Categorias
Infantil

Quais os melhores esportes para crianças?

Quando o assunto é criança, os esportes são a melhor opção para manter a garotada fisicamente ativa e saudável. Outra qualidade que deve ser considerada ao escolher os esportes para crianças é o aprendizado de valores, como o trabalho em equipe (nos esportes coletivos) e a importância da prática e disciplina para alcançar os objetivos. Um esporte individual, mas que é pura diversão quando a criançada se junta para dar um rolê, é andar de bicicleta. Existem muitos outros de acordo com a idade dos pequenos.

No início, nada de regras

Até os 3 anos, não é indicado colocar a criança para praticar esportes cheios de regras sejam eles coletivos ou não. Isso porque a criança nessa fase ainda não tem a concentração necessária para cumprir regulamentos. Especialistas recomendam que esportes organizados devem ser praticados a partir dos 5 anos. O mais importante é incentivar o amor pelos esportes em geral desde quando a criança ainda é um bebê, estimular a brincar ao ar livre e a amar o movimento corporal, uma vez que esses movimentos ajudam a desenvolver a coordenação motora ampla e o equilíbrio físico e também proporcionam o fortalecimento muscular. E isso é essencial quando os pequenos aprendem a andar, correr e pular.

Esportes para crianças

O uso da bola é o caminho natural de todas as crianças. Geralmente é o primeiro contato com os esportes. Bolas são um brinquedo barato e muito divertido pela variedade de esportes e brincadeiras possíveis. Você pode dar os primeiros passos do basquete ou vôlei ao bebê com uma bola de soprar dessas de aniversário. O chute na bola é uma atividade para o equilíbrio e a coordenação motora, pois a criança vai ter que se apoiar em um pé só e colocar a força no outro.

Andar de bicicleta

A partir dos 3 anos, a criança já tem coordenação motora para mover os pedais e direcionar o guidão da bicicleta, principalmente se teve uma experiência inicial com triciclos e velocípedes. Ainda não dá para querer que os pequenos pedalem sem as rodinhas. Isso deve acontecer, em média, lá pelos 6 anos de idade. Mas, mesmo sob a supervisão dos pais ou outro adulto, não abra mão do capacete.

Natação

Até 3 anos, a criança não aprende a nadar propriamente, pois a relação dela com a água tem muito mais a ver com a experiência na barriga da mamãe do que com os movimentos de natação. Competir também não é possível até essa idade, mas as aulas de natação podem ser praticadas desde os 3 ou 4 meses, com o objetivo de se acostumar com a água e saber boiar ou ir até a borda em caso de acidente. A natação exige movimentos que envolvem vários grupos musculares, por isso é considerado um esporte completo. Até os 2 anos e meio, mais ou menos, as aulas costumam ser em companhia de um adulto.

Ginástica e artes marciais

A ideia é “brincar” de caratê, judô e ginástica artística. Oferecer ao seu filho um piso agradável, como um tatame, permite que ele experimente movimentos como cambalhotas (a partir de 1 ano e meio) e aprenda a cair no chão sem se assustar. Para os pequenos assimilarem a disciplina e os ensinamentos típicos desses esportes, os especialistas recomendam esperar até os 6 anos.

Esses são alguns dos esportes para crianças que você pode proporcionar aos seus filhos. Afinal, esporte é saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *