínio, corrói, criando porosidade.

2 – Aquecimento: o teflon é espalhado sobre o alumínio corroído da panela e é levado a aquecimento a uma temperatura de 400 graus por alguns instantes.

3 – Fixação: o teflon se fixa nas cavidades da superfície da panela e se transforma em um filme contínuo ligado de forma muito firme à superfície.

Agora que você já sabe o que é teflon, conheça as 3 vantagens da substância e use e abuse dela na cozinha.

1 – Uso de pouca quantidade de óleo

O material antiaderente ajuda no preparo dos alimentos, por isso a quantidade de óleo utilizada é mínima e, em alguns casos, completamente nula.

2 – Aliado da nossa saúde

Como o teflon reveste a panela, ele impede que o alumínio e o ferro, muito nocivos, sejam transferidos para o alimento.

Para garantir sempre a sua saúde, use talheres de silicone ou de madeira para não riscar a panela e assim permitir que essas substâncias passem para os alimentos.

Na hora de lavar é importante usar esponjas que não sejam de aço, porque elas também podem danificar o teflon.

3 – Fácil de limpar

Como os alimentos não grudam nesse tipo de panela, é muito mais simples de fazer a limpeza, evitando qualquer resíduo para sua próxima refeição.

Agora que você já sabe o que é teflon e quais as vantagens de ter panelas com esse material em casa, aproveite e prepare os mais deliciosos pratos!

Categorias
Casa e Decoração

Panela de Cerâmica: Conheça 5 benefícios

Uma alimentação saudável não envolve apenas a qualidade dos alimentos e a forma de preparo, mas também o tipo de panela que está sendo utilizada para cozinhar a comida. A panela de cerâmica é boa por vários motivos. Os  efeitos na saúde não são notados a curto prazo, mas é comprovado que substâncias nocivas são liberadas por alguns tipos de panela e que vão se acumulando no organismo ao longo do tempo, o que pode, sim, impactar na saúde.

Diz o ditado que “panela velha é que faz comida boa”. Pode até ser, mas não custa reforçar que para a comida ser realmente boa, não podemos levar em conta apenas o sabor, mas também a saúde. Por isso, vale a pena modificar um pouquinho o ditado para “panela de cerâmica é que faz comida boa”. Existem outras opções que também são adequadas para a saúde, mas hoje você vai conhecer especificamente a panela de cerâmica.

A seguir, 5 motivos para você saber por que vale a pena investir em panelas de cerâmica.

1. Panela de cerâmica é boa para a saúde

As panelas de cerâmica, desde que possuam o selo de qualidade que garante a ausência de chumbo em sua composição, oferecem a garantia de não liberar metais pesados nem aditivos químicos no cozimento dos alimentos, como acontece com muitos outros tipos de panelas.

2. Alta durabilidade

Se bem cuidadas, são panelas para toda a vida. Elas não riscam e o material usado para fabricação é extremamente resistente, permitindo seu uso em altas temperaturas sem que haja rachaduras ou qualquer outro tipo de deformação.

3. Conservam o calor por mais tempo

Panelas de cerâmica são consideradas conservadoras de calor, por manter a temperatura da comida por muito mais tempo, se comparadas a outros tipos de panela. Por conta disso, possuem também resistência ao choque térmico e podem sair direto do fogão para mesa ou geladeira, sem que isso altere o sabor dos alimentos.

4. São fáceis de limpar e antiaderentes

Quem usa uma panela de cerâmica pela primeira vez certamente se surpreende com a qualidade do seu revestimento antiaderente. Nada gruda nesse tipo de panela, mesmo sem o uso de óleo. Isso facilita não só na hora de cozinhar, como também de limpar.

5. Puro charme na sua cozinha

Para concluir, a panela de cerâmica é boa porque também tem cores intensas e design interessante, caracteríscas marcantes desse tipo de panela e que não podem ser deixadas de lado na hora de avaliar as boas razões para se investir nessa escolha.

Categorias
Beleza e Saúde

Como cortar cabelo em casa

Quem disse que aprender como cortar cabelo em casa é impossível? Você pode e deve cuidar bem de suas madeixas. Então, fique de olho em alguns truques com a tesoura que vão deixar o seu cabelo bonito e sem gastar dinheiro.

Ferramentas para começar

Escolha um local com boa iluminação. É bom ter uma ótima tesoura de cortar cabelo (evite usar qualquer tesoura que não seja a apropriada para corte de cabelo), “bico de pato”, clips ou piranha de cabelos, pente de dentes finos e um espelho de tamanho médio ou grande.

Como cortar cabelo em casa: camadas

Para o corte em camadas, faça um rabo de cavalo bem esticado, com todo o cabelo na parte frontal da cabeça, acima da testa. Explicando melhor: em vez de colocar o rabo de cavalo para trás como de costume, faça o rabo em cima da testa. Usando a tesoura própria para cortar cabelo, corte as pontas de uma vez, em um corte reto. Depois solte os cabelos. Quando colocar os cabelos na posição normal, eles estarão em camadas.

É o que os especialistas chamam de técnica de fracionamento do cabelo. Você vai dividir o couro cabeludo em 7 partes: topo, lado direito, lado esquerdo, coroa direita, coroa esquerda, nuca esquerda e nuca direita. E atacar cada uma dessas partes.

Corte masculino

Você vai precisar de pente, tesoura, 2 espelhos e uma máquina de cortar cabelo. Posicione os espelhos, deixando um de frente um para o outro, para que você possa visualizar a parte de traz do seu cabelo no espelho da frente.

Separe o cabelo em mechas e torça cada uma delas, cortando as pontas (vá cortando aos poucos para deixar exatamente no tamanho que você quer e evitar arrependimentos). Se desejar uma franja maior, deixe o cabelo “do meio para frente” um pouco maior que o restante. Assim você pode jogar para um lado e para o outro e ainda modelar com pomada. Utilize alguma lâmina de número maior para diminuir o tamanho dos fios. Escolha a lâmina número 4 para começar. Passe por toda essa área no sentido de baixo pra cima e pare na altura das sobrancelhas em toda a volta da cabeça. Cuidado para não subir muito com a máquina.

Diminua o tamanho da lâmina gradualmente para fazer um degradê de tamanho dos fios, ou seja, para que eles fiquem cada vez mais curtos até chegar na nuca, onde serão raspados com uma lâmina bem curta (1 ou 2 no máximo).

Cabelo cacheado

Depois que o cabelo estiver molhado, penteie todo para frente e amarre com um elástico perto da testa. Estique bastante, escolha o comprimento em que deseja cortar e, bem na linha em que você pretende cortar, coloque outro elástico, preso bem firme. Posicione a tesoura na diagonal (quase em pé) e vá cortando aos poucos até ficar reto. Os cabelos cacheados encolhem quando secam. Por isso, calcule o tamanho do seu corte levando isso em consideração. Depois, solte e deixe secar naturalmente.

Categorias
Casa e Decoração

Dicas para melhorar sua postura na hora de ver TV

Cinema é a maior diversão, mesmo quando é em casa! A programação das telinhas combina muito bem com aquele sofá que a gente adora ou a nossa poltrona preferida. É importante, no entanto, ter atenção à postura do corpo na hora de ver TV.

A tendência é ficarmos “largados”, à vontade, sem nos preocupar com isso, enquanto assistimos à televisão. Mas não podemos esquecer que é nos pequenos hábitos cotidianos que evitamos lesões, dores, inchaços e até mesmo problemas de visão.

Vamos conhecer alguns cuidados simples que garantem a diversão e os cuidados com a saúde ao mesmo tempo?

Instale sua TV corretamente

A melhor posição para assistir à televisão é sentado, com postura ereta. Os olhos, por sua vez, não devem estar “grudados” no aparelho, e sim a uma distância confortável.

Uma regra básica para medir essa distância é multiplicar a altura da tela por 2,5. Um exemplo prático: se a tela tiver 1 m de altura, seus olhos devem ficar a, pelo menos, 2,5 m de distância.

Por isso, a atenção à postura começa no momento em que a televisão é instalada na sua sala ou quarto. Ela deve ser colocada na altura dos olhos, de maneira que favoreça o pescoço e não obrigue você a forçá-lo enquanto acompanha a programação. Tenha atenção a esse detalhe.

Se necessário, instale a televisão na parede utilizando um painel cheio de estilo e design, que permita alternar a posição do aparelho de acordo com o local do cômodo em que você e a sua família estiverem.

Cuidado ao deitar no sofá

Por mais que seja gostoso ficar vendo filmes deitado no sofá, com a cabeça apoiada no braço dele, essa postura não é recomendada por especialistas.

Ficar nessa posição pode gerar várias lesões no pescoço e na coluna, ainda mais se você deitar de barriga para cima e virar a cabeça para conseguir ver a televisão. Caso faça questão de assistir à TV desse jeito, procure manter seu corpo alinhado. Utilize uma almofada para apoiar o pescoço e outra entre as pernas e, assim, evitará também o inchaço.

Luzes apagadas, só no cinema

Para evitar problemas de visão causados pela TV, o primeiro passo é não assistir à televisão com a luz apagada. Deixe alguma luz no ambiente e, com isso, ajude a evitar que seus olhos fiquem cansados.

Da mesma maneira que é indicado fazer quando se trabalha em frente ao computador por muitas horas seguidas, procure não ficar com os olhos “grudados” na televisão. Dê um tempo, levante quando houver intervalo na programação e caminhe pela casa, olhe para alguma coisa longe de você por alguns minutos para relaxar os olhos. Levantar também ajuda a circulação sanguínea a ser reativada e a evitar problemas de coluna.

Procure, ainda, piscar bastante enquanto assiste à TV. Quando ficamos “vidrados”, tendemos a piscar menos. Isso gera ressecamento dos olhos e consequentemente pode gerar embaçamento da visão, pois são as lágrimas que fazem esse papel de lubrificar os olhos e elas aparecem quando piscamos.

Esses cuidados se tornam ainda mais importantes no universo em que vivemos, pois estamos sempre olhando para alguma tela: do celular, do computador, do tablet ou da TV. Por isso, não custa lembrar que uma medida saudável para evitar lesões e manter a saúde é alternar essas atividades com outras, ao ar livre, por exemplo, em que o corpo fique em movimento. Além de fazer exercícios físicos, garantir o repouso com 8 horas de sono também ajuda muito.

Categorias
Auto e Ferramentas

Como é o melhor pneu para chuva?

Mesmo que você não se interesse muito por automóveis e pelos seus acessórios, deve saber que existem diferentes tipos de pneus, para diferentes tipos de veículos e as mais variadas superfícies. Se não sabe, é importante que conheça mais a respeito do melhor pneu para chuva, considerando que, especialmente em condições climáticas adversas, o pneu se trata de um item de segurança do veículo.

A importância do pneu

Geralmente, a nossa preocupação com os pneus se resume em checar se eles estão em bom estado, ou seja, se não estão “carecas” ou, no pior caso, furados. Mas também devemos saber se estamos utilizando o melhor pneu para a superfície sobre a qual costumamos rodar, especialmente quando o uso de um pneu inadequado pode ser uma ameaça à nossa segurança.

Uma situação comum é pegar a estrada e ter que lidar com aquela chuva torrencial. Nesse caso, o seu pneu seria o melhor para rodar sobre uma superfície molhada? Se não for, os riscos de o carro aquaplanar aumentam exponencialmente. Para evitar acidentes, é fundamental saber qual é o melhor pneu para chuva, considerando, é claro, o tipo do veículo.

Qual é o melhor pneu para chuva?

Para saber se estamos utilizando o tipo de pneu correto, primeiramente devemos checar o manual do proprietário. Trata-se de uma ação preventiva básica que poucos lembram de fazer.

Uma das características comuns de pneus indicados para chuva é a banda de rodagem (a parte do pneu que fica diretamente em contato com o solo) moldada com ranhuras. As ranhuras permitem que a água passe rapidamente pela borracha do pneu, prevenindo a aquaplanagem.

Via de regra, as ranhuras na banda de rodagem devem ser profundas — se forem muito rasas, a aderência não pode ser garantida, o que justifica a importância de se checar com regularidade se os pneus não estão “carecas”, ou seja, com as ranhuras desgastadas. Por outro lado, no caso de haver pouca água na superfície, o composto da borracha do pneu é o principal fator na prevenção da aquaplanagem.

Ficou interessado em saber se o seu pneu é adequado para a chuva? Consulte o manual do proprietário do seu veículo e verifique qual é o pneu indicado para o seu caso.

Categorias
Auto e Ferramentas

Como trocar pneu do carro em 7 passos

Pode ser que o pneu do carro fure em uma situação onde não há borracharia por perto e, nessa hora, precisamos saber o que fazer. Por isso, separamos 7 passos que vão ajudar você a aprender como trocar pneu de carro sem precisar da ajuda de estranhos.

1º passo: saiba onde parar

Infelizmente você descobriu que o seu pneu está furado e o primeiro passo é parar o carro em um local com acostamento (de preferência) e que não ofereça risco de atropelamento na hora de fazer a troca e, em seguida, posicionar o triângulo sinalizador a pelo menos 10 metros de distância do carro. Essa distância é importante para quem vem atrás porque dá tempo de frear com segurança ao avistar o triângulo.

2º passo: reúna as ferramentas necessárias

Junte todas as ferramentas, como chave de roda (ou de cruz), macaco, estepe e luvas. Se você não sabe onde ficam essas ferramentas e o seu carro é novo, consulte o manual de instruções para saber onde elas ficam e deixe em um lugar fácil para, da próxima vez, ter menos trabalho. Marcas diferentes de carro posicionam o estepe em locais variados. Assim que comprar o seu, descubra onde fica o estepe.

3º passo: como trocar pneu

Tire a calota e desenrosque ligeiramente as porcas, empurrando a chave de roda com os pés usando o peso do seu corpo em vez das mãos. Antes de desenroscar as porcas por completo, coloque o macaco embaixo do carro.

4º passo: levante o carro

Coloque o macaco debaixo do carro, fazendo com que se encaixe na borda próxima ao pneu a ser trocado. Depois de encaixar o macaco, levante o carro até a roda deixar de tocar no chão. Termine de retirar as porcas e guarde todas juntas para que não se percam.

5º passo: faça a troca

Uma vez que o carro está suspenso e as porcas foram retiradas, é hora de fazer a troca dos pneus. Substitua o pneu furado pelo estepe que deve estar em boas condições de uso, ou seja, não pode estar careca, sob o risco de causar acidentes e multa no caso de haver uma blitz em seu caminho.

6º passo: coloque as porcas de volta

Esse momento é importante porque deve haver equilíbrio para evitar que o pneu se solte (e dê mais trabalho) na hora de recolocar as porcas. Para isso, basta enroscar as porcas em forma de “X”, uma vez que são 4 (ou 5), coloque as 2 primeiras em diagonal e as restantes também, formando um “X” (ou estrela). Esse procedimento dá equilíbrio à roda e evita que o pneu caia antes de estar todo “parafusado”.

7º passo: guardar e substituir

Após trocar o pneu, abaixe o macaco para que o carro volte a tocar o chão com as 4 rodas. Desencaixe o macaco, junte com as outras ferramentas e guarde em local adequado e acessível. Coloque o estepe no lugar e providencie a substituição por um pneu novo o quanto antes.

Seguindo esses 7 passos de como trocar pneu, você conseguirá tirar de letra esse imprevisto.

Categorias
Auto e Ferramentas

Como escolher o melhor pneu para o seu carro

Escolher o melhor pneu para o seu carro é uma tarefa que requer paciência, não é mesmo? É uma decisão importante, principalmente por envolver sua segurança. Portanto, é preciso se atentar a cada detalhe na hora da compra. Estas dicas vão ajudar bastante você a entender melhor o que deve ser levado em conta em sua pesquisa sobre como escolher pneus.

A primeira coisa que você precisa saber é que todo pneu possui uma série que mistura letras e números. Ela é marcada diretamente na borracha. É a partir disso que você vai descobrir as características do pneu ideal para o seu carro. Acredite, é super fácil!

1º número:

É o tamanho, em milímetros, da parte que tem contato direto com o asfalto. É também conhecido como largura da banda de rodagem.

2º número:

Esse número traz a altura, em porcentagem, da parte lateral do pneu. Ou seja, é aquela que não tem contato direto com o asfalto. Ele é conhecido como série.

A Letra “R”

Essa letra significa Radial, que é o termo usado para identificar que o pneu é ideal para uso em carros de passeio.

3º número:

Esse número sempre vem em seguida da letra R e mostra a dimensão da roda em polegadas.

4º número:

Indica a carga máxima que o pneu pode suportar.