Categorias
Infantil

Que tal dar dar brinquedos no lugar do Ovo de Páscoa?

A Páscoa, além do caráter religioso, está intimamente ligada ao consumo de chocolates. Porém, sabemos que muitos adultos e crianças não podem comer os desejados ovos de Páscoa por questões como alergia. Pensando nisso, pesquisamos sugestões de brinquedos para você presentar os pequenos na Páscoa e fazer a felicidade das crianças.

Brinquedos no lugar do ovo de Páscoa

Já que a Páscoa é a época em que o coelho é tão celebrado, que tal em vez de um bichinho de pelúcia, presentear as crianças com um coelhinho de verdade? Um animal de estimação é mais que um brinquedo, mas tão educativo quanto. Ao dar um bichinho de presente para uma criança, você ensina a ela o valor da responsabilidade de cuidar de outro ser que depende de você para sobreviver!

Além disso, você ensina à criança o valor do afeto, do cuidado e a troca de energia e saberes que um animal e uma criança podem ter. Existem no mercado raças de coelhos bem pequeninas que, de tão delicadas, parecem mesmo de brinquedo.

Para crianças de 2 a 4 anos

Nessa fase do crescimento, a criança já é capaz de se separar do adulto e perceber a si mesma como um ser único. Por isso, seus pais têm que oferecer novas oportunidades e experiências para aumentar o nível de percepção da criança em relação ao mundo. Esse é um bom momento para oferecer brinquedos que explorem o raciocínio da criança e o desenvolvimento de seus movimentos, como quebra-cabeças ou brinquedos de encaixar e empilhar, por exemplo.

Para criar uma associação com a Páscoa, escolha quebra-cabeças com o tema. Outra alternativa adequada a essa fase da infância são os brinquedos que induzam ao movimento, como triciclos, carrinhos grandes em que possam subir ou colocar coisas dentro, balanço, bolas, que são ideais para continuar incentivando a desenvolver a parte motora.

De 4 a 6 anos de idade

Muito diferente da fase da oralidade inicial, em que a criança estava absorvendo a linguagem, agora ela expõe absolutamente tudo o que pensa. Por isso, nessa fase os brinquedos precisam explorar essa capacidade. É preciso evitar o óbvio para a criança, que agora, precisa encarar desafios.

Nessa fase insira jogos com regras fáceis, para que possam ser trabalhados o raciocínio e as emoções. Os jogos que podem perder ou ganhar ensinam às crianças a trabalhar a frustração. E aprender a lidar com esse tipo de sentimento é muito importante para desenvolver uma personalidade com equilíbrio emocional para lidar com os momentos não tão bons da vida adulta.

Brinquedos que estimulam brincadeiras ao ar livre e em grupo são muito importantes para a saúde e inserção social das crianças. Corridas de bicicleta, jogos simples com bola e pular corda são ótimas alternativas. Inserir o tema da Páscoa nessas brincadeiras ensinando às crianças o significado desse dia fica a cargo do adulto responsável.

Até também opções deliciosas, como giz de cera, massinhas de modelar, jogos da memória, quadro-negro com giz. Usando esses brinquedos fica fácil sugerir às crianças o tema da Páscoa em suas criações.

Para quem está entre os 6 e os 9 anos

Jogos de tabuleiro, os brinquedos de armar, jogos com bola mais elaborados contribuem para o aprendizado das normas sociais. Nessa fase, é super importante para a criança se sentir aceita pelos parentes, amigos e colegas e os esportes ao ar livre são decisivos para essa aceitação. É nessa fase que a criança descobre se é boa de bola, veloz na corrida, boa no teatro ou rápida no raciocínio. Jogos com bola, brincadeiras cênicas como mímica, circo e teatro também são valiosas.

O convívio social se sofistica por meio de jogos de tabuleiro, cartas e jogos eletrônicos, principalmente aqueles que exigem decisões estratégicas e conhecimentos adquiridos na escola. Os jogos eletrônicos e videogames, o ping-pong, o baralho e o dominó são muito bem aceitos nessa idade, assim como a arte dramática e as representações teatrais. As várias formas de expressão artística, como instrumentos musicais, manipulação de fantoches, brinquedos com karaokê, pintura, escultura, livros e discos, também ajudam no desenvolvimento dos pequenos nessa fase.

A partir dos 9 anos

As escolhas a partir dessa idade são feitas principalmente pela própria criança. É certo que, muito antes disso, elas já pedem aquilo que desejam, mas cabe aos pais ou adultos responsáveis presentear com o que é mais adequado à sua fase de desenvolvimento. Porém, a partir dos 9 anos a personalidade da criança está começando a se autoafirmar e é importante ouvir a sua opinião antes de decidir.

Para essa fase, indicamos jogos de tabuleiros que possam envolver a família, como aqueles em que se compram e vendem imóveis, jogo de damas, xadrez, bem como brinquedos que desenvolvam um dom já aparente no talento da criança.

Se ela gosta de dançar, dê um brinquedo que estimule isso. Se o talento é para natação, existem inúmeras alternativas. Música também costuma se afirmar nessa idade. Livros de histórias com muita aventura também costumam ser bem aceitos.

O importante é que os pais equilibrem as necessidades com as preferências de cada criança. Agindo assim, com ou sem chocolates, o sucesso da Páscoa está garantido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *